Google+ Followers

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Israel aprova lei que declara o país “exclusivamente judeu”

Texto da legislação determina que sua única capital é "Jerusalém unificada"

por Jarbas Aragão

Resultado de imagem
Imagem de 13 de maio mostra israelenses com bandeiras na Porta de Damasco, uma das entradas de Jerusalém antiga (Foto: Ariel Schalit/ AP)

Aprovada nesta quinta-feira (19) pelo Knesset (parlamento israelense), a chamada lei do “Estado Nação” determina oficialmente que “Israel é a pátria histórica do povo judeu e eles têm um direito exclusivo à autodeterminação nacional”.

A partir de agora, está determinado que o país é um Estado exclusivamente judeu, tendo como sua única capital “Jerusalém unificada”, o hebraico é estabelecido como sua língua oficial.

A aprovação, por 62 votos a favor e 55 contra, é resultado de meses de debates e polêmicas, uma vez que cerca de 18% da população é de árabes – majoritariamente muçulmanos – e 2% de cristãos.

Após oposição do presidente Reuven Rivlin e do procurador-geral de Israel, foram alteradas a cláusulas que previam a criação de comunidades “exclusivamente judias” e a determinação para que os tribunais pudessem julgar seguindo a lei ritual judaica quando não houvesse precedentes legais relevantes.

A partir de agora fica estabelecido definitivamente como símbolos oficiais do país o hino Hatikva (que fala do retorno do povo a Israel), a bandeira branca e azul com a Estrela de Davi no centro, e o brasão com o menorá (candelabro de sete braços) ladeados por dois ramos de oliveira.

A nova legislação, aprovada no ano que se completa o 70º aniversário do ressurgimento do Estado de Israel, estabelece duas medidas que podem causar problemas com os territórios palestinos vizinhos.

“O Estado atuará para reunir os judeus que estão no exílio e promoverá assentamentos judaicos em seu território, alocando recursos para esse fim”, afirma um dos trechos mais criticados. Isso significa na prática que a população judaica aumentaria significativamente e serão feitas novas construções em trechos disputados com os palestinos.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, afirmou que a aprovação da lei é um “momento histórico na história do sionismo e da história do estado de Israel.” Com informações Times of Israel

Fonte: https://folhagospel.com

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Pastores são expulsos do Nepal após governo descobrir trabalho missionário

Uma denúncia foi apresentada ao Ministério do Interior do país e causou uma investigação contra os missionários.

Após perceberem que hindus estavam se entregando a Jesus, os pastores foram acusados de "proselitismo". (Foto: Reprodução).

Pastores missionários que atuavam no Nepal foram expulsos do país. Uma denúncia apresentada ao Ministério do Interior causou o início de uma investigação que resultou na descoberta de que eles lideravam uma igreja.

De Vera Richard, das Filipinas, e sua esposa Rita Gonga, da Indonésia chegaram no Nepal com um visto de trabalho e cuidavam de um restaurante. Essa é a forma que muitos missionários encontram para atuar em regiões onde o cristianismo não é bem aceito pelas autoridades.

O casal foi deportado após ser acusado de “proselitismo”, uma prática considerada como esforço contínuo para converter alguém, sendo proibido no país. Mas, de acordo com a Portas Abertas, a deportação aconteceu porque eles estavam vendo muitos hindus se entregando a Jesus.

A igreja do casal de pastores ficava em Kumaripati, área residencial de Patan, cidade ao sul da capital Catmandu.

Crime no Nepal, o proselitismo é punível com pena de até cinco anos de prisão e multa de aproximadamente 1.800 reais. De acordo com dados da investigação, o casal violou os termos do visto de um ano de trabalho, que foi anulado pelas autoridades.

Novas leis

O governo do Nepal anunciou em abril deste ano que serão elaboradas novas leis e emendas. O objetivo da estratégia é tomar providências legais que previnam a conversão religiosa. Segundo Ram Bahadur Thapa, ministro do interior do Nepal, “o cristianismo tem tentado levar o país a um conflito e novas estratégias estão sendo desenvolvidas para manter a união nacional”.

