Google+ Followers

sábado, 6 de fevereiro de 2016

A última trombeta para o arrebatamento da Igreja de CRISTO.

Crente que assiste BBB tem que se converter, diz Malafaia

Crente que assiste BBB tem que se converter, diz Malafaia



O líder religioso afirmou no Twitter que o reality show da Globo é imoral"Crente que assiste BBB tem que se converter"

Estreou em janeiro a 16ª edição do Big Brother Brasil (BBB), o reality show que gera amor e ódio entre os telespectadores brasileiros.

Através de sua conta no Twitter o pastor Silas Malafaia criticou o programa da Rede Globo e, principalmente, os cristãos que assistem ao reality.

“Um verdadeiro cristão que assiste o lixo moral chamado BBB, precisa se converter novamente, está completamente afastado dos valores cristãos.”

Para o religioso, o Big Brother Brasil é o programa mais baixo e imoral da TV brasileira. “Não existe na TV brasileira algo tão baixo, imoral, ridículo, de um bando de alienados como o BBB”.

Na crítica, Malafaia falou ainda diretamente para a emissora carioca, acusando-a de promover a destruição dos valores morais. “A decadência moral de um povo, é o sinal da sua destruição. A Rede Globo é o maior veículo de destruição dos valores morais. Uma vergonha.”


As mensagens foram escritas nesta quarta-feira (4) e o pastor se mostrava incrédulo com o que via na TV, chegando a ironizar uma das falas do apresentador Pedro Bial. “Inacreditável! Ver Pedro Bial chamando esse bando de alienados do BBB de heróis. Uma afronta ao povo brasileiro, heróis de todo dia.”
Fonte: gospelprime.com.br

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Haiti: uma história para se contar

Depois de seis anos, frutos podem ser vistos na base da MAIS que fica em Porto-Príncipe, capital doHaiti. Nosso primeiro missionário discipulou um grupo de haitianos nos anos em que esteve ali, e esse grupo base, hoje, desenvolve um trabalho próprio, plantando com as sementes dos frutos que deram. Brutus Theodore, nosso missionário local e diretor da MAIS Haiti, compartilhou recentemente sobre o discipulado que ele mesmo desenvolve em Porto-Príncipe com irmãos da região.

“Eles (foto) fizeram parte do grupo de desenvolvimento comunitário que temos. Escolhemos cinco entre eles para caminharem com a gente para que se tornem obreiros da MAIS, além de poderem estar à frente do trabalho conosco”, conta Theodore. Somos encorajados ao ver o discipulado como parte do cotidiano dessa base 100% operada por haitianos, mesmo que ainda exista muito o que se fazer por esse país que viveu tantas crises e ainda não conseguiu se recuperar totalmente desse desastre ocorrido há seis anos.

O projeto de desenvolvimento comunitário, por exemplo, continua sendo regado e leva tempo para dar os resultados esperados de um investimento a longo prazo.

 Esse discipulado é um importante passo no caminho de ajudar a igreja sofredora a se reerguer. Um terremoto dura poucos minutos, mas suas consequências são mais demoradas do que gostaríamos. Porém, não podemos deixar também de louvar e agradecer pelo que Deus tem feito.

Ao chegarem no Haiti, poucas semanas após o terremoto, nossos missionários viram um povo que cantava e louvava, mesmo com templos em ruínas. Essa alegria e gratidão nos incentivaram a continuar acreditando na obra que Ele faz. Essas vozes ainda ecoam em nossos corações e nos dão força para continuar investindo e esperando pelos resultados que a seara dará.
Para investir nesse projeto conosco e em outros ao redor do mundo, torne-se parceiro da MAIS no apoio à igreja sofredora.


