Google+ Followers

sábado, 9 de abril de 2016

Igrejas são demolidas em Cuba


09_Cuba_0150000029

CUBA

Cerca de 200 membros foram detidos para manter a ordem e impedir a ação

De acordo com relatórios da Portas Abertas, pelo menos quatro igrejas foram destruídas e outras receberam ordem judicial para fechamento, só no mês de janeiro. Informações do Christian Today afirmam que uma igreja de Santiago, cidade cubana que fica ao leste do país, foi totalmente destruída por funcionários do governo, além disso, cerca de 200 membros foram detidos para manter a ordem e impedir que os agentes entrassem na frente dos tratores e escavadeiras que realizavam a operação.

"Muitos foram espancados durante as detenções. E a demolição aconteceu enquanto Toledano, o líder cristão responsável pela igreja, estava nos Estados Unidos", comenta um dos analistas de perseguição. Segundo ele, outras três igrejas tiveram o mesmo destino. "Medidas drásticas como estas acontecem quando o governo acusa os líderes de ‘subversão’, ou seja, basta que eles critiquem o governo ou se posicionem contra ele. Sendo que os cristãos já estão instruídos a parar com as obras evangelizadoras que realizavam", explica o analista.

Atualmente, Cuba não está entre os 50 países mais hostis ao evangelho, mas está posicionado em 63º lugar. Embora seja um país onde a "liberdade de religião" se encontra nas leis e nos documentos oficiais, na prática o que se vê são severas restrições às reuniões e encontros, cultos, evangelização nas ruas e até construção de igrejas. O governo diz que é neutro em questões relacionadas ao cristianismo, exigindo a separação entre a igreja e o Estado, mas age com severidade contra os cristãos. Aos cubanos não é permitido criticar o governo abertamente, falar mal do regime ou ainda reclamar da situação precária que o povo enfrenta. Ore por essa nação. Fonte: https://www.portasabertas.org.br

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Polícia egípcia será questionada pelo governo

8-egito-reuterss
EGITO

O presidente prometeu tomar medidas legislativas, abordando questões relacionadas com os direitos humanos no país

O presidente do Egito, Abdel-Fattah al-Sissi, prometeu tomar medidas legislativas contra policiais acusados ​​de abusar dos direitos humanos, de acordo com informações da BBC News, que tem noticiado vários incidentes recentes, destacando a brutalidade da polícia egípcia. Muitos ocorridos geraram protestos e manifestações populares. "Só o fato de o governo sinalizar que tem intenção de resolver este problema já é um bom sinal. Da forma que está, corremos um grande risco de que as minorias sejam agredidas sem um contexto legal que justifique a violência. Se houver um cumprimento maior das leis de direitos humanos os cristãos serão os primeiros a serem beneficiados", comenta um dos analistas de perseguição.

O analista também apontou para a morte do cristão copta Boutros-Ghali, de 93 anos, um ex-chanceler egípcio que fazia parte da minoria cristã no país. Ele foi o sexto secretário geral das Nações Unidas, de 1992 a 1996 e acompanhou importantes processos de paz. "Sua morte nos faz refletir sobre a realidade no Egito. Aqui há cristãos influentes como Boutros um dia já foi. Há uma igreja que ora e uma juventude cristã que sai corajosamente nas ruas para pregar o evangelho. Não é a violência policial que fará com que a igreja recue", diz ele.


O Egito está entre os 50 países da Classificação da Perseguição Religiosa atual e ocupa a 22ª posição, onde mora a metade dos cristãos do Oriente Médio. "As coisas já não eram fáceis quando Murabak era o presidente, mas quando ele deixou o cargo, em 2011, o país teve a sensação de sair de uma frigideira para ir direto para o fogo e por razões desconhecidas por nós, Deus permitiu que a irmandade muçulmana e todos os seus grupos radicais islâmicos filiados, assumissem o país. O Egito caiu nas mãos de políticos ainda piores que os anteriores. Tínhamos medo do Estado, agora temos medo dos muçulmanos radicais", comentou um cristão egípcio. 

