Google+ Followers

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Cristãos são mortos por assassinos profissionais

EGITO

A polícia egípcia não parece estar interessada em rotular os incidentes como sectários; todos os crimes, porém, parecem ter sido minuciosamente planejados
20-egito-mulher-orando

Há poucos dias, um cristão egípcio que também era médico cirurgião foi encontrado morto em seu apartamento. Ele foi a quarta vítima de uma sequência de assassinatos cristãos em apenas 10 dias. Bassam Safwat Atta tinha 35 anos, era casado e deixou dois filhos. Ele vivia na cidade de Dairut, província de Assiut.

“Todos ficamos muito chocados. Bassam era um amigo muito próximo. Perdemos um homem bom. Ele tinha um ótimo relacionamento com todos no hospital. Aprendemos com ele a mansidão e a humildade. Ele era chamado de “médico dos pobres”, porque tratava das pessoas carentes em sua clínica particular, de graça. Ele sempre foi muito amado por todos”, lamenta um dos amigos de trabalho.

O cristão foi encontrado por um vizinho que forçou a entrada no apartamento a pedido da esposa de Bassam. “Não havia nenhum sinal de violência, não houve roubo. Estava tudo no lugar”, disse Nageh. Outra vítima, Youssef Lamei, que também foi atacada, em Alexandria, no dia 3 de janeiro por um suposto “assassino profissional” foi antes ameaçado por muçulmanos salafistas (aqueles que fazem parte do Movimento Reformista Islâmico no Egito).

No dia 6 de janeiro, o casal cristão Gamal e Nadia Sami também foi encontrado sem vida em sua própria casa. De acordo com o irmão de Nadia, nenhum objeto de valor foi retirado da residência e eles foram mortos por causa de sua fé. A polícia egípcia não parece estar interessada em rotular os incidentes como sectários e alegou que o casal havia morrido logo após um roubo. Todos os crimes, porém, parecem ter sido minuciosamente planejados.

Pedidos de oração

Peça a Deus para confortar os corações de todos os familiares das vítimas.

Ore pelos cristãos perseguidos no Egito, em especial por aqueles que estão sendo ameaçados de morte pelos salafistas.

Ore também pelos perseguidores, que eles possam ouvir sobre as boas novas e que convertam seus corações.

Cientistas comprovam o dia em que ‘o Sol parou’, descrito na Bíblia por Josué

Três pesquisadores israelenses conseguiram encontrar a data em que a batalha onda o Sol parou aconteceu: 30 de outubro de 1207 a.C.

Pintura feita por John Martin, em 1816, mostra quando Josué pediu para o Sol permanecer sobre Gibeão. (Foto: Reprodução/Wikipedia)
Pintura feita por John Martin, em 1816, mostra quando Josué pediu para o Sol permanecer sobre Gibeão. 
(Foto: Reprodução/Wikipedia)
De acordo com o relato bíblico descrito em Josué 10:12-14, o Sol parou no meio do céu e por quase um dia inteiro não se pôs, garantindo uma vitória épica a Israel. A história descrita pela Bíblia foi comprovada por uma equipe de cientistas israelenses, com o apoio de dados da Nasa.

Três pesquisadores da Universidade Ben-Gurion do Neguev, em Berbesá, Israel, publicaram um artigo afirmando que naquele momento houve um eclipse solar. Eles ainda conseguiram encontrar a data em que a batalha aconteceu: 30 de outubro de 1207 a.C.

“No dia em que o Senhor entregou os amorreus aos israelitas, Josué exclamou ao Senhor, na presença de Israel: ‘Sol, pare sobre Gibeom! E você, ó Lua, sobre o vale de Aijalom!’ O Sol parou, e a Lua se deteve, até a nação vingar-se dos seus inimigos, como está escrito no Livro de Jasar. O Sol parou no meio do céu e por quase um dia inteiro não se pôs”, diz o trecho de Josué 10:12-13.

Os pesquisadores observaram que outras histórias antigas relatam a paralisação do Sol, mas apenas o relato bíblico menciona sobre a Lua. Isso os levou à conclusão de que o acontecimento se refere a um eclipse, no qual a Lua passa entre o Sol e a Terra, bloqueando a luz solar.

