Google+ Followers

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Cristão morre em ataque no Paquistão

PAQUISTÃO

Dez mortos, dezenas de feridos e uma sensação de medo e insegurança são alguns dos danos causados por um ataque terrorista em Lahore, ocorrido na última semana


Nesta quinta-feira (23/2), um ataque com bomba deixou dez pessoas mortas e dezenas feridas na cidade de Lahore, no Paquistão. Governo e organizações de segurança pedem às igrejas, hospitais e escolas que estejam em estado extremo de alerta. Um líder cristão diz que "as tensões em Lahore aumentaram após o ataque, a confusão e falta de informação são angustiantes".

Testemunhas descrevem as consequências do ataque compatíveis a um ataque com bomba e o dano também aponta nessa direção. Há muita falta de clareza sobre a explosão, que ocorreu fora de um edifício em construção localizado em uma área denominada "Defesa". Enquanto isso, autoridades alegam que a explosão ocorreu por causa de um vazamento de gás. A incerteza não melhora a sensação de segurança.

Dentre as vítimas fatais do ataque estava um jovem cristão que desejava se juntar à nossa escola bíblica, ALIVE. Ele trabalhou na área e tinha um desejo profundo de crescer no Senhor. Um líder cristão, que não pode ser identificado por questões de segurança, conta que "a família dele é uma das várias que passaram pelo terror da violência ocorrida na última semana" e pede oração.

"A orientação que temos é de mantermos os nossos olhos abertos e focados a quaisquer indicações de perigo ao horizonte. Os riscos são muito altos. Ore pelos membros de nossa equipe quando estão vindo trabalhar todos os dias. Muitos de seus filhos frequentam escolas cristãs, então eles chegam cheios de preocupação com o que pode acontecer a eles ou a seus filhos, muitos têm esposas ou membros da família que são enfermeiros nos hospitais ou professores nas escolas. Uma senhora disse: ‘quando me disseram que eu precisava pegar meu filho na escola por causa de uma ameaça de bomba na nossa cidade, me senti como se eu já tivesse morrido’", conta o líder cristão.

Um colaborador da Portas Abertas diz: "Cristãos são os alvos mais vulneráveis e a aleatoriedade desses ataques não são aleatórios na verdade. Se olhamos para trás veremos o padrão e nisso veremos a estratégia do medo, intimidação e destruição onde cada cristão e ocidental são apontados nesse processo".

Pedidos de Oração:

• Para que os planos dos terroristas sejam frustrados;

• Que os cristãos se unam em oração e confiem mais do que nunca no Senhor.

• Que o Senhor lhes dê paz, conforto, coragem e força, especialmente à família do homem cristão que morreu no ataque de quinta-feira.

• Ore também por aqueles que foram traumatizados por ataques anteriores.

• Ore para o Senhor capacitar nossa rede ALIVE a ajudar as vítimas e a igreja a se manterem firmes em meio a todas essas ameaças.

• Que Deus use essas circunstâncias difíceis para atrair muitos muçulmanos para ele.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Enfermeiro canta "Grandioso és Tu" para confortar idosa com doença terminal; assista

Joshua Woodward descobriu que uma de suas pacientes foi sua antiga professora de piano na infância e decidiu expressar sua gratidão de uma forma emocionante.

Um vídeo tocante que foi publicado nas mídias sociais se tornou viral rapidamente. Agora, após quase um ano após sua postagem, as imagens de Joshua Woodward, o funcionário de um hospital que cantou para confortar uma paciente idosa com doença terminal, já ultrapassou seis milhões de visualizações.

A personalidade e o caráter do enfermeiro se mostram perfeitamente adequadas para sua profissão, já que ele tem que cuidar diariamente de pacientes com os mais diversos tipos de limitações, no Centro de Enfermagem e Reabilitação de Austinburg (EUA).

Quando Joshua notou que uma de suas pacientes lhe parecia muito familiar, ele decidiu fazer algo inesperado.

Mary foi internada naquele hospital devido à sua doença terminal e já estava em seus últimos dias de vida, quando foi reconhecida por Joshua. Com apenas nove anos de idade, ele aprendeu a cantar e tocar piano com ela.