Ore por essa nação.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Presidente cristão tem uma missão de paz

REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA

Ele deve enfraquecer as atuações do grupo extremista Seleka contra as milícias do Anti-Balaka e ainda encarar de frente os desafios de uma nação em crise humanitária


7-CAR-reuters

De acordo com notícias da Reuters, depois do segundo turno das eleições presidenciais na República Centro-Africana, onde disputaram dois candidatos cristãos Anicet-Georges Dologuele e Faustin-Archange Touadéra e o ex-professor de matemática, Touadéra, venceu com 67,71% dos votos, o clima é de tranquilidade. "O atual presidente prometeu que a paz e a reconciliação seriam sua prioridade. Agora ele vive um momento decisivo, na tentativa de enfraquecer as atuações do grupo extremista Seleka contra as milícias do anti-Balaka no país", comenta um dos analistas de perseguição.

A saber, o Seleka liderou o golpe de estado de 2013 no país, contra o então presidente François Bozizé, o que fez desencadear uma crise humanitária sentida até os dias de hoje. O Anti-Balaka é um grupo formado por milícias cristãs, que tenta combater as ações do Seleka. "O problema é que esses confrontos estão devastando a nação e parece mais uma guerra religiosa do que uma luta para levantar um governo justo. A situação fica ainda mais complexa quando sabemos que nem todos os membros do Seleka são muçulmanos e nem todos os ativistas do Anti-Balaka são cristãos. Muitos deles foram inspirados pelo próprio governo para proteger a população dos bandidos que invadiam a região", explica o analista.


Agora Touadéra tem a difícil missão de conciliar os muçulmanos e os cristãos depois dos horrores da guerra. A República Centro-Africana, um dos países menos desenvolvidos do mundo, é o 26º da Classificação da Perseguição Religiosa atual e, embora seja composto por uma maioria cristã, a pressão que os cristãos sofrem é surpreendente. O governo assegura a liberdade de religião, mas o conflito com os cidadãos muçulmanos é enorme. Os extremistas islâmicos estão em cada canto do país, realizando campanhas violentas onde o alvo é a destruição do cristianismo em suas terras. A igreja continua crescendo, apesar de tudo, e os líderes religiosos insistem em lutar pela paz. 

Ore por essa nação.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br/

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Pastor e esposa adotam dois bebês abandonados no lixo: "Caminhos de Deus"

Pastor Stewart e sua esposa, com os dois bebês adotados. (Imagem: Reprodução / Fox)
Pastor Stewart e sua esposa, com os dois bebês adotados. (Imagem: Reprodução / Fox)

Já com três filhos, de 15, 13 e 8 anos, o Pastor Ronnie Stewart e sua esposa, Krystal, pensaram que já estavam terminando o seu dever com crianças em casa. No entanto, tornou-se evidente que Deus tinha outros planos para a vida deste casal.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST

Um pastor da Flórida (EUA) e sua esposa estão recorrendo ao processo de adoção dois bebês que foram encontrados em uma em uma pilha de sacos de lixo, próxima ao escritório de seu ministério. Os dois meninos não estavam vestindo nada além de fraldas.

Já com três filhos, de 15, 13 e 8 anos, o Pastor Ronnie Stewart da Igreja 'Refúgio', em New Port Richey, Flórida (EUA), e sua esposa, Krystal, pensaram que eles já estavam terminando a fase de criar crianças. No entanto, tornou-se evidente em novembro do ano passado que Deus tinha outros planos para a vida deste casal.

Tendo plantado uma congregação da Igreja de Deus, há mais de três anos, Stewart disse ao 'Christian Post' na segunda-feira, que seu objetivo é que a Igreja era se torne um lugar de refúgio para os atribulados e desfavorecidos na área metropolitana de Tampa (Flórida).

A igreja agora serve como um dos maiores centros de doação de alimentação na área de Tampa, alimentando cerca de 200 a 300 pessoas, duas vezes por semana.

Um funcionário da 'Metropolitan Ministries' - uma organização da igreja que oferece roupas, alimentos e habitação para as famílias e crianças carentes em Tampa - certa noite encontrou as duas crianças, fora do escritório do ministério.

Conforme relatado por uma afiliada local da Fox, Mark Purcell, chefe de cozinha da organização, estava saindo do escritório quando ele viu as duas crianças - com idades entre 6 meses e 1 ano e meio - em cima de sacos de lixo, fora do escritório com a mãe ainda por perto.

O ministério descobriu que a mãe, o pai e os filhos estavam todos desabrigadas e vivendo em uma barraca na floresta.