A equipe liderada pelo Dr. Hezi Yitzhak descobriu que houve apenas um eclipse solar na região, que ocorreu entre os anos 1.500 e 1.000 a.C., quando os israelitas entraram na terra. O eclipse foi datado precisamente às 16h28 do dia 30 de outubro de 1.207 a.C.

Os estudiosos também descreveram o local exacto da batalha, traçando a mesma caminhada de 30 quilômetros que Josué e seus homens fizeram para chegar até Gibeão, ao norte de Jerusalém.
O estudo não conseguiu comprovar a origem da chuva de granizo, descrita em Josué 10:11: 
“Enquanto fugiam de Israel na descida de Bete-Horom para Azeca, do céu o Senhor lançou sobre eles grandes pedras de granizo, que mataram mais gente do que as espadas dos israelitas”.

"Nem todo mundo gosta da ideia de usar a física para provar as coisas da Bíblia, e sei que isso pode ser interpretado como se estivéssemos racionalizando a fé", disse Yitzhak ao site Haaretz no último domingo (16). "Mas há muitas verdades históricas que tem uma evidência arqueológica por trás".

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE TIMES OF ISRAEL

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Líder de jovens dá dicas sobre como resistir ao pecado sexual: "Recuse e fuja"

Juntamente com sua esposa, Cody Archer lidera os jovens de sua igreja. Ele elenca quatro dicas importantes para se manter longe do pecado sexual.

Cody Archer é líder de jovens e colunista do site Revive Israel. (Foto: Reprodução).
Cody Archer é líder de jovens e colunista do site Revive Israel. (Foto: Reprodução).
Existem diversos relatos de pecado sexual na Bíblia e por meio deles podemos aprender muito. Seja uma história de sucesso ou de fracasso, podemos tomar como exemplo para que não venhamos a falhar. Cody Archer, líder de jovens e colunista do site Revive Israel elencou quatro formas para você resistir ao pecado sexual.

Ele destaca a história de José, que segundo ele teve uma das vitórias mais inspiradoras sobre a tentação sexual. Na época, o jovem José de 17 anos foi vendido a Potifar, segundo Gênesis 39. “Provavelmente, ele estava lidando com uma carga intensa de trauma, rejeição, raiva, amargura e desespero pelo que seus próprios irmãos lhe haviam feito. 

Como escravo hebraico numa terra estrangeira, sem qualquer esperança de voltar para casa, ele deve ter se sentido incrivelmente solitário e isolado de todos os relacionamentos”, disse Cody.

“Ao olhar para a longa lista de desafios que ele teve que enfrentar, seria fácil compreender se José tivesse cedido aos avanços sexuais diários da esposa de Potifar. Eu sei que cada homem tem uma constituição diferente, mas a menos que a esposa de Potifar fosse a mulher mais feia e desagradável da face da terra, isso teria sido uma enorme tentação para qualquer homem”, ressaltou.

Quais foram as chaves que guardaram José de se entregar à tentação sexual?

01. Entenda que Deus está com você (Gn 39.2,3)

“José sabia que Deus estava com ele e era o responsável pelo seu sucesso sobrenatural. Para nós, participantes da Nova Aliança em Jesus, Deus não apenas está conosco, ele mora dentro de nós através do Espírito Santo. Estar consciente e, ao mesmo tempo, ligado à presença interior do Espírito Santo é crucial para a vitória. Temos acesso a poder e coragem ilimitados para resistir e vencer o pecado quando sabemos que Deus está sempre conosco e a nosso favor!”

02. Saiba o que lhe foi confiado (Gn 39.8,9)

“Ao ser tentado pelo pecado sexual, José respondeu citando a responsabilidade que tinha sido entregue em suas mãos. Nada na casa de Potifar foi negado ou retido de José, exceto a sua esposa. Por causa do seu saudável temor do Senhor, José estava ciente que escolher uma experiência sensual momentânea faria com que seu crescente sucesso e a confiança de Potifar nele desmoronassem”.