Para expressar sua gratidão a ela por todos os seus ensinamentos que ele recebeu quando criança, Joshua passou a cantar frequentemente para Mary.

No vídeo acima, Joshua canta para Mary o hino cristão "Grandioso és Tu" e a cena é de tirar o fôlego.

Marti Adkins Redmond, nora de Mary, comentou a cena com a postagem do vídeo e um comentário em seu perfil do Facebook.

"Os trabalhadores desse hospital são como anjos, mas este enfermeiro é especial. Mary ensinou voz e piano tempos atrás para ele. Joshua Woodard foi um de seus alunos, quando ainda era criança. Como são especiais esses funcionários do hospital", comentou.

Mary acabou falecendo pouco tempo depois da divulgação do vídeo, mas a cena acabou se tornando uma agradável lembrança para a família da antiga professora de Joshua.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO TEXAS HILL COUNTRY

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Congresso aprova e todos os brasileiros serão identificados por um chip

Dados farão parte de um cadastro mundial, promovido pela ONU



                     por Jarbas Aragão


                    Congresso aprova e brasileiros serão identificados por um chip                                                                              



Desde 2008 se falava sobre a criação de um cadastro único, que unisse dados biométricos e civis, como RG, Carteira Nacional de Habilitação e o título de eleitor, em um único documento: o Documento de Identificação Nacional (DIN). A nova documentação traz todas essas informações em um chip, igual aos usados em cartões de crédito e bancários.
O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (21) o projeto de lei do Executivo e agora será enviada ao Senado, onde deverá ser aprovada. Segundo o relator, Júlio Lopes (PP/RJ), após uma fase de adaptação, a nova identificação substituirá todos os documentos, com exceção do passaporte e da carteira de motorista (porque são provisórios).
Aos poucos, pelo projeto, deixarão de existir, na forma física, por exemplo, a carteira de identidade, o título de eleitor, o PIS e o Pasep.
O DIN será emitido pela Justiça Eleitoral, ou por delegação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a outros órgãos. Ele já contará com o cadastramento biométrico realizado para a confecção dos novos títulos de eleitor no ano passado.
Impresso pela Casa da Moeda, a base da identificação será o CPF, que é um registro único. Os outros documentos serão validados no DIN, que oferecerá um número de cadastro novo, o RIC (Registro de Identificação Civil). A meta é substituir as carteiras de identidade, hoje a cargo dos estados e que possibilitam que uma mesma pessoa possua várias.
A homologação do DIN substituirá a proposta do novo modelo de RGs que também contaria com o uso de um chip. O DIN será emitido com base na Identificação Civil Nacional (ICN), criada pelo projeto com o objetivo de juntar informações de identificação do cidadão.

Banco de dados mundial

O motivo da retomada desse cadastro, que fora prometido no governo Lula, é o fato do Brasil ter assinado e estar promovendo os 17 novos “Objetivos Globais” que a ONU lançou em 2015.
Na proposta 16, que atende pelo nome genérico de “Paz” está o compromisso de cada nação em fazer cartões de identificação biométricos de cada homem, mulher e criança no planeta até 2030. Já existe uma base de dados central em Genebra, Suíça, que fará o controle dos dados. Chama-se Plataforma Única de Serviços de Identidade (UISP, na sigla em inglês). Com informações de G1  e UOL
Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Cristãos ou cristais: como lidar com meninos na fé?

Confesso que perdi o dom de paparicar os bebes chorões. Parece que o cristianismo ficou “emo”, muito sensível, muito dodói.est

Bebê chorando. (Foto: MediaPost)
Bebê chorando. (Foto: MediaPost)
É preciso dizer: Há crentes que reclamam de tudo, menos de suas próprias falhas. Nada está suficientemente bom para expressarem gratidão à Deus. Preferem bancar o incompreendido, procuram fazer o papel do Espírito Santo na igreja, suas discussões teológicas são contenciosas e tudo é sempre culpa do outro. São acentuadamente promotores de infantilismo espiritual. Nunca se submetem, nunca esperam o resultado, desacreditam antes de começar, não possuem um compromisso real com Deus e fazem o que fazem para serem reparados, não por convicção de seus chamados.