Stewart explicou que a família estava freqüentando as refeições oferecidas pela 'Metropolitan Ministries', na Igreja Refúgio, cerca de três semanas antes de deixar os filhos no lixo, próximo ao escritório do ministério.

"Nós normalmente não íamos para a igreja às sextas-feiras, mas eu estive trabalhando nas telhas da igreja, durante todo o dia", explicou Stewart. "A família estava como que acampada sob o toldo, às portas da frente do escritório. Um dos meninos simplesmente começou a colocar seu rosto no vidro das portas e ele estava olhando para mim, como se pedisse que eu os deixasse entrar e eu perguntei-lhes se gostariam de entrar, enquanto eu trabalhava naquela reforma".

"Muitas preocupações surgiram entre as pessoas na congregação", disse Stewart. "Nós ficamos com aqueles bebês naquela noite, porque uma grande tempestade estava por vir. Nós dissemos aos pais que queríamos encontrá-los na igreja no dia seguinte. Nós fizemos isso e dissemos: "se vocês precisarem de nós mais uma vez, nos avisem. Nós estamos mais do que dispostos a abrir a nossa casa".

Stewart disse que sua esposa deu banho nos meninos, que estavam sujos e não se encontravam em boas condições.

"No dia seguinte, eles [pais] estavam lá para receberem a refeição doada pelo ministério. Trouxemos os dois garotos no sábado de manhã e a família ficou conosco na igreja, durante o dia. Oramos com eles e realmente tentamos falar com eles sobre cada opção existente", disse Stewart. "Aquela noite servimos outra refeição às 5 horas. Nós estávamos no caminho para fora da instalação, quando eles nos pediram para levar os meninos para casa, por causa da possibilidade de mais tempestades vindo. Sem hesitação, concordamos com eles. De qualquer forma, era outra noite que os garotos estariam fora da rua".

 
Bebês adotados pelo pastor Stewart e sua esposa. (Foto: Facebook)


Oração
Naquela noite, pastor Stewart e sua esposa oraram e começaram a contemplar os planos possíveis sobre as crianças e o que eles poderiam fazer para ajudar aquela família.

"Fomos no dia seguinte para o culto de domingo e esperávamos que eles viessem à igreja e nós levaríamos os meninos conosco. Além dos garotos, nós levamos um monte de roupas, alimentos e remédios para as duas crianças", Stewart lembrou. "Após o culto, eu fui ver meus filhos e minha esposa, e eu estava a caminho do meu carro, quando família veio até mim e me disse: 'Pastor, você pode vir até aqui?".

Sentindo como se não houvesse melhor opção, os pais das crianças pediram a Stewart que ele levasse as crianças até que eles pudessem se estabelecer.

Com o passar do tempo, tornou-se evidente que não havia opção melhor, senão abrir sua casa definitivamente para os garotos. Os pais biológicos das crianças pediram aos Stewarts em fevereiro, que eles assumissem a custódia legal das crianças.

Embora os Stewarts não tivessem certeza de como eles poderiam para pagar as dezenas de milhares de dólares dos custos de adoção das crianças, eles concordaram em adotá-las como membros da família Stewart e têm fé que Deus vai ajudá-los a a conseguir os recursos necessários.

"Nós simplesmente continuamos orando e sabendo que Deus vai suprir todas as nossas necessidades", disse Stewart. "Nós apenas continuamos acreditando nisso".

A fim de pagar os custos de adoção, o Stewarts recentemente criaram uma página, no site de angariação de fundos on-line 'GoFundMe'. Dentro de 24 horas, as doações de todo ultrapassaram a meta inicial de 10.000 dólares. Em pouco mais de seis dias, a página tem arrecadou mais de 18.000 dólares.

"Nós nem sequer sabíamos o que era o GoFundMe", Stewart admitiu. "Nós o verificamos periodicamente, apenas para ver o que era e agora vemos as doações de 500 e 1.000 dólares e até mesmo as de 5 dólares, que são tão importantes quanto, além das mensagens de pessoas que não puderam doar, mas estão orando por nós".

Embora os Stewarts tenham ultrapassado a sua meta inicial, eles decidiram manter a página 'GoFundMe' ativa para receber mais doações.

"Eu estava pensando em fechar a página no GoFundMe para baixo, porque nós atingimos o nosso objetivo, mas alguém me deu uma boa sugestão, de que como teremos que criá-los para o resto de suas vidas, devemos manter a página aberta para dar a alguém uma oportunidade de nos ajudar", explicou Stewart.