03. Recuse (Gn 39.8,10)

“José se recusou a ceder. Ele não atendia aos pedidos diários dela nem sequer passava tempo ao seu redor. Ele estava determinado a tomar o caminho estreito e difícil e permaneceu inflexível em sua decisão. E se fôssemos como ele? E se de agora em diante, recusássemos a nos divertir com pensamentos adúlteros, a perder tempo com fantasias cheias de cobiça e luxúria, os impulsos para ver pornografia e o envolvimento com qualquer forma de prazer sexual fora do casamento?”

04. Fuja (Gn 39.11-12)

“No momento mais oportuno, quando ninguém estava em casa, a esposa de Potifar pôs lenha na fogueira com o toque físico. Mas, novamente, como em todas as outras vezes, José estava preparado com sua resposta predeterminada: ‘Não, não e não!’. Seus tênis de corrida da Nike estavam bem amarrados e firmes para que pudesse se afastar imediatamente quando ela fosse tocá-lo. Com muita frequência, concluímos erradamente que, quando ninguém está por perto, podemos vencer a tentação sozinhos. Fugir pode ser deixar fisicamente um local, desligar o seu computador, fazer uma ligação para pedir oração… Chamo isso de pureza proativa. Se você não gosta de confessar o seu pecado aos outros, treine para fugir antes que algo pior aconteça”.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO SITE CHARISMA MAGAZINE

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Ministério cristão ajuda mulheres vítimas de tráfico humano

Norte-coreanas são levadas para a China como escravas sexuais

por Jarbas Aragão

Resultado de imagem para human
Ministério cristão ajuda mulheres vítimas de tráfico humano

A missão Portas Abertas vem desenvolvendo um projeto que consegue ajudar anualmente entre 150 e 200 mulheres norte-coreanas que foram vítimas de tráfico humano. De acordo com o Christian Today, eles estão fazendo o trabalho de identificação e resgate, oferecendo toda a ajuda necessária para que essas mulheres recomecem a vida.
A maioria foi vendida como escrava sexual ou forçada ao casamento do outro lado da fronteira, no nordeste da China. Elas vêm de famílias muito pobres e passaram fome. Algumas testemunharam membros da família sendo presos e até executados pelas autoridades da Coreia do Norte.
Hwa-Young, obreiro da Portas Abertas, comentou sobre as circunstâncias enfrentadas por muitas mulheres norte-coreanas: “Mesmo quando conseguem ser regatadas, ainda experimentam a pressão psicológica e o medo. Elas têm um pouco mais de liberdade aqui na China, mas sua vida nunca mais será a mesma. Além disso, a maioria já foi abusada, tanto na Coreia do Norte quanto na China. Elas passaram por muitas dores”.
A missão evangélica, além de pregar o evangelho, está levantando cristãs experientes para ajudar essas mulheres e lhes oferecer assistência psicológica e pastoral.
Vindas do país mais fechado do mundo, número um no ranking de perseguição, as norte-coreanas estão vendo suas vidas transformadas pelo evangelho. Cerca de 10 delas estão recebendo treinamento para se tornarem missionárias e poderão ajudar muitas outras que viveram o mesmo tipo de situação que elas.
Fonte: noticias.gospelprime.com.br

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Garoto coloca "caixa da bênção" em frente à sua casa para ajudar pessoas necessitadas

Paxton, de 6 anos, criou a "caixa da bênção" e deixou alimentos disponíveis para as pessoas necessitadas que passam em frente à sua casa.


O garoto criou a "caixa da bênção" e deixou alimentos disponíveis para as pessoas necessitadas. (Foto: Arquivo Pessoal)
O garoto criou a "caixa da bênção" e deixou alimentos disponíveis para as pessoas necessitadas. (Foto: Arquivo Pessoal)

Os vizinhos de Maggie Ballard, de 34 anos, e seu filho Paxton, de 6 anos, têm se inspirado com a "caixa da bênção" que foi colocada em frente a sua casa, em Kansas, nos Estados Unidos.

Construída com a ajuda de um amigo da família, a caixa da bênção é preenchida com alimentos e itens de higiene pessoal, para que pessoas que passam por necessidades peguem quando quiserem.

Na parte dianteira da caixa, há um cartaz com a frase: "Pegue uma bênção quando você precisar. Deixe uma bênção quando você puder”.

A ideia surgiu depois que Maggie viu uma ação parecida nas redes sociais. Ela mostrou o projeto à Paxton, que logo pensou em montar a caixa em frente à sua casa, que fica numa rua movimentada.

