Google+ Followers

sábado, 17 de dezembro de 2016

Aos 85 anos, evangelista é curado milagrosamente e volta a andar: "O maior milagre que já vi"

O evangelista pentecostal Morris Cerullo passou cerca de oito meses em uma cadeira de rodas sem poder andar sozinho. Em outubro desse ano ele foi curado de forma milagrosa.


Morris explicou que sua vasculite o deixou incapaz de se mover sozinho. (Foto: Christian Post/Leonardo Blair).
Morris explicou que sua vasculite o deixou incapaz de se mover sozinho. (Foto: Christian Post/Leonardo Blair).

Quem o via caminhando feliz jamais acreditaria que por cerca de oito meses, o evangelista pentecostal internacional Morris Cerullo ficou acamado e precisou de uma cadeira de rodas para se locomover, em 2016.

No entanto, Morris explicou que sua vasculite - uma doença rara que apresenta inflamação dos vasos sanguíneos sem causa conhecida – o deixou incapaz de se mover sozinho até que em outubro ele foi milagrosamente curado.

"Este é provavelmente o maior milagre que eu já vi na minha vida. Vocês sabem que eu vi milhares e milhares de pessoas milagrosamente curadas, mas nada como isso. Os médicos desistiram de mim. Eu estava paralisado, então eles me deram cadeira de rodas, onde eu passei uns sete ou oito meses, este ano", declarou.

"Minha perna estava sem funcionar", disse ele mostrando que ela estava saudável agora. "Eu tenho fotos, mostrei elas na TV. A minha perna estava toda vermelha e dava pra ver o fundo dela. Eu estava de cama, nenhum médico poderia me ajudar. Então, o que eu fiz? Um milagre incrível fez aparecer carne nova nela”, comemorou.

Autobiografia
Aos 85, Cerullo serviu por 70 anos, viajou pelo mundo e escreveu mais de 80 livros sobre os movimentos milagrosos de Deus. Agora ele está prestes a lançar mais uma obra, sua autobiografia chamada “The Legend of Morris Cerullo”.

"A autobiografia remonta às minhas raízes. A maioria das pessoas vê Morris na plataforma. Eu estive na Índia com 500 mil pessoas em um culto, e eles me veem na plataforma, mas eles não conhecem o verdadeiro eu. Assim, eu queria que eles soubessem como eu experimentei a graça de Deus em minha própria vida", disse o evangelista derramando lágrimas.

"Como Deus tomou um pequeno menino órfão que perdeu sua mãe quando tinha dois anos e teve um pai bêbado que abandonou seus cinco filhos. Como a mão de Deus, tão misteriosamente, desde o momento em que eu era um menino, estava em minha vida e como Deus me levou por meio dos orfanatos ortodoxos judeus em que fui colocado", comentou.

Desde que ele obteve sua cura em outubro, Cerullo diz que ele voltou aos trabalhos de Deus, viajando pelo mundo para pregar o Evangelho novamente. "Fui curado em outubro e de lá fui para a África, fui para o Brasil, fui para o Peru, fui para o Panamá e acabei de voltar de Israel em novembro. E então, de Israel, fui para a Índia e depois da Índia para o Sri Lanka. Depois foi para Nova York", disse ele.

"Meus médicos dizem que isso é um milagre, eles nunca viram nada parecido. Você pode imaginar, eu tenho fotos para mostrar. De toda a minha perna, metade dela estava comida. Eu estava paralisado e não podia andar. Agora você pode ver, eu posso andar e isso mostra que o Deus que servimos está vivo", disse ele, radiante com convicção.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Empresa inicia implante de chip para facilitar as compras, no Oriente Médio

Implantado na mão, o microchip armazena os dados de identidade e do cartão de crédito.

O implante do chip é feito com a ajuda de uma seringa e leva até duas semanas para cicatrizar. (Foto: Reprodução)
O implante do chip é feito com a ajuda de uma seringa e leva até duas semanas para cicatrizar. (Foto: Reprodução)
Uma empresa dos Emirados Árabes, no Oriente Médio, desenvolveu um microchip de implante que permite o pagamento de produtos e serviços.