Ao olhar para trás sobre como ele e sua família se envolveram na vida desses dois novos filhos, Stewart conclui que isto é parte dos "caminhos de Deus".

"Nós normalmente não estaríamos lá em uma sexta-feira à noite. Na verdade, aquela foi a primeira noite fria do ano na Flórida. Estava quente até então e não parecia estar um clima de chuva, mas por alguma razão, naquela noite realmente choveu muito, em direção", disse ele. "Deus os tinha lá e nós estávamos lá ao mesmo tempo fazer parte desta intervenção pelos meninos".


Stewart ainda não tem certeza sobre quando o processo de adoção será definido, mas acredita que será finalizado nos próximos meses.

A fé da Igreja Perseguida no Chifre da África

6-africa-0430101433

ÁFRICA

O número de ex-muçulmanos convertidos ao cristianismo tem crescido rapidamente numa das regiões mais difíceis do mundo para ser um cristão

 O Chifre da África, também conhecido como Nordeste Africano é uma região composta por alguns países que estão na Classificação da Perseguição Religiosa atual, como Eritreia (3º), Somália (7º), Quênia (16º) Etiópia (18º) e Djibuti (28º), onde vivem mais de 100 milhões de pessoas e o número de novos convertidos ao cristianismo tem aumentado rapidamente, mesmo com o cenário violento e perigoso, onde seguir a Jesus pode custar a vida. Jo* é uma colaboradora da Portas Abertas que recentemente viajou para essa região para falar com os ex-muçulmanos recém convertidos e que estão enfrentando uma perseguição severa por causa de sua nova fé.

"Jamais me esquecerei de nenhum deles. Quando chegaram, estavam tensos, até que olharam para o rosto familiar de Fikru*, uma pessoa da nossa equipe, então percebemos que eles finalmente se acalmaram. Eles tinham viajado durante horas para estarem ali e ter alguns momentos de comunhão. Primeiro, comemos e bebemos e depois ouvimos suas histórias", comenta Jo. A realidade dessas pessoas que vivem numa das regiões mais difíceis do mundo para ser um cristão é muito difícil, mas eles suportam com fé e coragem.

Na Eritreia há milhares de cristãos presos por causa de sua fé, mantidos em condições desumanas, presos em contêineres de metal ou em celas subterrâneas, e mesmo assim, a igreja tem crescido por lá. Na Somália, uma decapitação ou um tiro na cabeça não seria algo incomum para alguém suspeito de seguir Isa al Masih (Jesus Cristo), mas eles continuam seguindo e evangelizando. No Quênia, temos visto uma série de ataques contra os cristãos, inclusive na Universidade de Garissa, onde mais de 147 estudantes, em sua maioria cristã, foram executados brutalmente, mas os quenianos não desistiram. Para os etíopes, uma onda de protestos políticos no início desse ano desencadeou o ódio dos muçulmanos radicais contra os cristãos e muitas igrejas já foram destruídas, mas eles continuam adorando a Deus. Ore por essas nações.

*Nomes alterados por questões de segurança.


Pedidos de oração

*Ore para que o Senhor proteja os cristãos do Chifre da África e que eles sejam confortados ao saberem que a igreja livre de perseguição pensa e se preocupa com eles.

*Peça ao Senhor para aumentar ainda mais a ousadia e a coragem desses cristãos e que o amor de Cristo possa alcançar os corações dos perseguidores através deles.


*Clame a Deus para que o crescimento da igreja nessa região desperte os países vizinhos para que muitas vidas ainda sejam salvas.
Fonte: https://www.portasabertas.org.br

terça-feira, 5 de abril de 2016

Mulheres são mais religiosas do que os homens, afirma estudo

 Mulheres são mais religiosas do que os homens

Segundo um amplo estudo divulgado recentemente pelo Centro de Pesquisas Pew, as mulheres são, em geral, mais religiosas do que os homens. Isso é válido para a maioria dos países. Ao passo que 83,4% das mulheres de todo o mundo possuem uma fé, 79,9% dos homens são religiosos.

A diferença de 3,5% corresponde a aproximadamente 97 milhões de mulheres a mais do que homens que afirmam ser pessoas religiosas. A compilação do material é baseada em censos e pesquisas sobre o assunto em 192 países e territórios.