Atualmente, a caixa contém itens como arroz, feijão, cereais e macarrão, juntamente com produtos de higiene, como absorventes, shampoos e sabonetes.

A "caixa da bênção" oferece alimentos para as pessoas necessitadas. (Foto: Arquivo Pessoal)
Inspiradas pela iniciativa, muitas pessoas têm doado dinheiro, alimentos e itens de higiene para a família incluir na caixa. Outros usam a caixa da bênção para deixar bilhetes com agradecimentos.

"Eu amo a ideia da caixa porque ela permite que as pessoas estejam no anonimato quando pegam suas coisas", disse Maggie ao site Buzzfeed. "Está tudo sempre disponível - sem culpa, sem pressão, sem papelada".

A caixa da bênção se tornou uma paixão de Paxton, revelou sua mãe. "É a última coisa que ele faz antes de dormir e a primeira coisa — quer dizer — a segunda coisa que ele faz quando acorda", disse Maggie.

Maggie Ballard, 34 anos e o filho Paxton, 6 anos. (Foto: Arquivo Pessoal) 


FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE METRO E BUZZFEED

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Estado Islâmico ameaça matar mais de 30 cristãos, presos na Líbia

Segundo a organização 'International Christian Concern', mais de 30 cristãos egípcios estão sendo impedidos de voltar da Líbia para suas casas e sofrendo ameaças dos terroristas.

Estado Islâmico leva reféns vendados para execução. (Foto: Heavy)
Estado Islâmico leva reféns vendados para execução. (Foto: Heavy)
Eles estão como ovelhas cercadas por lobos. Dezenas de trabalhadores cristãos egípcios estão aprisionados na Líbia e todas as estradas que levam à segurança de sua pátria foram bloqueadas por militantes do Estado Islâmico (ISIS), que prometeu matar a todos.

O grupo de vigilância sobre a perseguição religiosa 'International Christian Concern' (ICC) emitiu um alerta, depois de obter informações de que mais de 30 cristãos coptas cristãos do Egito se viram presos na Líbia, depois que foram cercados por militantes do Estado Islâmico.

Os "reféns" (que ainda não estão sob domínio direto do grupo terrorista) fazem parte de um grupo de egípcios que viajou para a Líbia para atuar em trabalhos0 temporários e conseguir e ganhar dinheiro para sustentar suas famílias, mas agora todos estão desesperados, tentando escapar e encontrar uma saída segura para a sua terra natal.

Um cristão egípcio disse à 'ICC' que os trabalhadores estão presos na cidade de Misrata (Líbia). Ele apelou às autoridades egípcias "para intervir e encontrar formas seguras de resgatar esses homens para levá-los de volta para suas casas".

A 'ICC' conseguiu entrar em contato por telefone com um dos "reféns" egípcios. Ele disse que está com um grupo de cristãos que vivem em um prédio residencial em Misrata, na Líbia. "Esperamos voltar para nossas casas, no Egito, mas ainda não há nenhuma maneira segura de fazermos isso", disse ele.

A International Christian Concern informou que a estrada que os trabalhadores usaram para fazer o trajeto do Egito para a Líbia passa pela cidade de Syrte (território líbio), "onde os extremistas frequentemente param ônibus e verificar as identidades procurando por 'nomes de cristãos".

Há outra estrada que os levaria para a capital da Líbia, Tripoli, a caminho do Egito, mas a via que vai lá também é controlada pelo Estado Islâmico, disse a organização cristã.
Em janeiro de 2015, o Estado Islâmico decapitou 21 cristãos coptas, que haviam sido sequestrados na Líbia. As imagens chocaram o mundo. (Imagem: Youtube)

Nação da cruz
Anteriormente, o Estado Islâmico declarou que continuaria matando cristãos onde quer que eles estivessem, inclusive aqueles que os protegem (mesmo que estes não sejam cristãos).


Há menos de dois anos, os terroristas deste mesmo grupo decapitaram 21 cristãos coptas (egípcios) sequestrados na Líbia. O grupo terrorista até lançou um vídeo de seu ato tenebroso, no que agora é considerado como uma das maiores execuções em massa de cristãos, já registradas por uma câmera.