Fonte: maisnomundo.org

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Brilhando como Estrela




Situação
Para os norte-coreanos, ler a Bíblia ou expressar a fé cristã é altamente perigoso. Bíblias e outros materiais são cuidadosamente escondidos e são utilizados apenas quando se tem certeza de que se está realmente sozinho. Encontrar com outros cristãos é um grande risco, assim como falar sobre sua fé com outras pessoas. Muitos pais temem dizer até mesmo a seus próprios filhos que eles são cristãos, pelo medo de serem descobertos.
Se sua fé em Jesus for descoberta, cristãos correm o risco de perder tudo, serem interrogados, levados para longe de suas famílias e enfrentar anos de miséria nos campos de trabalhos forçados. Nessas circunstâncias, se envolver em atividade religiosa clandestina pode ter como consequências discriminação, prisão, desaparecimento, tortura e execução pública.
 
Sobre o Projeto
A Portas Abertas investe em projetos que fortalecem a fé dos cristãos, encorajando-os a brilhar a luz de Cristo e a espalhar a mensagem do evangelho no país mais fechado do mundo. O apoio acontece de diferentes formas como: Distribuição de literatura cristã, treinamentos de líderes locais, transmissão de programas de rádio e ajuda emergencial (alimentos, medicamentos e roupas). 
Todo o trabalho na Coreia do Norte é de alto risco para os norte-coreanos, para os colaboradores da Portas Abertas, e para os cristãos locais. Por motivos de segurança, informações mais detalhadas dos projetos devem ser mantidas em sigilo na internet.
 
Pedidos de Oração
• Interceda pelos 50 mil a 70 mil cristãos norte-coreanos que sofrem em campos de trabalhos forçados. Ore para que sua fé em Cristo seja fortalecida e que sejam instrumento de Deus para levar salvação aos outros prisioneiros.
• Peça a Deus para que os olhos de Kim Jong-un sejam abertos e que vejam a glória do evangelho de Jesus Cristo, Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.
• Suplique pelos cristãos que, por medo, mantém sua fé em secreto, escondendo-a até mesmo de suas próprias esposas e filhos. Ore pedindo coragem e sabedoria para que possam compartilhar sua fé com outros.


quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Portas Abertas visita cristãos no nordeste da Nigéria

3_Nigeria_0430100635


"Foi lindo ver a alegria estampada no rosto deles. Ficamos ali por um tempo, somente observando suas expressões"

Em uma das visitas da Portas Abertas a Maiduguri, capital da Nigéria e também a maior cidade do estado de Borno, que fica no nordeste do país, foi constatado que os cristãos vivem em circunstâncias muito difíceis e que a luta deles não é só no mundo material, mas principalmente no espiritual. "Apesar da falta de segurança naquela região, entramos com coragem e visitamos adultos e crianças, levamos alguns presentes para ajuda-los a enfrentar aqueles ataques. Alguns cartões SD com ensinamentos sobre orações que podem ser acessados através de celulares e rádios e 500 Bíblias infantis", conta um dos analistas de perseguição.

"Foi lindo ver a alegria estampada no rosto deles. Ficamos ali por um tempo, somente observando suas expressões. Foi um momento inesquecível. As crianças também ficaram muito empolgadas", disse o analista. São cenas raras de se ver naNigéria, o país que ocupa a 12ª posição na Classificação da Perseguição Religiosa 2016, onde a violência contra os cristãos aumenta a cada dia.

A Portas Abertas tem parceria com a igreja local com o objetivo de reforçar, dar suporte, equipar e dar assistência aos cristãos nigerianos perseguidos. Esta colaboração envolve: programas de preparação para a perseguição, distribuição de Bíblias e materiais cristãos, capacitação da liderança, escola dominical, formação de novos cristãos, desenvolvimento de currículos, assistência às escolas cristãs e implementação de projetos socioeconômicos para os novos cristãos e viúvas de líderes. Assim como, apoio de emergência em situações de crise, aconselhamento pós-trauma e assistência jurídica. Faça parte desse projeto através de suas orações.