Em 61 países, o número de mulheres é pelo menos 2% maior que o de homens na afiliação religiosa. Em muitos há um “empate técnico”. Não há países em que os homens sejam mais religiosos do que as mulheres com diferença de 2 pontos percentuais para cima.

O Pew Research Center analisou seis grupos religiosos diferentes (cristãos, muçulmanos, budistas, hindus, judeus e sem filiação religiosa), usando dados colhidos entre 2008 e 2015.

Para a análise de dados, considerou-se pessoas que participam regularmente de reuniões religiosas, fazem orações diárias, consideram a religião importante em suas vidas, creem no céu, no inferno e na existência de anjos.

Entre os cristãos, as mulheres se destacam especialmente no quesito “orações diárias”, onde superam os homens em 10%. Segundo os dados disponíveis, a diferença no Brasil entre homens e mulheres no quesito “frequência aos templos” é de 12%.


Já no Islã, o diferencial é que enquanto 70% dos homens vai à mesquita pelo menos uma vez por semana, o índice de mulheres é bem menor, 42%. Contudo, nos demais quesitos, as muçulmanas são mais praticantes que os homens. Fonte: /noticias.gospelprime.com.br por Jarbas Aragão FACEBOOK

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Vamos Orar - Abril




"Mas, assim como é santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem." 1Pedro 1.15

1 | SEX ARGÉLIA (37º)
Os argelinos batem nas portas das igrejas porque têm muitas dúvidas sobre a fé cristã. Ore pelos membros e líderes, que eles estejam aptos e sejam sábios para responder bem a essas questões e acolher as pessoas.

2 | SÁB TUNÍSIA (32º)
Peça por Maysam (pseudônimo), uma jovem que tem sofrido perseguição da própria família. Ela teve que fugir para outra cidade. Ore para que ela seja capaz de se estabelecer lá e encontrar uma família cristã que a abrace.

3 | DOM LÍBIA (10º)
Clame pela situação no leste da Líbia. A guerra e a ameaça do Estado Islâmico estão aumentando. Interceda pelos cristãos nessa área, por proteção e capacidade de se manterem firmes e constantes.

4 | SEG MAURITÂNIA
Ore pelos projetos de desenvolvimento socioeconômico no país – os já em andamento e os que estão começando, pois visam proporcionar emprego para cristãos secretos. Peça por criatividade e estratégia do Senhor.

5 | TER IRÃ (9º)
Peça para que o Senhor proteja os mais de 90 cristãos que foram presos. As condições são duras. Novos convertidos também são acusados de serem uma ameaça à segurança nacional. Clame por orientação do Senhor durante os interrogatórios e por libertação.

6 | QUA SÍRIA (5º)
Ore pelo pastor Samuel (pseudônimo), em Alepo. Ele decidiu ficar na cidade com os membros de sua igreja que não puderam fugir ou que optaram por isso. Peça para que o Senhor lhe dê as palavras certas para encorajar sua congregação.

7 | QUI CATAR (21º)
Há poucos cristãos no Catar. Clame para que o Senhor inquiete o coração de cada cidadão em busca da riqueza dos céus e ore por aqueles que buscam a Deus. Que eles encontrem o Senhor Jesus.

8 | SEX BAHREIN (48º)
Louve a Deus pelas igrejas, hospitais e livrarias cristãs que compartilham as boas novas. Ore para que esses ministérios continuem com liberdade para brilhar a luz de Cristo, e que muitos moradores e visitantes sejam abençoados nesses lugares.

9 | SÁB ARÁBIA SAUDITA (14º)
Cristãos estrangeiros que trabalham no país relatam que mais do que nunca sauditas estão se convertendo ao Senhor. Louve a Deus. Ore para que eles tenham segurança para se encontrar e peça por proteção para os cristãos que têm sido corajosos.

10 | DOM BUTÃO (38º)
Os butaneses recebem nomes budistas quando nascem. Quando um deles se torna cristão, o nome é trocado para significar a transformação que Jesus está fazendo em sua vida. Ore para que o Espírito Santo continue a purificar os corações dos cristãos no Butão.

