Google+ Followers

sábado, 23 de abril de 2016

“Sangue” dos cristãos perseguidos tinge fonte de Roma

"Sangue" dos cristãos perseguidos tinge fonte de Roma

Fontana di Trevi é local de manifestação em memória de mártires
por Jarbas Aragão 

A conhecida Fontana di Trevi, localizada no centro de Roma e perto do Vaticano, ficará coberta de “sangue” no dia 29 de abril. A cor vermelha de luzes especiais para dar esse efeito é parte de uma campanha de conscientização promovida pela organização “Ajuda à Igreja que Sofre” (AIS).

Trata-se de uma forma de lembrar o sangue verdadeiro, derramado por que esses cristãos perseguidos foram mortos por causa de sua fé. Programada para acontecer às 20 horas (horário local) da próxima sexta, a manifestação pretende “dar voz” aos homens, mulheres e crianças que grande parte do mundo sequer sabe que foram mártires.

De acordo com a World Religion News, confirmaram presença o presidente internacional da AIS, o cardeal Mauro Piacenza, e o bispo de Aleppo (Síria), Antonie Audo. Também devem participar representantes das organizações Christian Workers Movement, Caritas Italiana, Communion and Liberation e Focolare Movement.

Independentemente de sua denominação (evangélica, católica ou ortodoxa), os milhares de cristãos que são perseguidos, sobretudo em países muçulmanos, continuam sendo ignorados por organizações como a ONU.

A AIS emitiu nota apelando para que “A sistemática violação do direito à liberdade religiosa, sobretudo em prejuízo dos cristãos, deve se transformar em um tema central do debate público”.

Perseguição é a maior da história

Não havia estatísticas dois mil anos atrás, mas pelos números populacionais de hoje, é possível afirmar que os seguidores de Jesus nunca foram tão perseguidos. A situação é especialmente difícil no Oriente Médio, o berço das maiores religiões do mundo.

A crescente perseguição é alimentada principalmente pelo extremismo islâmico. A grande mídia muitas vezes minimiza os fatos, classificando de “limpeza étnica”, mas o fato é que a cristofobia é real.

Afinal, 80% dos atos de perseguição religiosa no mundo são contra cristãos, aponta a International Society for Human Rights, uma ONG da Alemanha. De acordo com o Center for the Study of Global Christianity, do Seminário Gordon Conwell, dos EUA, mais de 100.000 cristãos são assassinados por ano, ou seja, 11 cristãos por hora.

Os dados divulgados pela Portas Abertas no início de 2016 mostram que continuamos em uma escalada histórica de perseguição ao cristianismo. Em média, um cristão é morto a cada 5 minutos por causa da sua fé.

“Os níveis de exclusão, discriminação e violência contra os cristãos é algo sem precedentes. Está se espalhando e intensificando”, afirma David Curry, presidente da Portas Abertas nos EUA. O relatório da missão mostra que, em 2015, mais de 7.000 cristãos foram mortos por sua fé e cerca de 2.400 igrejas foram atacadas ou danificadas, índices que mostram um aumento de mais de 100% em comparação a 2014. Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br


sexta-feira, 22 de abril de 2016

Esposa de ativista cristão que foi preso relata sua experiência sobre o poder de Deus

Esposa de ativista cristão que foi preso relata sua experiência sobre o poder de Deus
Em dezembro, policiais disfarçados prenderam Nguyen Van Dai sob acusação de `propaganda contra o Estado´

Fonte: Guia-me / com informações do Christian Post 
   
Falando ao “LA Times”, Vu Minh Khanh, esposa do preso Nguyen Van Dai, compartilhou sua confiança em Deus enquanto ela viaja pela América para defender a libertação de seu marido. Nguyen, um advogado e blogueiro, foi abusado e preso pelo governo comunista em Hanói depois de se organizar para se encontrar com representantes da União Europeia sobre a investigação dos direitos humanos.