Motivos de oração
  • Ore por todos os cristãos nigerianos, em especial, pelos que vivem no nordeste do país, que é frequentemente atacado pelo grupo radical Boko Haram.
  • Peça a Deus para consolar as famílias deslocadas e também aquelas que perderam seus filhos em ataques e sequestros.
  • Em suas orações, aproveite para agradecer ao Senhor por possibilitar essa visita que fez tanta diferença para estes cristãos.
  • Ore para que o evangelho continue sendo a âncora segura para eles, durante as tempestades que estão enfrentando. fonte: portasabertas.org.br


terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

A igreja é a única esperança



Pedidos de Oração

Iraque e Síria

Guerras, líderes militares cruéis e os olhos do mundo voltamos para eles – o que os cristãos do Iraque e da Síria podem esperar? Robert, o coordenador de Portas Abertas na Síria e Iraque, analisa a destruição das cidades cristãs, igrejas e mosteiros. "Como um ocidental, você não pode imaginar o impacto ambiental alarmante da devastação em curso." Em regiões que não apoiam o Estado Islâmico (EI), a igreja tem sido a única esperança para centenas de milhares de refugiados cristãos. Na cidade de Erbil, por exemplo, igrejas cristãs de quase todas as denominações fornecem ajuda e abrigo aos cristãos que fugiram das planícies de Nínive após o EI assumir o controle.

"Mestre, não te importas que morramos?" Musa Al Shamany, de Erbil, prega a história de Jesus e a tempestade (Marcos 4), e logo dá a resposta relacionando com a passagem de Jonas: "as orações de Jonas enquanto estava barco eram diferentes das orações que ele fazia na barriga do peixe. Por causa dos desafios que ele sofreu, suas orações tornaram-se mais profundas." Ele relacionando também com a história de Daniel e seus amigos: "Através das experiências que enfrentam em suas vidas, a fé e a confiança dos homens em Deus amadureceram. No meio do fogo, a relação com Deus se tornou mais profunda."

Um dos participantes do culto foi profundamente impactado pelas palavras de Musa. "No final da noite, eu estava confiante de que Jesus de fato se importa. Seu ensinamento me fez lembrar a importância de manter a fé", disse ele. É através de líderes como Musa que os cristãos iraquianos e sírios são capazes de perseverar. Milhares de cristãos deslocados estão em uma posição difícil, pois eles carregam um fardo duplo. Eles não somente fogem por causa da guerra, mas em muitos casos, também porque eram alvos religiosos, por manter a fé em Jesus. "Essa é a experiência que eles levam onde quer que vão," conclui Robert.

Pedidos de oração
  • Agradeça a Deus pela vida de Musa e de outros líderes que têm ajudado muito aos cristãos sírios e iraquianos.
  • Clame por providência para os nossos irmãos, muitos deles estão sem direção. Que assim como o participante que declarou ter sido impactado, que muitos possam ser fortificados pelo Senhor.
  • Interceda também pela equipe da Portas Abertas nesses lugares. Que estejam preparados para ajudar os nossos irmãos e que cristãos livres do mundo todo possam contribuir para que a igreja continue sendo a esperança de muitos. 
- See more at: http://www.domingodaigrejaperseguida.org.br/oracao?oracao=OA==#sthash.vnwdJrqV.dpuf

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Segurança salva igreja com a própria vida

1-pakistan-0290100059


Os cristãos reconheceram que foi um ato corajoso e ele morreu como um mártir, na intenção de proteger a igreja