11 | SEG MIANMAR (23º)
De acordo com a agência UCAnews, o novo parlamento de Mianmar receberá pelo menos 20 legisladores cristãos. Ore para que eles brilhem a luz de Jesus no governo e que sejam verdadeiros instrumentos de mudança no país.

12 | TER SRI LANKA
A Portas Abertas fornece materiais, aulas de discipulado, bolsas de estudo, conferências bíblicas, ajuda prática, além de treinamentos de preparação para a perseguição a fim de fortalecer os cristãos. Ore para que o trabalho de Deus prospere neste país.

13 | QUA LAOS (29º)
Peça pelos 17 adolescentes que foram expulsos de suas casas por seus pais por causa de sua fé em Jesus. Ore para que eles encontrem conforto e refúgio no Senhor. Peça também para que eles continuem firmes na fé, apesar das circunstâncias.

14 | QUI TUNÍSIA (32º)
Famílias inteiras estão chegando à fé e escolhendo seguir a Jesus em determinados lugares da Tunísia. Interceda para que fiquem firmes em sua fé e sejam exemplo para as pessoas ao redor.

15 | SEX MAURITÂNIA
Há uma preocupação com a crescente corrupção no país. Muitos, incluindo os cristãos, sentem que as coisas nunca estiveram piores. Ore por maior justiça e transparência das autoridades.

16 | SÁB SÍRIA (5º)
Agradeça a Deus pelas mais de 9 mil famílias que, com o apoio financeiro da Portas Abertas, são sustentadas por meio das igrejas locais. Interceda pelos pastores e voluntários envolvidos nisso; muitos estão cansados devido à grande demanda de trabalho.

17 | DOM LÍBIA (10º)
Peça pelas igrejas neste país. Elas permanecem na Líbia para serem sal e luz na comunidade. Ore por proteção e ousadia e que alcancem ainda mais pessoas com a mensagem de Cristo.

18 | SEG IRÃ (9º)
Interceda por aqueles que vêm a fé através de programas de televisão por satélite. Clame para que possam encontrar companheiros de fé, apesar da pressão em vários contextos.

19 | TER VIETNÃ (20º)
La (pseudônimo) tem 11 anos de idade, frequenta a 6a série e ganhou uma Bíblia infantil. Ela evangeliza seus amigos: "Eu tento convidá-los para ir à igreja, mas por causa de seus pais, eles não podem ir". Ore para que mais crianças sejam alcançadas por Deus.

20 | QUA COLÔMBIA (46º)
Continue orando pelo pastor Javier e sua família. Há alguns anos, eles recebem ameaças de morte. Embora tenham se mudado várias vezes, a gangue que os ameaça sempre os encontra. Ore para que a família encontre um lugar para viver em liberdade e segurança.

21 | QUI MALÁSIA (30º)
"Há cristãos secretos que estão dispostos a passar pela perseguição", compartilha um líder de igreja doméstica. Ore para que Deus continue cuidando desses irmãos mais vulneráveis e que atenda às suas necessidades.

22 | SEX BRASIL
No dia do Descobrimento do Brasil, entregue ao Senhor a nossa nação, que nosso país seja mais de Cristo e que o inimigo tenha cada vez menos espaço. Que Deus seja o Senhor dos brasileiros.

23 | SÁB MALDIVAS (13º)
No Dia Mundial do Livro, ore pelas Maldivas. "Enquanto não houver Bíblia na minha língua, não haverá esperança para o meu povo", compartilha um cristão secreto. A Bíblia ainda não foi traduzida toda para o idioma divehi. Peça que Deus aja nessa questão.

24 | DOM TUNÍSIA (32º)
Ore para que os cristãos na Tunísia sejam exemplos de vida de oração para os novos convertidos. Clame para que eles entendam que a oração é um componente essencial para os cristãos.

25 | SEG INDONÉSIA (43º)
Peça pelos jovens cristãos desta nação. Muitos enfrentam discriminação na escola e no trabalho em províncias islâmicas. Alguns são proibidos de trabalhar no governo local, incapacitando-os de sustentar a si e a família. Ore por eles.

26 | TER BANGLADESH (35º)
Em 2015, uma das maiores nações muçulmanas viu o aumento de atividades extremistas. Algumas delas, ligadas ao Estado Islâmico, estavam marcadas por ataques e assassinatos de estrangeiros e líderes cristãos. Dezenas de cristãos também receberam ameaças de morte. Clame por esse momento crítico.