Nesta ação em dezembro, policiais disfarçados prenderam ele e o levaram para sua própria casa, onde ele foi monitorado por câmeras. Eles confiscaram três computadores e arquivos e mais tarde acusaram Nguyen de "fazer propaganda contra o Estado".

"Desde sua prisão há quatro meses, não lhe foi permitido o contato com a família e os seus pedidos de um advogado foram recusados", disse Vu. Vu está determinada para que os americanos e e outros "fora de nossa comunidade conheçam a sua obra e a sua causa".

"Agora que estou aqui neste país, percebo ainda mais o quanto as pessoas sofrem", disse ela. "Quanto mais você pode descrevê-lo, mais você não tem direitos básicos".

Nguyen fundou o Comitê para os Direitos Humanos no Vietname, viajando por todo o país para promover a educação dos jovens em matéria de direitos humanos. Vu, que teve que fugir de Vietman, a fim de visitar os Estados Unidos, disse à LA Times sobre a centralidade da sua fé em lidar com a sua situação.

"Eu penso e acredito no poder de Deus. Se eu me tornar frágil, isso enfraquece o propósito", disse ela. "Dai sempre me diz: 'Queremos viver uma vida com significado - não apenas para nós, mas para aqueles que nos rodeiam. É por isso que continuamos a fazer o que fazemos".


Nguyen foi preso anteriormente em maio de 2008 e condenado a cinco anos de prisão sob as mesmas acusações de propaganda. Ele foi liberado para prisão domiciliar em 2011 por mais quatro anos.

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Terrorista se converte após ver a `mão de Deus´ salvar uma de suas vítimas

Terrorista se converte após ver a `mão de Deus´ salvar uma de suas vítimas

Ex-comandante de um grupo terrorista radical no Médio Oriente conta como foi de líder de uma caça aos cristãos a um cristão evangelista

Fonte: Guia-me / com informações do God Reports
   
Terrorista se converte após ver a `mão de Deus´ salvar uma de suas vítimas
Um radical islâmico que acabou se convertendo e se tornando evangelista disse que reconheceu Jesus Cristo como seu Salvador, depois que viu um de seus planos terroristas - matar a filha de um ministro cristão - ser frustrado. Ele viu uma mão descer do céu para dar sangue à menina.

Al-Rashid, um ex-comandante de um grupo terrorista radical no Oriente Médio, contou recentemente ao grupo cristão 'Assist News Service', sobre como foi de líder de uma caça aos cristãos a um cristão evangelista.

Com relatos de numerosas conversões de muçulmanos ao cristianismo, Rashid se enfureceu ao longo dos anos. Ele explicou que aqueles testemunhos o inspiraram para formar uma força-tarefa terrorista especial, projetada para "caçar líderes cristãos que estavam convertendo muçulmanos e os afastando do islamismo".

Rashid e sua força-tarefa, eventualmente, ouviam falar de um pastor chamado Paul, um ex-muçulmano que lidera um ministério de evangelismo, distribuindo Bíblias para os muçulmanos e também ajuda a estabelecer redes de igrejas domésticas secretas na Ásia e no Oriente Médio.

Rashid e sua equipe tinham bolado um plano para matar a família pastor Paul e, em seguida, raptá-lo para "reconvertê-lo" forçosamente ao islamismo, de modo que ele pudesse se tornar sua principal marionete de propaganda contra o cristianismo.

Mas várias tentativas da força-tarefa extremista em matar a família do pastor e raptar o líder cristão foram frustradas. Mesmo que a força-tarefa atacasse várias vezes, Rashid disse que de alguma forma o pastor Paul encontrava maneiras escapar ileso, junto com sua família.

Quando Rashid notou que Paul e sua família estavam passando necessidades, ficando sem comida, o então terrorista um outro plano para enviar uma mulher para entregar alimentos envenenados à família do pastor. No entanto, a trama foi frustrada porque a mulher designada para fazer a entrega foi mordida por um cão, ficou gravemente ferida e nunca chegou à casa do líder cristão.