Paquistão nunca esteve numa posição tão alta na Classificação da Perseguição Religiosa. Esse ano, ele se junta à Nigéria ao atingir a pontuação máxima no quesito violência contra os cristãos e a própria igreja. Agora o país ocupa a 6ª posição, dentro de um contexto de perseguição extrema, onde as leis do país tiram toda a liberdade de um cristão, levando-o à prisão, tortura e até morte.
Mesmo assim, há milagres acontecendo por lá, já que Deus não desampara os filhos que Ele tanto ama. Há também notícias que chegam como um verdadeiro refrigério, dando esperança aos cristãos locais. "Em uma cidade paquistanesa, um cristão que trabalhava como segurança de uma rua, viu dois homens bombas se aproximarem de uma igreja. Ele os abordou, tentando fazê-los parar, mas os homens acionaram as bombas antes mesmo de chegar à igreja e os três morreram. Na semana seguinte, a igreja que foi poupada do atentado estava lotada de pessoas", conta um dos analistas de perseguição.

Ainda que triste, pela perda do segurança, os cristãos reconheceram que foi um ato corajoso e ele morreu como um mártir, na intenção de proteger a igreja. Os ataques à bomba não impedem que os cristãos frequentem as igrejas, mesmo sabendo que correm risco de vida. Lembre-se dos cristãos paquistaneses em suas orações. Eles precisam de forças para seguir em frente.

Pedidos de oração
  • Ore para que Deus console a família do segurança que protegeu a igreja com a própria vida.
  • Peça ao Senhor para que a igreja paquistanesa continue crescendo, com fé e coragem, a fim de alcançar mais pessoas através da Palavra.
  • Ore também pelos perseguidores para que sejam tocados pelo Espírito Santo e também aceitem a Jesus como Salvador. Fonte: portasabertas.org.br


domingo, 31 de janeiro de 2016

Conselho da Europa reconhece que o Estado Islâmico comete genocídio contra cristãos

O Conselho da Europa aprovou uma resolução na última quarta-feira (27), que reconhece que o Estado Islâmico está cometendo genocídio, apenas uma semana antes da União Europeia votar uma resolução semelhante.


Imagem redimensionadaA Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa aprovou uma resolução intitulada "Combatentes estrangeiros no Iraque e na Síria", quase por unanimidade - com 117 votos a favor e apenas um contra - reconhecendo os "atos de genocídio e outros crimes graves, puníveis nos termos do direito internacional" atribuídos ao Estado Islâmico.

O Parlamento aconselhou os Estados a "agirem na presunção de que o Estado Islâmico comete genocídio".

O genocídio é considerado o "crime dos crimes" na legislação internacional. Formada em 1948 - após o Holocausto Judeu na Segunda Guerra Mundial - a Convenção de Genocídios da ONU definiu tal crime como aquele que tem "intenção de destruir, totalmente ou em parte, um grupo nacional, étnico, racial ou religioso".

"O Conselho da Europa tem respondido às evidências convincentes de que os cristãos e outras minorias religiosas no Oriente Médio são vítimas de genocídio", disse Laurence Wilkinson, Consultor Jurídico da ADF Internacional.

"Esperamos que mais instituições sigam este exemplo para assegurar que uma ação rápida e forte seja tomada pela comunidade internacional para salvar vidas na região", acrescentou.

Classificar as ações do Estado Islâmico como genocídio acrescenta significado, uma vez que agora o Conselho de Segurança da ONU pode ser ainda mais pressionado a também emitir uma resolução de genocídio. O Conselho também irá incentivar os Estados a se envolverem com a questão.

A resolução contém um significado especial, devido à estreita parceria entre o Conselho da Europa e a União Europeia, que está programada para votar uma resolução sobre a situação das minorias religiosas no Oriente Médio diante das ações do Estado Islâmico. A votação acontecerá no dia 4 de fevereiro.

"Embora o caminho seja difícil, o objetivo deve ser o de conseguir uma condenação mundial das atrocidades do Estado Islâmico no Tribunal Internacional de Crimes. Tal como aconteceu com Srebrenica e Ruanda, os cristãos do Oriente Médio também poderiam viver livres do medo da perseguição e da morte", disse Sophia Kuby, diretora de Advocacia da UE para a ADF Internacional. Fonte: http://folhagospel.com/