Google+ Followers

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Pecado: Rebelião contra Deus!


Amados, quando nossos primeiros pais foram criados no Éden, a santidade e a justiça de Deus os revestiam. Quanta glória! Não sabemos quanto tempo isso durou... Pois, sabemos que o Senhor vinha estar com eles, à brisa da tarde. Quanta honra!

Entretanto, eles não prevaleceram nesse estado, porque deram guarida ao tentador, que pôs no coração deles, a semente do pecado, do mal. Daí, o desvanecimento da Glória e Justiça de Deus; ficou conspurcada a imagem do Criador em suas vidas, enegrecendo-se neles, o brilho da presença divina! Hecatombe! Que desdita!

Quero salientar, no que diz respeito à Santidade, principal atributo de Deus, e santidade, reflexo daquela, o único estilo de vida inaugurado pelo Filho de Deus, Jesus, a todos os seus seguidores.

Quando Adão e Eva pecaram, deixaram de viver essa vida divina, esse modo de viver autêntico, concedido por Deus, à humanidade por Ele criada. Deixaram de viver vida eterna, vida santa e abundante.
Com a natureza pecaminosa, começaram a viver vida natural com maldade, seduzida por Satanás; vida sem a presença divina, cheia de tristeza e aflição.  Cardos e espinhos.
Daí surgiu a impureza, a imundícia, a corrupção, a podridão, a vingança, a mentira, a desonestidade, o egoísmo e muitos outros assemelhados.
O homem passou a viver vida de si mesmo, amar-se muito mal, desordenadamente. Faltaram-lhes brilho, resplendor e glórias divinas!

Passaram-se os tempos, e Deus por amor a sua criação, deu-lhes Leis e mandamentos para viverem, praticando-os, e voltar àquele estilo de vida original, quando estavam no Paraíso.

Até hoje, essas Leis e mandamentos perduram, porque a palavra do Senhor dura para sempre! Quando vivemo-los em obediência, rigorosamente e com amor, somos revestidos espiritualmente daquela santidade que nossos primeiros pais haviam experimentado naquela época paradisíaca.
Doutra sorte, quando ainda teimamos e não vivemo-los para o nosso bem, certamente estamos ofendendo a Deus; porque toda desobediência é uma rebelião contra o modo de viver exigido por Ele. É pecado.
Certa vez disse Deus: “_... Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a oferta de ovelhas...” (I Sm. 15,22b).
Cerimonias religiosas ou rituais são vazios a menos que sejam apresentados com atitude de amor e obediência. “Ser religioso”, ir à Igreja, trabalhar em um Departamento, fazer doações à assistência social, etc., não é suficiente se não agimos com devoção e obediência a Deus.

Rebelião e teimosia são sérios pecados. Eles envolvem muito mais do que ser independente e firme em seus pensamentos. A Bíblia os compara à bruxaria, pecado digno de morte. A rebelião contra Deus talvez seja o pecado mais sério de todos porque, ao se rebelar, a pessoa fecha a porta para o perdão e a restauração com o Senhor.
F

Radicais islâmicos atacam cristãos na Índia

Ataque aconteceu na aldeia Nutangram, no distrito de Murshidabad


Radicais islâmicos atacam cristãos na Índia
Os cristãos do Estado de Bengala Ocidental, leste da Índia, ainda se recuperam dos graves ferimentos sofridos depois que redicais
islâmicos atacaram uma reunião de oração e os agrediram

O ataque aconteceu na aldeia Nutangram, no distrito de Murshidabad,  e foi realizado por "cerca de 100 islâmicos radicais", comandados pelo líder radical Mohammed Aanu Shaike.

Nenhum líder ou grupo radical reinvindou o ataque de imediato. O grupo islâmico, "invadiu a reunião de oração" que ocorria na casa de um cristão e os agrediu verbal e fisicamente, inclusive as mulheres que estavam presentes".

Mulheres muçulmanas teriam incentivado a agressão às mulheres cristãs, disseram testemunhas. Os radicais com facas nas mãos perseguiram os cristãos e as crianças, ameaçando matar todos eles.