Confesso que perdi o dom de paparicar os bebes chorões. Parece que o cristianismo ficou “emo”, muito sensível, muito dodói. Pois postam suas frustrações nas redes sociais, evidenciam outros ministérios melhores que aquele onde estão, murmuram com todos, duvidam do caráter e da bondade de seus líderes, enfim são “florzinhas de Jesus”, infantilizados, “ameninados”, uma geração de moleques na fé!

Uma igreja não é saudável quando seus membros não são membros de verdade. A igreja não pode andar nas mãos de meninos na fé! Preferem palavra de entretenimento ao invés de Palavra de Entendimento. Não suportam a verdade, nem aceitam a autoridade. São meninos e meninas mimados. E pior, não conseguem entender que quando meninos lideram eles produzem mais meninos. E ai nos transformamos numa creche, onde as pessoas mais querem brincar do que buscar a Deus.

Falo isso com pesar, meu texto não é uma crítica ou análise, mas um lamento constatado. Pois não sei se eles não compreendem que todas as dificuldades que enfrentamos hoje estão nos moldando para períodos turbulentos. Deus não quer florzinhas, mas Carvalhos de justiça. Gente forte, de ânimo reto e seguro, que confiam em Deus e que são colunas na igreja local. Que sustentam o prédio, mesmo quando ele está danificado em alguns pontos.

É de gente assim que Deus precisa. Os heróis da fé são homens que aguentavam "porrada" de todo o lado. Fico imaginando Jó, Davi ou Paulo cheios de “mi-mi-mis”. Se alguém não suporta, uma cara feia, uma palavra torta, uma fofoca ou erro do seu líder, como suportará a Grande Tribulação? Como suportará uma real perseguição à sua fé? Como levará o Evangelho até os confins da terra? Pensem…e deixem pra trás as coisas de meninos!


*O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.


FONTE: GUIAME, BRUNO DOS SANTOS

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Senador cristão já evangelizou 13 chefes de Estado, nos EUA

O capelão do Senado dos Estados Unidos, Barry C. Black, conta que muitos legisladores americanos são cristãos fervorosos. Um deles levou 13 chefes de Estado africanos a Cristo.

Barry C. Black é o líder espiritual de algumas das pessoas mais poderosas da América. (Foto: Reprodução)
Barry C. Black é o líder espiritual de algumas das pessoas mais poderosas da América. (Foto: Reprodução)
O capelão do Senado dos Estados Unidos, Barry C. Black, é o líder espiritual de algumas das pessoas mais poderosas da América. Eleito para esta posição em junho de 2003, ele se tornou o primeiro negro e membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia a exercer este cargo.

Ele é pastor de cerca de 100 senadores e ministra mais de 600 outros parlamentares no Capitólio dos EUA, prédio que serve como centro legislativo do governo do país, em Washington, D.C.

Depois de servir como capelão na Marinha dos EUA por mais de 27 anos, Barry se tornou o 62º capelão do Senado. Em meio à sua trajetória de fé no ambiente do governo, ele conta que muitos legisladores são cristãos fervorosos.

“Temos um senador que levou 13 chefes de Estado africanos a Jesus Cristo”, Barry revelou ao site CBN News. “Eu não levei um único chefe de Estado africano a Jesus Cristo e este senador conseguiu fazer isso. Temos vários ministros ordenados no Senado. Eles carregam consigo sua espiritualidade”.     

Recentemente, Barry esteve presente no Café Nacional de Oração em Washington, onde falou sobre legisladores republicanos e democratas que frequentam juntos os estudos bíblicos.

"O diabo está trabalhando para nos dividir, mas fico aliviado quando vejo a oração de intercessão do nosso Senhor em João 17. Ele poderia ter pedido ao Pai qualquer coisa para os crentes, mas Ele disse: 'Pai, que eles sejam um, como nós somos um’. Se estamos unidos como pessoas de fé, não há nada que não possamos realizar em Seu nome", disse Barry.

O capelão observou também que o processo legislativo é contraditório, mas os estudos bíblicos semanais são compostos por membros de ambas as posições políticas.