27 | QUA BRUNEI (25º)
A lei do país proíbe os cristãos de pregar sua fé para muçulmanos ou a alguém sem religião. Uma pessoa menor de 18 anos, cujos pais não têm religião, também não está autorizada a ser exposta a outras religiões, exceto o islã. Ore para que Deus guie os líderes da igreja sobre o que devem fazer para que continuem a ministrar aos jovens.

28 | QUI COLÔMBIA (46º)
Ore pelos vários treinamentos bíblicos que a Portas Abertas está organizando em regiões controladas por grupos guerrilheiros. Clame para que os jovens que participam do treinamento aprendam mais sobre Deus, a Bíblia, e como manterem-se firmes em sua fé.

29 | SEX MALDIVAS (13º)
Não há nenhum edifício de igreja no país nem mesmo para os expatriados. Como resultado, cristãos se aglomeram em espaços pequenos e fechados. Ore para que a presença de Deus seja sentida no meio deles conforme adoram ao Senhor em segredo.

30 | SÁB IRÃ (9º)
Louve ao Senhor pela libertação de um irmão da prisão em Shiraz. Ele estava preso desde julho de 2014. Ore por sua restauração. Muitos ex-prisioneiros sofrem traumas psicológicos e lutam para encontrar emprego.  
Fonte: https://www.portasabertas.org.br


domingo, 3 de abril de 2016

Líder cristão é agredido até a morte


3 Bangladesh_2015_0500100076

BANGLADESH

“Ele foi um homem de Deus muito ativo nos ensinos bíblicos e muitos se converteram através da vida dele. Hossain cumpriu sua grande missão”

Segundo relatórios da Portas Abertas, no dia 22 de março, um cristão foi agredido até a morte por militantes islâmicos, em Kurigram, um distrito que fica ao norte do Bangladesh. Hossain, que se converteu ao cristianismo em 1999, estava voltando de seu passeio matinal, quando três motoqueiros se aproximaram dele, atirando uma bomba caseira e atacando-o com facas. O cristão morreu no local. Hossain era um funcionário público da área de saúde e sofreu uma grande pressão por parte de sua família quando tomou a decisão de seguir o cristianismo. “Durante certo tempo, ele foi perseguido pelos próprios familiares, mas não cedeu e continuou o seu caminho com Cristo. No trabalho, chegou a ter o salário negado durante alguns meses, por conta de sua nova fé”, comenta um dos analistas de perseguição.

No entanto, sua fidelidade a Deus inspirou toda a família e, com o passar dos anos, para a alegria de Hossain, seus familiares também se converteram. “Ele foi um homem de Deus muito ativo nos ensinos bíblicos, depois teve um grande auxílio através dos projetos da Portas Abertas, muitos se converteram através da vida dele. Ele cumpriu sua grande missão”, disse um dos familiares que não foi identificado por motivos de segurança.

Toda a comunidade cristã do Bangladesh está de luto e chocada com o ocorrido, além de muito triste pela perda de um líder tão influente. Mas as pessoas também estão amedrontadas ao imaginar o que mais os grupos extremistas islâmicos podem fazer. Na Classificação da Perseguição Religiosa, o país subiu rapidamente 8 posições, da 43ª (2015) para a 35ª (2016), significando um nível de perseguição ainda mais violento. Em 2014, seis igrejas e uma escola foram destruídas e nomes de pastores cristãos apareceram em uma lista de ameaças de morte, publicada em outubro de 2015. Como a minoria cristã está crescendo, ela enfrenta mais e mais restrições e desafios. Essa pressão não é impulsionada pelo governo, e sim por grupos extremistas islâmicos, líderes religiosos locais e famílias tradicionais. Mas os cristãos permanecem firmes em sua fé. Ore por essa nação.

Pedidos de oração

● Ore pela família de Hossain e também por todas as famílias que perderam seus entes queridos por causa da perseguição religiosa, para que Deus os console, dando conforto, entendimento e também forças para passar por esse momento difícil.
● Ore pela igreja bengalesa, para que continue crescendo na graça e no conhecimento e que continue pregando o evangelho de Cristo.

● Peça ao Senhor para que a perda de Hossain não seja motivo de tristeza, mas de encorajamento. Que mesmo em sua morte, ele sirva de testemunho para toda a nação. Fonte: www.portasabertas.org.br