Apresentado no evento de tecnologia 'Gitex 2016', em Dubai, o microchip do grupo de telecomunicações Etisalat, uma das maiores operadoras de rede móvel do mundo, armazena os dados de identidade e do cartão de crédito.

O equipamento foi desenvolvido com a técnica de biohacking, na qual um dispositivo é encaixado na parte de trás da mão, entre o dedo polegar e o indicador, por meio de uma seringa especial.

"Nós limpamos a pele com desinfetante e, depois disso, colocamos as marcas exatamente onde queremos perfurar", disse o médico Hazim Naori ao site emiradense 7 Days. "Nós inserimos a agulha na pele e instalamos o microchip. São necessárias uma ou duas semanas para cicatrizar".

O advento de aparatos tecnológicos que facilitam as compras reacendem a discussão sobre a “marca da besta”, descrita no livro bíblico de Apocalipse.

O livro aponta que a “marca seria obrigatória entre os conscientes e inconscientes seguidores da besta, com o aval da figura de autoridade do anticristo. A identificação seria usada como uma espécie de documento oficial, “para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca…” (Apocalipse 13:17).

Naori realizou o implante pela primeira vez no dia 7 de outubro em George Held, vice-presidente da Etisalat. Depois de passar pelo procedimento de implantação, Held disse que ter o microchip é como um piercing.


O microchip armazena os dados de identidade e do cartão de crédito. (Foto: Reprodução)
“Não faz mal, mas senti um pouco de desconforto no primeiro dia. Com o biohacking, o seu corpo e não terá apenas um dispositivo 'wearable' (vestível), mas um dispositivo dentro de si. Você não pode substituí-lo ou perdê-lo; mesmo se você sofrer um acidente, ainda estará com você", disse ele.

Held informou que antes de ser lançado comercialmente, a empresa precisa definir qual papel o equipamento terá na sociedade. "Não há nenhum problema de legalidade aqui. Nós já temos acordos com Emirates ID e a Visa. Nós vamos emitir um cartão de crédito em parceria com essas empresas através da Etisalat", disse ele.

O procedimento poderá custar 500 dirhams (equivalente a 450 reais), incluindo o implante e o próprio microchip.

Marca da besta?
Segundo o teólogo e mestre em filosofia Jonas Madureira, não há qualquer indício na Bíblia de que os chips, em qualquer forma, sejam a tal “marca da besta” –— pelo menos até agora. “Acontece que o Apocalipse é um livro confuso até mesmo para os maiores estudiosos dos textos sagrados, cheio de enigmas e metáforas”, afirma.

Madureira explica que muito dessa confusão se dá pelas diferentes correntes de estudiosos. ““Enquanto um grupo, mais moderno, defende que muito na Bíblia está em forma de metáfora, de simbolismo, outra corrente mais tradicional afirma que tudo deve ser interpretado ao pé da letra””, observa o teólogo.

Por outro lado, algumas correntes interpretam a profecia bíblica com base no simbolismo. Muitos acreditam os chips são o chamado selo do anticristo. Outros defendem que a marca citada em Apocalipse não seria física, mas espiritual.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Morre bispo Tid, filho do apóstolo Estevam Hernandes

Em seus perfis oficiais do Instagram, o ap. Estevam e a bispa Sônia Hernandes postaram fotos e declarações de amor ao filho.

Bispo Tid (esquerda) e Ap. Estevam Hernandes (direita). (Foto: Instagram)
Bispo Tid (esquerda) e Ap. Estevam Hernandes (direita). (Foto: Instagram)
Morreu na tarde desta quarta-feira (14), o bispo Felippe Daniel (Tid) Hernandes, filho do Ap. Estevam e Bispa Sônia Hernandes (Igreja Renascer em Cristo). Ele estava internado no hospital Albert Einstein em São Paulo e iria completar 38 anos no próximo dia 28 de dezembro.
O bispo Tid estava internado desde 2009, quando no dia 9 de julho foi operado para remover um pedaço de intestino obstruído. Horas depois, uma das suturas se rompeu, causando hemorragia interna e uma infecção forte o bastante para provocar edema cerebral. 
 