"A beleza de ter 25 a 30 deles se reunindo num café de oração a cada semana, ver eles se reencontrando num estudo bíblico a cada semana, é de ver eles se interagindo uns com os outros. De vez em quando, você vai ouvir dos legisladores de ambos os lados que sua espiritualidade é suficiente para garantir que o ramo legislativo funcione como Deus quer", disse Black.

Barry também afirma que a Igreja, como um todo, subestima muitas vezes o poder da oração. "Nós não compreendemos o real poder da oração, porque não estamos exercendo o privilégio da oração na nossa vida pessoal e devocional. O poder da oração faz a diferença", ele disse.

“A Bíblia diz em 1 Tessalonicenses 5:17 para a gente ‘orar sem cessar’. Essa é a única coisa que Deus nos pediu para fazer continuamente e nós não estamos exercendo", ele acrescentou. "Quando você ora sem cessar, você está constantemente consciente da presença de Deus".

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CBN NEWS

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Jesus tem se revelado de forma sobrenatural para a Igreja Perseguida, diz pesquisador

Em seu novo livro "UnAnswered", o pastor e estudioso do Novo Testamento, Jeremiah Johnston traz relatos de muçulmanos que têm tido visões de Jesus Cristo e também de como Deus tem agido poderosamente em meio à igreja perseguida, na China.

Jeremiah Johnson é pastor, pesquisador e está lançando o seu livro "Unanswered" (Foto: christianthinkers)
Jeremiah Johnson é pastor, pesquisador e está lançando o seu livro "Unanswered" (Foto: christianthinkers)
Não teria sido incrível testemunhar um milagre como Moisés abrindo o Mar Vermelho, estar em meio à multidão dos milhares alimentados por Cristo à partir de apenas dois peixes e cinco pães ou ter experimentado algum outro milagre semelhante? Onde estão os milagres de cair o queixo nos dias de hoje? Seriam as maravilhas épicas, apenas uma coisa do passado?

Em seu recente livro "UnAnswered" ("Sem Resposta"), um volume que teve seis anos de produção e pretende lançar luz sobre temas que têm sido esquecidos por muitas igrejas dos dias atuais, o pastor e estudioso do Novo Testamento, Jeremiah Johnston assegura que, mesmo nos tempos modernos, Deus ainda se move claramente, quando se trata de milagres.

Na verdade, Johnston tem reunido relatos de que Jesus está fazendo aparições milagrosas para os muçulmanos em diversas partes do mundo.

"Jesus está aparecendo para os muçulmanos no Oriente Médio e em todo o mundo", disse o autor ao 'Christian Post'.

O estudioso da Bíblia que escreveu um livro - ainda a ser publicado - sobre o grupo terrorista Estado Islâmico, admitiu "que faz com que alguns crentes sintam-se desconfortáveis".

"Você sabe, é Jesus aparecendo para alguém", explicou. "Eu tento lembrá-los: 'você já leu o Capítulo 9 de Atos, recentemente? Para quem Jesus apareceu, enquanto esta pessoa estava na estrada para Damasco? Saulo de Tarso. Nós não precisamos colocar Deus em uma caixa. Acredite em mim, Deus pode operar para muito além de nós".

O escritor explicou que os milagres têm se apresentado de formas variadas, mas isso não tira a validade desses fatos que envolvem o sobrenatural de Deus.

"Embora muitos dos milagres de hoje possam não se desdobrar exatamente da mesma maneira ou ter a mesma aparência que que tinham quando Jesus andou como homem pela terra, as histórias milagrosas de triunfo e perseverança dos seguidores de Cristo estão acontecendo como nunca antes, especialmente dentro da Igreja perseguida", diz Johnston


China
O pastor não está totalmente surpreso pelo mover milagroso de Deus dentro de igrejas perseguidas, recordando uma visita à China, onde se encontrou com um missionário cristão. O missionário e algumas igrejas cristãs filiadas praticavam a sua fé naquele país, onde as igrejas são perseguidas, como acontecia no livro de Atos. Na China comunista, muitos cristãos precisam se reunir em igrejas subtarrâneas, se não quiserem morrer.


"Eu estive na China recentemente com um missionário que tem mais de 5.000 [outros] missionários em sua igreja subterrânea. Ele olhou para mim e disse - para mim e para minha esposa: 'Jeremiah e Audrey, tudo que lemos no livro de Atos está acontecendo na China agora. O Espírito de Deus está trabalhando poderosamente. Tudo o que lemos no livro de Atos, Deus está fazendo hoje", disse ele.