Já Bidhya Devi Bhandari, o presidente do Nepal, assinou em outubro do ano passado um projeto de lei que criminaliza a conversão religiosa. Declarações de alguns parlamentares mostraram que a liberdade religiosa no Nepal está quase chegando no limite.

A Portas Abertas alerta aos cristãos que não deixem de interceder pela Igreja perseguida no país e que os missionários possam vencer as estratégias usadas pelo governo. “Interceda pelos governantes e autoridades, peça que eles sejam justos em suas decisões”, pede a entidade.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO PORTAS ABERTAS

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Pastor diz que Anticristo irá acabar com o terrorismo

Pregador lembrou que o Arrebatamento pode acontecer "a qualquer momento"

por Jarbas Aragão

Resultado de imagem para public speaking
Greg Laurie ministrando.

Greg Laurie, pastor da Harvest Christian Fellowship, na Califórnia (EUA) e famoso por suas cruzadas evangelísticas, vem fazendo uma série de mensagens sobre o fim dos tempos em sua igreja.

Na mais recente, pregou o sermão “O Anticristo e o Fim dos Dias”, onde lembrou que o próprio Satanás enviará esse homem para enganar os moradores da Terra. Usando trechos dos livros de Daniel, 2 Tessalonicenses e Apocalipse, Laurie insiste que a figura do Anticristo é uma tentativa do diabo em imitar a Deus.

“Deus é Pai, Filho e Espírito Santo. Como Satanás quer estar no lugar de Deus, e ele tiver um filho, esse seria o anticristo”, acredita. Ele deu mais detalhes, dizendo: “Quando este homem entrar em cena, poderá não ser o que você esperaria. Não estará vestido da cabeça aos pés de preto, com olhos vermelhos brilhantes e fumaça saindo de sua cabeça, e a música tema de Darth Vader tocando ao fundo”.

“Na verdade, ele será um líder mundial muito carismático. Um grande orador, muito convincente, provavelmente muito bonito”, destaca. “Ele vai fazer coisas que nenhum líder mundial jamais fez. Irá resolver o conflito do Oriente Médio, livrar o mundo do terrorismo, pelo menos temporariamente. Ele será saudado como o maior defensor da paz que já viveu”, ensina o pastor.

Ainda segundo Laurie, o Anticristo irá fazer “com que Israel e as nações árabes assinem um tratado de paz que abrirá caminho para o tão aguardado Terceiro Templo. O Anticristo será uma espécie de super-homem satânico. Mas é tudo uma máscara escondendo quem ele realmente é: o homem mais maligno que já viveu”.

Ao longo do sermão, ele salientou que existem mais de 100 passagens da Bíblia que falam sobre o Anticristo. Porém, o mais importante é lembrar que o Anticristo “vem para desafiar e tomar o lugar de Jesus”.

“Ele virá para declarar guerra aos crentes e dominar o mundo”, alertou.
Arrebatamento

O pastor reafirmou que, no entanto, antes de tudo isso acontecer, Jesus Cristo virá buscar a Sua igreja. O pastor exortou os crentes a terem esperança no arrebatamento, quando os cristãos subirão aos ares para se encontrar com o seu Salvador.

Ele assegurou que o arrebatamento é uma boa notícia, pois significa que as pessoas serão levadas para o Céu. “O arrebatamento será mais rápido do que um piscar de olhos. É por isso que devemos estudar a profecia bíblica”, asseverou.

Finalizou dizendo que o arrebatamento pode acontecer a qualquer momento, e criticou aqueles que afirmam que podem prever uma data exata. “Não sabemos quando será, mas sabemos que será um dia glorioso”, concluiu. Com informações Christian Post

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

terça-feira, 17 de julho de 2018

“Terremotos são um alerta de Deus”, diz rabino-chefe de Jerusalém

Shlomo Amar afirma que “o povo judeu precisa acordar e voltar para Deus”

por Jarbas Aragão

Resultado de imagem
Shlomo Amar, rabino-chefe de Jerusalém.