Os cristãos foram vistos "correndo para salvar suas vidas e as de seus filhos que choravam de medo, mas eles foram impedidos por radicais que os agrediram com pontapés, empurrões e agressões verbais ", acrescentou um cristão, que não quis revelar sua identidade.

Cerca de 500 muçulmanos supostamente observavam a cena e achavam "divertido”. Os cristãos foram  perseguidos por cerca de uma hora e meia, muitos ficaram seriamente feridos.

A polícia local disse que prontamente foi para o local após ser informada por líderes cristãos sobre o incidente. Não houve relatos de que os suspeitos foram detidos.

O aumento de ataques muçulmanos contra cristãos é um fenômeno relativamente novo na Índia, uma nação predominantemente hindu, onde na maioria das vezes, radicais hindus são os principais perseguidores da minoria cristã.
Fonte: Portas Abertas 

OREMOS PELOS NOSSOS IRMÃOS INIANOS.

Círculo de Oração recebe homenagem na Câmara Municipal de São Paulo

 

Projeto de lei cria o Dia do Círculo de Oração na capital paulista
Para homenagear os trabalhos realizados pelo Círculo de Oração, criado há 70 anos, a vereadora Noemi Nonato teve seu projeto de lei aprovado pela Câmara Municipal de São Paulo. De acordo com o PL fica instituído o dia 6 de março como o “Dia do Círculo de Oração”, a ser comemorado em todas as denominações no Município de São Paulo.

Para marcar a data, a parlamentar realiza uma sessão solene no próximo dia 16 de março na Câmara paulista, quando também lança o prêmio “Albertina Bezerra Barreto”. Segundo Noemi Nonato, o prêmio será entregue às mulheres que se destacaram pelo trabalho de intercessão e oração em igrejas na cidade de São Paulo.
De acordo com o Projeto de Lei criado por Noemi Nonato, o Poder Público promoverá nesta data, inúmeras atividades sociais, comunitárias, espirituais e educativas voltadas às senhoras do Círculo de Oração, bem como à comunidade em geral. Dentre as principais ações estão: o uso de palestra e aconselhamento da palavra de Deus, atendimento aos familiares, tratamento aos dependentes, estudos e pesquisas junto aos meios de comunicações, como rádios e tevês, além de palestras em locais públicos.

Sobre o Círculo de Oração
O Círculo de Oração é um marco que completa 70 anos. O trabalho foi fundado em Recife (PE) pela irmã Albertina Bezerra Barreto e hoje está em todo o Brasil, adotado por diversas denominações, e rompeu as fronteiras, chegando a outros países, como Argentina, Estados Unidos e Japão.
A escolha do nome Círculo de Oração, segundo a fundadora, aconteceu em virtude de um folheto que ela havia lido, onde o texto explicava que a oração era como um círculo nos céus. “Quando estávamos orando, lembrei-me da mensagem e disse: Vamos circular os céus com as nossas orações”, relata.

Sobre a fundadora
Albertina Bezerra Barreto nasceu em Pernambuco e aceitou Jesus aos 13 anos. Crente fiel e dedicada, ela participava do coral e ensinava na Escola Dominical. Casada com Florismundo Barreto Montenegro teve dois filhos: Zuleide e Josival, este reside em Brasília e lhe deu oito netos e quatro bisnetos.

Hoje com 85 anos de idade, a irmã Albertina é lúcida e ativa na obra do Senhor. Como um marco de fé continua dirigindo o mesmo Círculo de Oração que fundou no bairro de Casa Amarela, em Recife, onde reúne às quintas-feiras cerca de 300 pessoas, entre adultos e jovens. Ela também iniciou o Círculo de Oração em João Pessoa (PB), onde foi dirigente por 14 anos e incentivou a abertura do trabalho em Natal (RN), Bahia e Belo Horizonte (MG). A irmã Albertina tem viajado por quase todo o Brasil e a vários países do mundo relatando seu testemunho.

Serviço:
Sessão Solene de Entrega do Prêmio Albertina Bezerra Barreto
Câmara Municipal de São Paulo
Dia 16 de março de 2012, às 19 horas
Viaduto Jacaréi, 100 – Centro – SP
Informações: (11) 3396-4991
 Assessoria de Imprensa