Há uma razão pela qual muitas igrejas chinesas tiveram de funcionar na clandestinidade, tornando-se subterrâneas: Muitos tornaram-se alvos do regime comunista do país.

Dentro província Zhejing da China, por exemplo, o Partido Comunista Chinês visa suprimir o crescimento da religião organizada.

Como resultado, o Partido Comunista lançou uma campanha para remover as cruzes dos templos de igrejas protestantes e católicas em toda a província, citando que eles estão violando as restrições para construções, previstas em lei.
Na China comunista, muitos cristãos precisam se reunir em igrejas clandestinas, se não quiserem morrer. (Foto: BeliefNet)

Perseguição e crescimento do Evangelho
Em um ano e meio, o governo removeu mais de 1.200 cruzes, para o desespero da grande população cristã do país, que é formada por mais de 67 milhões de pessoas, como documentado pela instituto de pesquisa 'Pew Center'.


De 67 milhões de cristãos do país, a Pew estima que a China tenha 10 milhões de católicos, metade dos quais pertencem à 'Associação Patriótica Católica Chinesa', sancionada pelo Estado. Milhões de católicos também frequantam igrejas secretas.

Já os protestantes, como a igreja 'Three-Self-Patriotic' - que é aprovada pelo governo - somam mais 23 milhões de pessoas, enquanto 35 milhões de protestantes não registradas exercem suas crenças clandestinamente.

Enquanto igrejas perseguidas em todo o mundo parecem estar cheias do Espírito de Deus, Johnston sente que a igreja ocidental está "dormindo ao volante".

"Este fôlego fora de forma da igreja do Ocidente nos deixa em dúvida se queremos compartilhar de fato a Palavra de Deus. Não me surpreende que Deus não trabalhe tão poderosamente em uma igreja que está adormecida e simplesmente segue no embalo. Precisamos que nossa Igreja seja despertada e precisamos ter uma fé, um pensamento que nos desperte, nos permitindo ver Deus fazendo milagres e confiar nEle para fazer isso".

Pastor Johnston está confiante de que Deus ainda está operando milagres, poderosamente. Os cristãos simplesmente precisam abrir os olhos, diz ele.

"Não há dúvida que existem milagres ao nosso redor", disse o pastor e pesquisador ao Christian Post. "Às vezes, porém, parece que estamos com as nossas cabeças enfiadas na areia - nós apenas não vemos e não damos glórias a Deus por essas vidas".

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

O Poder da Palavra de Deus

Steve Herzig

Resultado de imagem para walid shoebat
Walid Shoebat, de terrorista a sionista

Um jovem judeu começou a ler: “Ele foi traspassado pelas nossas transgressões” (Is 53.5).Enquanto lia, parecia ouvir uma voz gritando: “Pare! Isso parece Jesus!” Simultaneamente, uma voz suave dizia: “Não pare! Isso parece Jesus!”
O jovem continuou a ler: “Ele foi moído pelas nossas iniqüidades”. Durante todo o tempo em que lia Isaías 53, duas vozes pareciam discutir dentro de sua cabeça. Por um breve momento, ele até mesmo questionou sua própria sanidade. “Por que qualquer judeu com sanidade mental consideraria Jesus como sendo o Messias prometido?”, ele se perguntava.
Respirou fundo e se lembrou de alguns fatos. Este era o livro de Isaías (um profeta judeu) de uma Bíblia judaica, publicada pela Sociedade de Publicação Judaica, e lhe fora dado por sua sinagoga ortodoxa. O que seria mais judeu do que isso? Ele logo observou que havia outras passagens nas Escrituras hebraicas que descreviam Jesus. E cada versículo era claro e conciso.
Quanto mais lia, mais certo ficava de que o que estava lendo era verdadeiro. Uma estranha sensação de calma e paz subitamente pareceu envolvê-lo.
A mesma paz é descrita no Livro aos Hebreus, do Novo Testamento: “Nós, porém, que cremos, entramos no descanso” (Hb 4.3). O “descanso” é o descanso de Deus. É o descanso que se apossa da pessoa que, pela fé, confia em Jesus como Salvador. É o descanso associado com a paz e a liberdade interiores, independentemente das circunstâncias.
Qualquer pessoa que já tenha alguma vez entrado naquele descanso específico o fez pela fé, depois de ouvir a Palavra de Deus (Rm 10.17). A Palavra de Deus não é igual a nada mais no mundo, e tem poder para transformar as pessoas de maneiras incríveis: “Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração” (Hb 4.12).
A Palavra de Deus é viva. É ativa e inerentemente poderosa, e o Todo-Poderoso a usa como um cirurgião usa um bisturi, cortando diretamente no coração, e transformando seus leitores para sempre. Essa maravilhosa transformação acontece todos os dias com inúmeras pessoas de todos os tipos de históricos passados, e de todas as partes do globo. Seguem alguns exemplos:

Um Etíope Transformado

Atos 8 registra a história de um eunuco etíope gentio que estava sentado em sua carruagem no deserto, lendo o capítulo 53 de Isaías. Deus enviou Filipe, um judeu crente em Jesus, para falar ao homem precisamente quando ele estava lendo. Filipe o cumprimentou com uma pergunta: “Compreendes o que vens lendo?” (v.30).
O eunuco respondeu com outra pergunta: “A quem se refere o profeta (...). Fala de si mesmo ou de algum outro?” (v.34). Filipe usou as Escrituras hebraicas para mostrar que Jesus era Aquele de quem o profeta falava. A Palavra transformou o eunuco. Ele recebeu o Messias e foi imediatamente batizado.

A Nova Vida de Nina

Nina era uma mulher judia criada em um lar ortodoxo. Ela se aposentou nos anos 1960 e foi morar no lugar ao qual chamava de “a terra de Deus” – Atlantic City, no estado de Nova Jersey, EUA. Um dia, enquanto estava sentada em um banco junto à calçada, ela ganhou um Novo Testamento de uma transeunte. Daí em diante, todos os dias, Nina se sentava no banco na calçada em Atlantic City e lia alguns capítulos de seu novo livro. Quanto mais ela lia, mais convencida ficava de que estava lendo um livro judeu, como ela mesma dizia.
Logo Nina começou a observar pequenas mudanças em sua vida. Ela já não tinha um temperamento encrenqueiro, nem contava mais lorotas para suavizar situações sociais. Ela não estava se esforçando para produzir essas mudanças, mesmo assim, sabia que elas estavam acontecendo. Nina ficou confusa. Ela sabia que já não era mais a mesma.
Buscando pelas respostas, ela se aproximou de uma amiga cristã e pediu-lhe para ajudá-la a entender o que estava acontecendo. Ela ficou sabendo que ler a Palavra de Deus era o que estava transformando sua vida. Ela percebeu que a Bíblia não era como outros livros. Era poderosa, tão poderosa que convenceu Nina a confiar em Jesus. Foi assim que Nina começou sua nova vida.