Uma onda de terremotos de baixa intensidade atingiu Israel nas últimas duas semanas. Além das conhecidas explicações científicas para o fenômeno, o rabino-chefe de Jerusalém acredita que há um aspecto espiritual.

Shlomo Amar, de 70 anos, líder maior dos sefarditas, assegura que esses terremotos mostram que o povo judeu precisa “acordar” e voltar para Deus. No seu entendimento, são mensagens claras para “para que o povo de Israel acorde”.

“Recentemente houve terremotos [em Israel]. Isso é Deus nos sacudindo, nos sacudindo para acordarmos”, disse o rabino ao jornal Arutz Sheva. “Como Ele vê que não estamos acordando, então Ele nos sacode e nos chama para despertarmos do sono profundo!”.

O líder religioso citou o profeta Jeremias: “Por que estamos esperando para acordar e retornar para Deus? Esquadrinhemos os nossos caminhos, e provemo-los, e voltemos para o Senhor [Lamentações 3:40]”.

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Vídeo de policial louvando a Deus emociona milhões nas redes sociais

Jason Hepler disse que a música I Can Only Imagine foi usada por Deus para ajudá-lo em momentos difíceis de sua vida.


  • pinterest


  • O vídeo de um chefe de polícia do Alabama (EUA) louvando a Deus com a música “I Can Only Imagine” se tornou viral e atraiu mais de 50 milhões de visualizações no Facebook. A música já foi regravada em português e ganhou o título de “Eu Só Posso Imaginar”.

    A canção também foi tema do filme “Eu Só Posso Imaginar” que estreou no Brasil em maio e conta a história de Bart Millard, vocalista da banda MercyMe. Para promover o filme a canção ganhou uma nova versão em português, performada pelo ministério de louvor e adoração Diante do Trono.

    Jason Hepler é chefe de polícia do Alabama, e dublou a canção. Segundo ele, a música o ajudou em momentos difíceis de sua vida.

    "A canção ‘I Can Only Imagine’ é uma música que tem estado comigo em algumas das minhas horas mais sombrias, quando eu estava nos lugares mais baixos”, disse ele em um comunicado de imprensa.

    “Foram momentos que aconteceram por causa de decisões ruins ou por coisas que eu estava lidando com o trabalho. Essa música me ajudava quando eu precisava de força", disse Hepler.

    O vídeo é parte de uma iniciativa, a “Lip Sync Battle” (Batalha de Sincronização de Lábios). O registro já acumulou 39 milhões de visualizações na página do Facebook dos policiais dos EUA e 13 milhões na página do K9s4Cops.

    Reação positiva

    Nos comentários do vídeo é possível ver o quão positivo têm sido os comentários. “Sim, sim sim! Eu amo isto! Um homem forte louvando a Deus, sem ter vergonha! Exatamente o que este mundo precisa”, publicou Susanne Kniskern na página do Facebook dos policiais norte-americanos.

    Outro internauta, GaryErin Stevens, deixou claro sua opinião sobre o vídeo do chefe de polícia. "Louvado seja Deus! Sem palavras! Ótimo trabalho e obrigado, Senhor, por trazer uma das músicas cristãs para o mundo secular”, pontuou.

    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN HEADLINES

    sábado, 14 de julho de 2018

    70% dos brasileiros se interessa pelo conflito entre Israel e Palestina

    Metade dos pesquisados acredita que "solução de dois Estados" seria a melhor opção


    por Jarbas Aragão

    Resultado de imagem
    Os palestinos seguram uma pipa adornada com uma suástica perto da fronteira com Israel, a leste da cidade de Gaza. (Foto: AFP Photo / Mohammed Abed)

    Uma pesquisa realizada pela ONG StandWithUs Brasil, ligada a Israel, por meio da plataforma Toluna, ouviu 1.095 pessoas em maio deste ano. O objetivo era saber o quanto os brasileiros se interessavam pelo que acontece no Oriente Médio, em especial no conflito entre Israel e Palestina.

    Os resultados indicam que a maioria (73,7%) se interessa pelo Oriente Médio. Ao mesmo tempo, 67,6% têm preocupação especial pelo conflito israelense-palestino. Além disso, 61% acredita que a melhor opção seria a “solução de dois Estados”, com o reconhecimento da Palestina. Para 53,7% isso resultaria na paz entre os dois povos.