Apesar do perigo de serem capturados e decapitados por militantes do Estado Islâmico na Líbia, alguns trabalhadores cristãos do Egito são forçados a ir para lá por falta de oportunidades de trabalho em seu país de origem. Esses cristãos enfrentam a marginalização e a discriminação no Egito, onde são forçados a competir até mesmo pelos empregos mais básicos e onde seus filhos são expulsos da escola, de acordo com a ICC.
"Devido a isso, eles não têm outra alternativa senão enfrentar o terror islâmico radical na Líbia para fornecer comida para seus filhos", disse o grupo.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA INTERNACIONAL CHRISTIAN CONCERN

domingo, 15 de janeiro de 2017

O reavivamento promovido pela Palavra de Deus

O Salmo 119, sendo o maior capítulo da Bíblia, trata da excelência da palavra de Deus e de seus benditos efeitos em nossa vida.


Oração e Bíblia. (Foto: A12)
Oração e Bíblia. (Foto: A12)

A Reforma do século XVI foi uma volta às Escrituras. Essa volta à palavra de Deus produziu mudanças profundas na vida da igreja e trouxe um poderoso reavivamento. O Salmo 119, sendo o maior capítulo da Bíblia, trata da excelência da palavra de Deus e de seus benditos efeitos em nossa vida. Destacaremos, aqui, a relação entre a palavra de Deus e o reavivamento.


​Em primeiro lugar, reavivamento e restauração (Sl 119.25). “A minha alma está apegada ao pó; vivifica-me segundo a tua palavra”. Davi está prostrado até ao pó. Sua alma está humilhada ao extremo. Nessa prostração total, clama pela vivificação que vem por meio da palavra. É a palavra de Deus que restaura a alma!


​Em segundo lugar, reavivamento e proteção (Sl 119.37). “Desvia os meus olhos, para que não vejam a vaidade, e vivifica-me no teu caminho”. Nossos olhos podem nos atrair para armadilhas perigosas. Podem ser um laço para os nossos pés. Por isso, o salmista roga a Deus proteção da queda e ao mesmo tempo vivificação no caminho de Deus, o caminho da santidade.

​Em terceiro lugar, reavivamento e aspiração (Sl 119.40). “Eis que tenho suspirado pelos teus preceitos; vivifica-me por tua justiça”. Quanto mais suspiramos pela palavra de Deus, mais somos cheios dela e mais vivificados seremos pela justiça divina. Quanto mais cheios da presença de Deus, mais desejamos Deus em nossa vida.

​Em quarto lugar, reavivamento e consolo (Sl 119.50). “O que me consola na minha angústia é isto: que a tua palavra me vivifica”. A vida com Deus é uma jornada por onde a angústia sempre nos espreita. Porém, nas noites mais escuras da alma, a palavra de Deus nos vivifica, nos consola e nos enche de verdor e frutos benditos.

​Em quinto lugar, reavivamento e obediência (Sl 119.88). “Vivifica-me, segundo a tua misericórdia, e guardarei os teus testemunhos oriundos de tua boca”. Quando descemos aos vales escuros da vida ou tropeçamos em virtude de nossa fraqueza, precisamos da misericórdia de Deus e quando ele nos vivifica, então, renovamos o nosso compromisso de obediência à sua palavra.

​Em sexto lugar, reavivamento e aflição (Sl 119.107). “Estou aflitíssimo; vivifica-me, Senhor, segundo a tua palavra”. A aflição é o cálice que bebemos enquanto caminhamos na estrada juncada de espinhos, entre o berço e a sepultura. Porém, nas horas que sorvemos esse cálice amargo, Deus nos vivifica segundo a sua palavra, apruma nossos joelhos trôpegos, fortalece as nossas mãos descaídas e nos restaura o vigor.

​Em sétimo lugar, reavivamento e oração (Sl 119.149). “Ouve, Senhor, a minha voz, segundo a tua bondade; vivifica-me, segundo os teus juízos”. Oração e palavra são os dois grandes instrumentos que nos levam à vivificação espiritual. Quando Deus ouve nosso clamor, então, sua palavra nos restaura. Pela oração falamos com Deus; pela palavra Deus fala conosco!