Os terroristas tentaram o plano da comida envenenada uma segunda vez com outra mulher. Esse plano foi mais bem sucedido, sendo que o filhos de Paul acabaram comendo chocolates envenenados. Apesar do filho do pastor não ter ficado doente, a filha de Paul ficou acabou adoecendo e chegou a ficar inconsciente.

"Eu estava acompanhando tudo com outros dois comparsas de uma ambulância perto do hospital, para ver a morte de sua filha", lembrou Rashid. "Nosso plano era sequestrar o corpo morto junto com sua família em nossa ambulância".

Apesar do plano de Rashid, o líder do grupo jihadista ficou impressionado quando testemunhou algo que ele nunca tinha visto antes.

"Eu vi uma bola de luz descer do céu e repousar sobre o quarto onde a filha do pastor estava internada, inconsciente", explicou Rashid.

Ele também afirmou ter visto uma mão sair da luz para tocar a filha do pastor. Quando a mão tocou a menina, ela imediatamente acordou e se levantou. Rashid disse que o sangue foi escorrendo de um buraco feito no meio da grande mão.

"Eu tremia de medo", disse Rashid. "Eu fiquei tonto e caí. Meus amigos me levaram de lá assim que isso aconteceu", relatou.

Rashid disse que teve dificuldade para dormir naquela noite, depois de ver a grande mão derramando sangue no quarto da menina. Ele também disse que após conseguir pegar no sono, viu a sombra do rosto de um homem aparecer-lhe em sonho, com a mesma mão que vira no hospital. O homem perguntou a Rashid por que ele o estava "caçando".

Confuso com o que ele sonhou, Rashid pegou uma Bíblia que estava em seu quarto - a mesma que ele usara anteriormente para encontrar versos com a finalidade de criticar o cristianismo e justificar islamismo. Neste caso, houve um verso em particular, que chamou a atenção de Rashid: a passagem do evangelho segundo S. João 1:9-10.

"Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo. Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu", disse Rashid, recitando o verso.

Rashid disse que ele entendeu que a luz e mão que ele tinha visto eram indícios de presença de Jesus.

"Eu entendi que aqueles eram sinais sobre Jesus", disse Rashid.

Logo depois, Rashid procurou Paul confessar o que tinha feito. Apesar de Rashid não ter certeza da reação do líder cristão, foi recebido de braços abertos pelo pastor, que o perdoou.

"Eu era uma vez um inimigo de Jesus Cristo, mas Ele me amou", disse Paul a Rashid. "Ele foi crucificado - deu a vida por mim - então Ele ressuscitou dos mortos. Por causa do Seu amor eu posso te amar, porque Cristo te ama. Eu acredito que Jesus Cristo te trouxe aqui para compartilhar esse amor e encontrar a salvação".

"Jesus é o Príncipe da Paz", continuou o pastor, recebendo Rashid. "E Ele vai lhe dar paz. Reconheça-O como seu salvador".

Rashid, de fato entregou a sua vida a Cristo e mais tarde foi batizado. Agora, ele é evangelista e integra o ministério "Bíblias para o Oriente Médio".


"Milhares de muçulmanos estão secretamente crendo em Jesus Cristo como seu Salvador. Eles não têm Bíblias e os governantes não lhes permitem obter Bíblias. A Bíblia é totalmente proibida em alguns países. Mas as pessoas eles estão tão sedento da Palavra de Deus", explicou Rashid. "Muitos de nossos membros da equipe são convertidos do islamismo para o cristianismo com os dons do Espírito Santo e têm boas experiências com evangelismo pessoal, realização de cruzadas e pastoreando igrejas domésticas".

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Curado de doença mental ganha centenas para Cristo

Indiano andou 50km para receber oração de missionário

por Jarbas Aragão 
FACEBOOK

O poder curador de Jesus chegou até as áreas mais remotas da Índia. A missão Christian Aid, relata que um homem que viveu anos com uma doença mental está testemunhando seu milagre e atraindo centenas de pessoas para Cristo.