Para preservar o cérebro de Tid, os médicos resolveram induzir o pastor ao coma e o estado de saúde era considerado irreversível pelos médicos, pois apesar dos esforços, houve sérios danos neurológicos.
A complicação aconteceu após uma cirurgia bariátrica para remover as dimensões do estômago.
Em 2012, o estado de saúde de Tid chegou a apresentar melhoras, que foram celebradas por Estevam Hernandes e seus familiares.

Nota Oficial

Confirmando a notícia do falecimento de Tide, o site iGospel (mantido pela Igreja Renascer em Cristo) publicou uma nota, na qual se referia ao bispo Tid como um líder que deixará seu exemplo de vida sempre presente.

"Seu exemplo e sua história de vida sempre estarão vivos e presentes em nosso meio", disse parte do comunicado. "Seus familiares agradecem as orações e homenagens prestadas, na certeza que um dia todos nós estaremos juntos novamente na presença de Jesus Cristo".

"O Bispo Tid sempre foi um grande referencial de servo de Deus, homem que dedicou sua vida inteira à obra do Senhor nesta terra com muito amor e dedicação", acrescentou a nota.

Nesta quarta-feira, em seu perfil oficial do Instagram, o ap. Estevam Hernandes postou um breve comentário com uma foto do filho.

"Ele sempre foi e sempre será o amor da minha vida Deus determinou o tempo e a eternidade é a nossa verdade , 1 Tess 4 :13 a 17", escreveu.

A bispa Sônia Hernandes também fez uma postagem logo após o falecimento do filho.

"Sempre será minha festa! Meu primogênito! Amor da minha vida!", escreveu a pastora.

Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento do bispo Tid.

O Portal Guiame se solidariza com a família, amigos e igreja enlutada e convida a todos a orarem por aqueles que enfrentam este momento de dor.

FONTE: GUIAME

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Jornalista Alexandre Garcia critica ideologia de gênero: "Nascemos machos e fêmeas"

"Nascemos machos e fêmeas. É um fato biológico. Não é a ideologia que marca o nosso sexo", destacou Alexandre Garcia em uma declaração que se tornou viral nos últimos dias.

  • google plus

  • Um áudio gravado por Alexandre Garcia, no qual ele fala sobre os perigos da ideologia de gênero se tornou viral nos últimos dias, acumulando milhões de visualizações nas mídias sociais. Logo no início de sua declaração, o jornalista deixa claro que ele seu alerta está totalmente baseado em uma nota oficial da Associação Americana de Pediatria e do Chefe da psiquiatria do Hospital da Universidade John Hopkins.
    "Todos nascem com sexo biológico. Como no reino animal, na classe dos vertebrados, mamíferos, na ordem dos primatas, na família dos hominideos e aqueles do gênero humano (é isso o que diz a Biologia), nascemos machos e fêmeas. É um fato biológico. Não é a ideologia que marca o nosso sexo", disse o jornalista explicando as declarações contidas na nota oficial.

    O jornalista também destacou outra informação sobre a malformação de órgãos genitais, que poderia refutar um argumento comumente usado pelos apoiadores da ideologia de gênero.
    "Ele [presidente da Associação Americana de Pediatria] lembra que transtornos de malformação são extremamente raros, transtornos biológicos, fisiológicos e não constituem um terceiro sexo. 'Ninguém nasce com gênero, nasce com sexo', diz a a Associação Americana de Pediatras", acrescentou.

    "Os gêneros masculino e feminino só existem na Gramática. O sapato é do gênero masculino, a cadeira é do gênero feminino. Na Biologia, não. Na Biologia temos sexo: machos e fêmeas", lembrou.
    Alexandre Garcia também citou o alerta da nota oficial, que trata do uso de bloqueadores de hormônios na puberdade ou a modificação destes, o que pode ser prejudicial à saúde do "paciente".

    "Hormônios como testosterona dado para a menina e estrogênio dado para o menino, aumentam a pressão cardíaca, causam coágulos na circulação, podem causar AVC, câncer e o índice de suicídio é 20 vezes maior com o uso de hormônios do sexo oposto", destacou.