Poder Para Perdoar


Corrie ten Boom e a casa da sua família em que esconderam judeus durante a segunda guerra mundial.
Corrie ten Boom foi criada na Holanda antes da Segunda Guerra Mundial. Ela e sua família liam regularmente a Palavra de Deus e eram crentes comprometidos com o Senhor Jesus. Embora os ten Booms fossem gentios, eles amavam o Povo Escolhido de Deus e pagaram o preço mais alto por sua fidelidade a esse povo. Como punição por esconderem judeus dos nazistas, eles foram enviados a campos de concentração. Corrie e sua irmã Betsie foram parar em Ravensbrück, onde Betsie morreu. Anos mais tarde, o poder transformador de Deus se manifestou de uma maneira maravilhosa. Corrie escreveu as seguintes palavras em seu livro The Hiding Place (O Refúgio Secreto):
Foi em um culto na igreja em Munique [em 1947] que eu o vi, o ex-soldado da SS, que tinha montado guarda à porta da sala do chuveiro no centro de processamento de Ravensbrück. Ele era o primeiro de nossos carcereiros que eu via desde aquele tempo. E subitamente tudo estava lá – uma sala cheia de homens escarnecedores, as pilhas de roupas, o rosto pálido de dor de Betsie. Ele veio até mim, uma vez que a igreja estava se esvaziando, sorridente e me saudando com uma inclinação da cabeça. “Quão grato estou por sua mensagem, Fräulein”, disse ele. “Pensar que, como você disse, Ele lavou meus pecados!”
Ele moveu a mão para a frente para me cumprimentar. E eu, que tantas vezes havia pregado às pessoas em Bloemendaal sobre a necessidade de perdoar, mantive minha mão ao meu lado.
Mesmo enquanto os pensamentos raivosos, vingativos, ferviam dentro de mim, eu vi os pecados desses pensamentos. Jesus Cristo havia morrido por esse homem; será que eu iria pedir mais? Senhor Jesus, orei, perdoe-me e me ajude a perdoá-lo.
Tentei sorrir, lutei para erguer minha mão. Não consegui. Eu não sentia nada, nem sequer a mínima faísca de calor humano ou de caridade. Então, novamente, fiz uma oração silenciosa. Jesus, não consigo perdoá-lo. Dê-me do teu perdão.
Quando lhe dei a mão, a coisa mais incrível aconteceu. Desde o meu ombro, ao longo do meu braço e através da minha mão, parecia que uma corrente elétrica passava de mim para ele, enquanto meu coração se enchia de amor por aquele estranho, tanto que quase me tirava o fôlego. Foi então que descobri que não é mais do nosso perdão nem da nossa bondade que depende a cura do mundo, mas do perdão e da bondade dEle. Quando Ele nos diz para amarmos nossos inimigos, Ele dá, juntamente com o mandamento, o próprio amor.[1]

De Terrorista a Sionista

Outro exemplo dramático de como a Palavra de Deus transforma vidas envolve Walid Shoebat, um palestino, nascido em Belém, que odiava os judeus desde o berço. Seu objetivo principal na vida era matar judeus e morrer como mártir por Alá.
Em meados dos anos 1970, ele se tornou ativo na Organização Para a Libertação da Palestina (OLP) e estava fazendo tudo que podia para ajudar a atingir seu objetivo na vida, inclusive realizando ataques terroristas em Israel.[2]

Walid Shoebat, de terrorista a sionista.
Walid mudou-se para os EUA para cursar uma faculdade, ao mesmo tempo em que levantava ajuda financeira para a OLP. Em 1993, ele se casou com uma cristã. “Eu queria convertê-la ao islamismo”, disse ele à BBC News. “Falei-lhe que os judeus haviam corrompido a Bíblia”. Ela pediu-lhe que provasse. Então, ele comprou uma Bíblia.
Durante seis meses estudou intensamente a Bíblia de capa a capa e descobriu a verdade. Renunciou ao terrorismo, arrependeu-se de seus pecados, deu sua vida a Jesus Cristo e tornou-se nova criatura – tudo porque leu a Palavra de Deus com um coração sincero que queria saber a verdade.
Hoje ele é um cristão sionista dedicado a expor as mentiras do islamismo e a apoiar e animar Israel e o povo judeu. Sua família muçulmana o deserdou. O pai dele disse que ele deveria ser morto. Em dado momento ele soube que a OLP estava planejando seu assassinato. Mas Shoebat é destemido e permanece conhecido por seu amor por Jesus e por um Israel judeu. Você pode visitar seu site: www.shoebat.com.
A Palavra de Deus é viva e eficaz. Ela discerne os pensamentos e as intenções do coração e transforma vidas por toda a eternidade. Tenho certeza disso porque o jovem judeu que experimentou aquela profunda paz 36 anos atrás lendo sua Bíblia era eu.
A Palavra de Deus – tanto o Antigo Testamento quanto o Novo Testamento – é a mais absoluta verdade. Se você quiser conhecer Deus pessoalmente e experimentar uma paz que transcende a todo entendimento, leia a Palavra de Deus e deixe que ela penetre em seu coração. Prometo que você não vai se arrepender. (Steve Herzig - Israel My Glory -http://www.chamada.com.br)
Steve Herzig é o diretor dos ministérios norte-americanos de The Friends of Israel.

Fonte: http://www.chamada.com.br