Conhecido apenas como Pratik, ele vivia em Chhattisgarh, uma aldeia remota, onde a maioria das pessoas pratica o hinduísmo. Quando o missionário Siddharth chegou até a região, trazia uma mensagem que deixou muitos indianos curiosos. Quem era esse novo deus, de quem eles nunca ouviram falar?

O missionário faz um trabalho constante em lugares no interior de Índia onde não há igrejas cristãs. Ao chegar na região em que vive a etnia Gond, Siddharth viu que eles eram adoradores de ídolos e da natureza. Ensinando que o poder do Espírito Santo mudava vidas, ele e sua equipe de missionários locais anunciou o Evangelho, ensinando que as pessoas podiam ser curadas e restauradas.

Um amigo de Pratik se converteu e foi busca-lo numa aldeia vizinha. Apesar de seus problemas mentais, Pratik decidiu que precisava das orações de Siddharth. Devido a sua doença, ele alterna períodos em que está lúcido com épocas quando anda errante pelas ruas, falando e fazendo coisas sem sentido. Ficava dias no meio da selva e sua família já havia desistido.

Quando ouviu que um homem vindo de longe estava falando sobre um deus que curava, Pratik andou cerca de 50 quilômetros em meia a trilhas na mata fechada até o local onde os missionários realizavam os cultos.

Logo que chegou à igreja, os membros o cercaram e oraram por ele. “O Senhor o libertou de uma doença mental, ele foi liberto e voltou ao normal!”, comemora Siddharth. A partir daquele dia, Pratik começou a contar a todos sobre sua fé em Jesus como Senhor e Salvador.

Dentro de pouco tempo, ele estava dando testemunhos em todas as aldeias da região. “Ele pregava o Evangelho, dizendo o que o Senhor fez em sua vida”, ressalta o pastor. Cerca de seis meses depois, havia cinco congregações em cinco aldeias iniciadas por causa do testemunho de vida de Pratik. Em Korwa, uma cidade no estado de Uttar Pradesh, o pastor fez mais de 50 batismos em uma única cruzada ao lado de Pratik.

Ao todo, a equipe de missionários, que agora tem um novo membro, alcançou mais de 4000 pessoas que nunca haviam ouvido o evangelho. Foram visitadas 135 aldeias, onde vivem pessoas das etnias Korwa, Gond, Bhuiya e Khadia.


A missão Christian Aid contabiliza 1196 decisões por Cristo. Até o momento, já se envolveram na plantação de muitas igrejas, mas não pretendem parar pois há muitas aldeias sem a presença de cristãos. Com informações de God Reports Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

terça-feira, 19 de abril de 2016

Liberdade religiosa continua a ser um desafio para Cuba


18-cuba-0370000299.jpg

CUBA

A lei permite o cristianismo na teoria, mas condena na prática, através de restrições cada vez mais específicas. O governo também não permite o ensino religioso nas escolas públicas

Cuba não aparece na Classificação da Perseguição Religiosa atual, mas sua pontuação fez com que se posicionasse em 63º lugar na lista. A liberdade religiosa nesse país ainda é um desafio, mesmo que o reconhecimento do direito dos cidadãos de praticar qualquer crença religiosa faça parte da Constituição. A lei permite na teoria, mas condena na prática, através de restrições cada vez mais específicas. Bíblias e outras literaturas cristãs só podem ser importadas e distribuídas por grupos religiosos registrados e monitorados pelo governo cubano. O governo também não permite o ensino religioso nas escolas públicas.

Em visita a Cuba, no mês de março, o presidente americano Barack Obama, levantou certa esperança de que a política do país pudesse mudar em algum aspecto. Obama é o primeiro presidente em exercício a visitar Cuba desde a revolução de 1959. De acordo com a CSW (Christian Solidarity Worldwide – Solidariedade Cristã Mundial), algumas horas antes do presidente chegar ao país, o líder cristão Mario Felix Lleonart Barroso foi preso e sua esposa ficou detida em prisão domiciliar e a igreja que eles administram ficou cercada pela polícia cubana.