    Contexto
    O alerta repassado pelo jornalista Alexandre Garcia veio à tona em um contexto realmente alarmante. Além dos perigos destacados pela Associação Americana de Pediatras dos EUA - que consideram a ideologia de gênero e os procedimentos resultantes dela como um "abuso infantil" - o Serviço Nacional de Saúde no Reino Unido registrou em dezembro de 2015, um aumento de mais de 1.000% de crianças tratadas devido ao transtorno de identidade de gênero.

    No Brasil, a ideologia de gênero já foi proposta por lei, integrar o Plano Nacional de Educação (em escolas de todo o país), mas foi rejeitada, inicialmente em âmbito federal e posteriormente pela maioria dos municípios onde foi votada nas câmaras de vereadores.

    Representantes como a psicóloga Marisa Lobo, Claudemiro Ferreira, Magno Malta, Guilherme Schelb e professor Orley Silva, entre outros, têm se empenhado em combater incansavelmente a iodelogia de gênero no Brasil.
    A psicóloga paranaense chegou a lançar um livro que alerta sobre o tema, intitulado "Ideologia de Gênero na Educação". Segundo ela, a proposta não consiste apenas na desconstrução da sexualidade, mas resulta na desconstrução do ser humano em si.

    "Eles querem dizer que a heterossexualidade não existe, que ela não é normal e que é uma 'norma imposta', 'compulsória'. Isto é dito pelos livros que advogam em favor da 'Teoria Queer' de desconstrução. Esta é uma teoria sobre a qual todos deveríamos saber. Ela desconstrói a fé, desconstrói Deus, desconstrói a sexualidade, a sociedade", alertou.

    FONTE: GUIAME 
  • pinteres
  • terça-feira, 13 de dezembro de 2016

    Ex-Bozo irá mostrar sua conversão em filme: “Quero mostrar o poder que Deus tem”

    “Queria falar de Jesus na TV e não deixaram”, revela Arlindo Barreto, que irá mostrar sua história no filme "Bingo - O rei das manhãs", com lançamento previsto para 2017.


    Arlindo Barreto foi um dos intérpretes do Bozo nos anos 1980. (Foto: Divulgação)
    Arlindo Barreto foi um dos intérpretes do Bozo nos anos 1980. (Foto: Divulgação)

    Um dos intérpretes do Bozo nos anos 1980, Arlindo Barreto tinha a missão de entreter as crianças com as características exageradas de um palhaço no SBT. Enquanto isso, os bastidores de sua vida eram marcados pelo excesso de trabalho, o abuso de drogas e álcool — até que sua conversão mudou o rumo de sua carreira.

    Sua história será mostrada no filme "Bingo - O rei das manhãs", dirigido por Daniel Rezende e estrelado por Vladimir Brichta, com lançamento previsto para 2017.

    “Passei um tempo com o Vladimir, um ator excelente. Fiz uma espécie de coach e ele conseguiu pegar cada detalhe. Também acompanhei as filmagens. Quando o trailer foi divulgado, um dos meus filhos disse: 'Pai, ele está  igualzinho a você'. Me emociono quando falo sobre isso”, disse Arlindo à colunista Patrícia Kogut.

    O longa, que, por questões de direitos autorais, apresentará o palhaço como Bingo, mostra cenas de Arlindo usando drogas antes de entrar no palco. No entanto, ele nega. “Isso é ficção. Não acontecia. Por dia, eram quatro palcos com participantes de excursões de quatro escolas. Um calor insuportável. Não teria como fazer o programa drogado”, conta ele, que atua no filme como o homem que evangelizou o protagonista.

    Hoje pastor, Arlindo teve como exigência para a realização do filme mostrar sua conversão. Ele se rendeu a Jesus Cristo depois de um grave acidente de carro, quando ainda interpretava Bozo.

    “Se o longa ficasse folia por folia não teria propósito. Queria mostrar o poder que Deus tem. Antes, acreditava que, se chegasse ao topo do sucesso, conquistaria a paz que tanto sonhava. Mas caí numa roda viva que foi justamente o contrário. Quanto mais trabalhava, mais distante eu ficava da minha família. Minha primeira mulher saiu de casa com meu filho. Desci toda a escada da fama, fiquei deprimido. Usei cocaína e entrei no buraco negro. Tentei ajuda em várias terapias e não encontrei. Quando me recuperei do acidente, me vi sem família, sem nada”, ele lembra.