​Em oitavo lugar, reavivamento e libertação (Sl 119.154). “Defende a minha causa e liberta-me; vivifica-me, segundo a tua palavra”. Quando somos apanhados na rede da perseguição externa ou da aflição interna, precisamos de livramento e quando este chega, Deus nos vivifica pela sua palavra. Oh, bendito livramento! Deus não nos deixa expostos ao opróbrio dos nossos inimigos.

​Em novo lugar, reavivamento e misericórdia (Sl 119.156). “Muitas, Senhor, são as tuas misericórdias; vivifica-me segundo os teus juízos”. Por causa das muitas misericórdias de Deus não somos consumidos. Por elas, Deus não nos dá o juízo que merecemos. Por isso, ele nos ergue de nossa fraqueza e nos vivifica segundo os seus juízos.

​Em décimo lugar, reavivamento e amor à palavra (Sl 119.159). “Considera em como amo os teus preceitos; vivifica-me, ó Senhor, segundo a tua bondade”. O amor à palavra de Deus descortina diante de nós o caminho da bondade divina e nesse caminho está a gloriosa realidade do reavivamento e da vivificação espiritual. É tempo de buscarmos ao Senhor e a sua palavra até que ele venha sobre nós, trazendo em suas asas, poderoso reavivamento espiritual!

FONTE: GUIAME, HERNANDES DIAS LOPES

sábado, 14 de janeiro de 2017

Em 21 países, 100% dos cristãos são perseguidos por sua fé


                                                                                                                       Por Jarbas Aragão


O relatório mais recente sobre perseguição religiosa, divulgado esta semana pela Missão Portas Abertas, mostra que toda a população cristã de 21 países é impedida de manifestar sua fé.


A Lista Mundial da Perseguição destaca os 50 países com maior índice de restrições aos cristãos no mundo. Ela é atualizada anualmente com base em pesquisas, que consideram as leis no país, a postura das autoridades, da sociedade e da família em relação a cristãos, novos convertidos e igreja. Segundo David Curry, CEO da Portas Abertas nos EUA, 215 milhões de seguidores de Jesus experimentaram altos níveis de perseguição em 2016.


Os 21 países que mais restringem o cristianismo são: Coréia do Norte, Somália, Afeganistão, Paquistão, Sudão, Síria, Iraque, Irã, Iêmen, Eritreia, Líbia, Nigéria, Maldivas, Arábia Saudita, Índia, Uzbequistão, Vietnã, Quênia, Turcomenistão, Catar e Egito.


Todo o material divulgado pela Portas Abertas pode ser visto (aqui). A maioria dos 21 países que ocupam o topo da Lista é governado por islâmicos e os cristãos são minorias religiosas. Somada toda a população, eles são apenas 13%. Em alguns desses países o governo sequer admite oficialmente que existam cristãos vivendo ali.


Na Coreia do Norte, por exemplo, os cristãos podem ser presos ou até mortos simplesmente por possuir uma Bíblia. Embora o governo comunista do país imponha o ateísmo, os cidadãos são forçados a tratar a família do ditador Kim Jong-Il como se fosse divina. Antes dele, o pai e o avô governaram o país com o mesmo tipo de mentalidade. Nos 25 anos que a missão vem publicando esse levantamento, este é o 16º ano consecutivo que os norte-coreanos ficaram em primeiro lugar.




Números contestados

Os números de cristãos que morreram somente por motivos religiosos divulgados pela Portas Abertas são contestados por outras organizações. A missão fala em 1.207 pessoas mortas em todo o mundo – entre 01 de novembro de 2015 e 31 de outubro de 2016 – por seguirem o cristianismo. Contudo, ela não inclui as mortes que ocorreram na Coréia do Norte, Iraque e Síria, onde existem vários conflitos sobre números “oficiais”.

O Center for Study of Global Christianity, que leva em consideração os mortos em todos os países apresentou um levantamento onde mostra que um cristão foi morto a cada seis minutos em 2016.

Essa tendência vem se mantendo em alta pelos últimos anos e a tendência é que a perseguição aos cristãos continuará crescendo em 2017, particularmente em países islâmicos.

Fonte: noticias.gospelprime.com.br