"O presidente Obama encontrou em Cuba o regime de Fidel Castro, que continua a reprimir a liberdade. Essa decisão de prender Mario Felix e sua esposa, juntamente com suas filhas, e ainda na semana santa, representa um total desprezo pelos direitos humanos. O líder religioso está com sua saúde muito debilitada e é fácil perceber que ele está doente, só pela aparência. O que eles fizeram foi desumano", disse o congressista americano Jeff Duncan, que é o presidente do Comitê dos Representantes na Subcomissão de Assuntos Exteriores no Hemisfério Ocidental.


"Essa aproximação entre os Estados Unidos e Cuba pode ser algo positivo, mas ainda não serviu de nada para alterar a situação negativa da liberdade religiosa no país. Mario Felix foi preso injustamente, simplesmente para ser impedido de participar das atividades públicas relacionadas à visita do presidente americano. Ele não é bem visto pelo governo por ser um ativista da liberdade religiosa proeminente. Muitos outros líderes religiosos são ameaçados de prisão e sofrem vários tipos de violência, com suas igrejas e casas destruídas. A justificativa da polícia é sempre a mesma: insubordinação. Basta falar contra o governo e as algemas já estão prontas", conclui um dos analistas de perseguição. Interceda por essa nação. Fonte: https://www.portasabertas.org.br

segunda-feira, 18 de abril de 2016

ITÁLIA: PRIMAVERA E ESPERANÇA


Você está aqui:

Home Bases Itália: primavera e esperança 

A Europa tem vivido o início de sua primavera. As noites longas e escuras estão ficando cada vez mais curtas, as árvores sem folhas e sem vida estão ficando verde novamente e os campos marrons agora estão pintados com todos os tipos de flores. Nossos missionários contam sobre as mudanças e transformações que também têm acontecido em suas vidas.

“Deus abriu a porta para iniciarmos um curso de Italiano em uma cidade vizinha e também temos nos reunido e orado com um casal que mora perto de casa. Tem sido muito bom poder ter essa vida ‘normal’ de estudos e também de caminhar junto com pessoas”, relatam. Além disso, eles tiveram a oportunidade de ir à Genebra conhecer um grupo que está iniciando um trabalho com refugiados, bem como novas igrejas e suas ações locais. “Essa visita foi uma benção ministerial, pois trouxe novas ideias e ânimo para o trabalho aqui na Itália”.

A viagem do pastor Latif à Tailândia deixou-o animado pelo suporte que pôde dar aos paquistaneses refugiados, mas ao mesmo tempo preocupado com a situação que eles têm vivido ali. Nossos missionários na Itália e na Tailândia têm estudado maneiras para dar apoio emergencial aos cristãos paquistaneses, além de soluções a longo prazo para os refugiados rejeitados pelo governo tailandês.

Falando em projetos, eles também têm conversado com a liderança da igreja deles na Itália, para desenvolverem juntos ações de apoio a refugiados e imigrantes da região. Esse envolvimento da igreja europeia, ainda que pareça tímido ou pequeno, é imensamente significativo quando consideramos as condições das igrejas nesse continente.

Ore conosco para que o Espírito de Deus reavive sua igreja na Europa. Louve conosco pela vida do pastor Latif e dos nossos missionários, tanto na Itália quanto Tailândia, no apoio que podem dar aos paquistaneses refugiados. Continue orando pela Igreja de Cristo, onde quer que ela esteja, para que pemaneça e seja fortalecida.

Mesmo com dificuldades, nossos missionários compartilham sua esperança: “Se não passássemos pelo inverno, talvez não teríamos os olhos para enxergar a primavera de Deus nas nossas vidas.”