    “Fui para a igreja e reencontrei o pastor que havia me ajudado no hospital. Ouvi a palavra de Deus, que tem uma força espetacular. Não senti mais vontade de beber, fumar maconha ou usar cocaína. Isso modificou a minha vida. Queria falar de Jesus na TV e não deixaram. Então, eu disse tchau”, afirma Arlindo, que hoje tem 63 anos.

    O ex-Bozo diz que sente apenas saudades do trabalho quando se lembra daquele tempo, mas não se orgulha da vida glamourosa regada a festas e mulheres. Atualmente, faz turnês com seu espetáculo de comédia religiosa "Mr. Clown".

    “É um trabalho social. Não cobro ingressos, mas alimentos e roupas. Estou à espera de um convite para voltar à TV. Sou ator, já atuei em novelas e gostaria de fazer dramaturgia. Não reeditaria o Bozo porque acho que não vingaria. As crianças de hoje mudaram”, ele conta.

    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE O GLOBO

    segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

    ONU votará resolução para fazer uma "lista negra" e boicotar empresas judaicas em Israel

    O embaixador de Israel na ONU, Danny Danon, reagiu fortemente à votação iminente e comparou a resolução aos "períodos sombrios da História", nos quais judeus eram fortemente discriminados.

    Judeus agitam bandeiras nacionais enquanto participam de uma marcha anual marcando a criação oficial do Estado de Israel. (Foto: Times of Israel)
    Judeus agitam bandeiras nacionais enquanto participam de uma marcha anual marcando a criação oficial do Estado de Israel. (Foto: Times of Israel)
    Organização das Nações Unidas irá votar nesta semana, uma resolução para implementar uma "lista negra" de empresas que operam direta ou indiretamente na Judeia, Samaria, Golã e Jerusalém Oriental. Apresentada pela Autoridade Palestina e pelos Estados árabes e aprovada por unanimidade em março, a proposta visa impor sanções sobre empresas comandadas por judeus em Israel e também a companhias que queiram estabelecer comércio com assentamentos israelenses destas regiões.

    O embaixador de Israel na ONU, Danny Danon, reagiu fortemente à votação iminente e comparou a resolução aos "períodos sombrios da História", nos quais judeus eram fortemente discriminados.
    "Não nos calaremos perante este passo vergonhoso", disse Danon. "A vontade da ONU de fazer uma lista negra de empresas judaicas ligadas a Israel e boicotá-las é uma forte lembrança dos períodos sombrios da História".

    O embaixador também acusou o Conselho de Direitos Humanos [criado pelos Estados-membros da ONU] de tornar-se um grupo antissemita.

    "Sabe-se que o Conselho de Direitos Humanos tornou-se um corpo antissemita e anti-Israel, mas não pode ser que a ONU continue a ajudar neste processo surreal", protestou.

    A reivindicação de Danon contra a ONU ocorreu depois que seis resoluções anti-Israel foram aprovadas na última quarta-feira. As medidas incluíram um apelo à "intensificação dos esforços... para a conclusão de um acordo final de paz".

    Outra resolução refere-se a Israel "como a potência ocupante, que impoe suas leis, jurisdição e administração sobre a Cidade Santa de Jerusalém", chamando essas ações de "ilegais".

    Outra medida ainda exige que Israel se retire do "Golã sírio" e devolva "o território ocupado em 4 junho de 1967".

    A ONU também criticou uma votação realizada na última quarta-feira no Knesset (Parlamento de Israel), que mesmo com um resultado apertado (58 votos a favor e 51 contra), aprovou um projeto de lei que legalizará 4.000 casas de judeus, que já foram construídas em Judá e Samaria. O projeto precisa de mais dois votos antes de se tornar lei oficialmente.

    "Exortamos veementemente os legisladores a reconsiderarem o seu apoio a este projeto de lei que, se promulgado, teria consequências de longo alcance e prejudicaria gravemente a reputação de Israel em todo o mundo", afirmou o alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Al Hussein. "Israel, como potência ocupante, deve respeitar a propriedade privada dos palestinos, independentemente de receber ou não uma compensação por isso".