    Questionados sobre detalhes da política na região, 62,3% dizem não saber o que é o Fatah, partido político que governa a maior parte dos territórios palestinos.

    O especialista no conflito palestino-israelense André Lajst, avalia que, embora os brasileiros tenham interesse pelo tema, carecem de informações básicas.

    “Basta uma rápida pesquisa no Google para perceber que o conflito [israelense-palestino] chama mais atenção do que guerras com maior número de mortos, a exemplo da guerra civil síria que em sete anos teve mais de 511 mil mortos”, avalia Lajst, que trabalha com o StandWithUs.

    Pesquisa na região

    A ideia de “solução de dois Estados” também é aprovada na região, segundo pesquisa similar feita pelo Tami Steinmetz Center for Peace da Univerisdade de Tel Aviv e pelo Palestinian Center for Policy and Survey Research, de Ramallah, divulgada em 2017.

    Os resultados do estudo mostram que 53% de israelenses e 52% dos palestinos acreditam que essa seria a melhor saída para o fim do conflito.

    Para 26,5% dos entrevistados, Jerusalém deveria ser capital de Israel. Já 26,4% afirmam que deveria ser capital tanto de Israel quanto de um futuro Estado palestino. Outros 24,3% defendem que a cidade deveria ser controlada por um organismo internacional, como a ONU. Somente 7% dos entrevistados acham que ela deveria ser capital apenas dos palestinos. Com informações ANSA

    Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

    sexta-feira, 13 de julho de 2018

    Dezenas de pessoas se convertem após verem Deus livrar aldeia de tempestade, na Tailândia

    Mais de 75 moradores de uma aldeia da Tailândia ficaram impactados ao verem como Deus protegeu as lavouras de arroz de uma forte tempestade.

    Missionários contam que milagres como este têm aberto portas para o evangelho nas aldeias da Tailândia. (Foto: World Outreach International)

    Às vezes os cristãos se esquecem que o mesmo Jesus que acalmou a tempestade no Novo Testamento é o mesmo Deus com o poder de mudar e direcionar o tempo nos dias de hoje. Em 2017, houve uma tempestade feroz na província de Supanburi, na Tailândia, e essa foi uma grande oportunidade para os recém-convertidos locais evangelizarem sua aldeia.

    "Os novos crentes oraram para que Deus protegesse seus campos de arroz de serem arruinados pelo granizo", segundo um relatório de John e Nok P., líderes da missão 'World Outreach International'.

    Algo notável aconteceu depois das orações daqueles crentes. "Todos os arrozais foram protegidos enquanto os campos vizinhos foram destruídos", observaram eles. "Isso abriu uma oportunidade para os crentes compartilharem o poder de Deus com seus vizinhos e naquela ocasião, 75 pessoas decidiram se entregar a Jesus".

    A Palavra e o Espírito se espalharam contagiosamente para outra aldeia próxima, onde quatro pessoas surdas foram curadas e passaram a ouvir. Uma senhora, que havia sido afligida por uma grande inflamação na tireóide por mais de 50 anos, também foi completamente curada. Seu filho, que era um traficante de drogas, foi libertado de seu vício, abandonou a criminalidade e conseguiu um emprego.

    "Alguns que sofriam com insônia há muitos anos agora conseguem dormir normalmente. O chefe da aldeia foi salvo, juntamente com toda a sua família. Deus está trabalhando e abrindo muitas portas para nós fazermos discípulos em Supanburi", destacaram.

    Um líder budista, Sr. Prasoot, também foi curado do câncer terminal. Nos últimos meses, ele e sua esposa, Wassana, têm testemunhado sobre esse milagre para evangelizar seu próprio filho, que era um monge budista.

    "Ele está muito interessado e convidou seus amigos do templo para a casa de seus pais para ouvir o testemunho de cura do pai. Este grupo de monges ouviu as Boas Novas e o filho de Prasoot está agora considerando o batismo", finalizou.

    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO GOD REPORTS