Para se envolver com esse e outros projetos nossos, seja parceiro da MAIS. Fonte: https://maisnomundo.org

Região onde vivem cristãos é atacada


18_Russia_0250001561

RÚSSIA

O Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade e agora Moscou deve se preparar tomando medidas de proteção o quanto antes
  
A rádio Free Europe informou que, pelo menos doze pessoas morreram, entre elas seis policiais, e muitas outras ficaram feridas depois que um veículo carregado de bombas, explodiu enquanto se aproximava de um posto de patrulha da polícia perto de Dzhemikent, cerca de 20 quilômetros ao norte da cidade costeira de Derbent, no sul do Daguestão. O Estado Islâmico (EI) reivindicou a responsabilidade imediatamente.

"O Estado Islâmico só apareceu nessa região no final de 2014. O ataque provavelmente marca apenas o início de suas atividades. Significa que Moscou deve se preparar e encontrar medidas de proteção o mais rápido possível", alerta um dos analistas de perseguição que explica: "O Daguestão e a Chechênia são duas repúblicas vizinhas do sul da Rússia, que se caracterizam por um tipo muito conservador e radical do islã. Os cristãos que vivem nessas áreas, especialmente os que abandonaram o islamismo, sofrerão uma grande pressão para negar sua fé e voltar ao islã ou ir embora".


Embora a Rússia não esteja na lista dos 50 países que mais perseguem os cristãos, ela está em 57º lugar. Lá, por enquanto, o problema é outro, há conflito entre os próprios cristãos e disputa de denominações, ocasião em que os cristãos ortodoxos se mostram cada vez mais agressivos. Por outro lado, o governo está se tornando cada vez mais nacionalista e preconceituoso. Sob a presidência de Wladimir Putin, ex-agente do Comité de Segurança do Estado, as restrições ao cristianismo e à igreja cristã são cada vez mais introduzidas na legislação. O governo autoritário continua a restringir a liberdade de expressão, reunião, religião e de outros direitos humanos. Interceda pelos cristãos russos. Fonte: https://www.portasabertas.org.br

domingo, 17 de abril de 2016

Doutrinação ideológica sufoca o cristianismo


17_Coreia_0380008659

COREIA DO NORTE

Os cristãos, em particular, sofrem muito durante essa fase de fortalecimento da ideologia norte-coreana, por conta do controle social mais elevado
  
Há dois meses, a mídia estatal da RPDC (República Popular Democrática da Coreia) anunciou que uma campanha de 70 dias de trabalho estava sendo criada com o objetivo de preparar o próximo congresso do partido. "É comum na Coreia exigir esforços especiais de lealdade na corrida para as conferências políticas mais importantes. Essa notícia mostra que o 7º Congresso do Partido dos Trabalhadores da Coreia, que vai acontecer em maio, tem certa relevância para o país. O que não é de se estranhar, já que o último congresso desse partido aconteceu há 36 anos", comenta um dos analistas de perseguição.

O convite para a campanha que vai acelerar os preparativos inclui a mais rigorosa doutrinação ideológica, com um controle social mais elevado e a mobilização de todas as pessoas para completar essa infraestrutura e também o aumento da produção comercial. "Um exemplo disso foi o grande comício realizado em Pyongyang, recentemente. Os cristãos, em particular, sofrem muito durante essa fase de fortalecimento da ideologia norte-coreana. Eventos patrióticos fazem parte da prioridade do líder de governo", diz o analista.


A Coreia do Norte é o primeiro país da Classificação da Perseguição Religiosa por 14 anos consecutivos. É a nação mais fechada do mundo, em todos os sentidos, onde os cidadãos são obrigados a reverenciar seus líderes. O culto à família Kim não deixa espaços para nenhuma religião. "Esse período de sofrimento no país já dura há muito tempo, mas somos incentivados a seguir em frente com o nosso objetivo em Cristo todos os dias. Por quê? Por que temos as orações e apoio de cristãos de todo o mundo", declarou um cristão norte-coreano. A sua intercessão pelos cristãos norte-coreanos é essencial. A Igreja Perseguida conta com a ajuda da igreja livre de perseguição. Aproveite a sua liberdade e ore por eles. Fonte: https://www.portasabertas.org.br