    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO BREAKING ISRAEL NEWS

    domingo, 11 de dezembro de 2016

    Gêmeas siamesas sobrevivem a cirurgia de separação e pais celebram: "Temos fé em Deus"


    As pequenas Eva e Erika têm desafiado a medicina desde o útero, quando sua mãe se recusou a abortar as gêmeas siamesas. Esta cirurgia mais recente lhes dava apenas 30% de chance de sobrevivência.

    Erika e Eva Sandoval nasceram compartilhando alguns órgãos. (Foto: KCRA.com)
    Erika e Eva Sandoval nasceram compartilhando alguns órgãos. (Foto: KCRA.com)

    "Elas querem a vida e vão lutar por isso". Uma mãe da Califórnia disse isso pouco antes de suas gêmeas siamesas de dois anos serem submetidas a um delicado processo cirúrgico de separação e reconstrução, que durou 17 horas e foi concluída na última quarta-feira (6).

    Expressando sua forte fé em Deus, Aida Sandoval, de 46 anos, disse que o que acontecesse depois da operação, ela entenderia como sendo a vontade de Deus.

    "Nós temos fé em Deus, e sabemos que se tiver que ser, será", disse ela ao jornal 'Daily Mail'.
    Aida e seu marido Arturo, de 51 anos, viram o resultado de sua fé no poder de Deus quando os cirurgiões conseguiram separar suas filhas siamesas, As , após 17 horas de operação no Hospital Infantil 'Lucile Packard', de Stanford em Palo Alto, na Califórnia, segundo informou o jornal 'The Sacramento Bee'.

    "Elas parecem incríveis", disse Aida ao ver suas filhas gêmeas, agora com dois corpos separados pela primeira vez. As duas meninas nasceram em agosto de 2014, que tinham seus corpos unidos, do esterno para baixo.

    Aida disse que parece um sonho ver suas filhas em duas camas diferentes.

    "É algo diferente, como: 'Onde está a sua outra metade? Vai demorar um pouco para nos acostumarmos0", disse ela.

    Arturo disse que está se perguntando como suas filhas poderiam reagir ao acordarem e se verem separadas.

    "O que elas vão fazer, como vão reagir?", ele perguntou.

    Alegria de viver
    Apesar do problema físico, as gêmeas cresceram como "garotas falantes e vivazes, que gostavam de dançar e pular", segundo descreveu o jornal 'The Sacramento Bee'.

    O cirurgião-chefe, Dr. Gary Hartman disse que as gêmeas "reagiram muito bem" à cirurgia, depois que sua equipe de cerca de 50 médicos, enfermeiros e pessoal da sala de cirurgia realizaram o procedimento complexo, que começou às 8h da manhã de terça-feira e terminou por volta de 1h da manhã da última quarta-feira.

    "Estou muito satisfeito! Isso é o melhor que poderíamos esperar", acrescentou o médico.
    Antes de darem entrada na sala de cirurgia, Erika e Eva compartilhavam a mesma bexiga, o fígado e tinham três pernas ao todo. Agora, cada menina tem porções de sua bexiga, fígado e intestino delgado. Cada uma tem uma perna, considerando que a terceira perna foi retirada, segundo o casal Sandoval informou.

    Os médicos do hospital tinham calculado que havia apenas 30% de chance de sobrevivência para uma ou ambas as gêmeas antes da operação.

    O casal Sandoval e seus filhos mais velhos disseram ter feito uma oração cheia de lágrimas em torno das gêmeas pouco antes de serem levadas para a sala de cirurgia.

    Antes de Aida dar à luz as meninas, ela e seu marido também foi aconselhado por alguns médicos abortar as crianças, quando foi descoberto que as irmãs nasceriam compartilhando alguns órgãos.

    No entanto, o casal cristão rejeitou o conselho dos médicos, mesmo sabendo as dificuldades que lhes aguardavam, uma vez que as gêmeas nascessem. O casal já tinha três filhos, com o mais velho tendo 20 anos de idade.

    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY