Google+ Followers

sábado, 8 de outubro de 2016

Prestes a matar cristãos, muçulmano se converte: “Eles me abraçaram com amor”

Paul Ciniraj era parte de uma importante família muçulmana no sul da Ásia. Hoje, ele é missionário e distribui Bíblias em países que proíbem a leitura do livro sagrado.

Paul Ciniraj foi impactado pelo amor e alegria dos cristãos. (Foto: Reprodução)
Paul Ciniraj foi impactado pelo amor e alegria dos cristãos. (Foto: Reprodução)

Paul Ciniraj era parte de uma importante família muçulmana no sul da Ásia. Hoje, ele é conhecido por ser fundador da organização Bibles4Mideast, que tem como missão distribuir Bíblias em países que proíbem a leitura do livro sagrado.

Ciniraj cresceu debaixo de um rigoroso cumprimento das leis e práticas islâmicas. No entanto, ironicamente, ele passou a estudar num colégio cristão e se viu ali como minoria. "Eu tinha dificuldade para me misturar com os meus colegas no início. Mas aos poucos fui me aproximando deles", lembra.

Na faculdade, ele ficou conhecido como “desordeiro” e passou a desenvolver alguns vícios, como cigarro, álcool e outras drogas. "Eu estava na lista da polícia. Meus pais cortaram o dinheiro que me mantinha", ele lembra. Seus amigos desapareceram depois que ele ficou sem dinheiro e Ciniraj perdeu completamente sua paz de espírito.

Cheios de compaixão, alguns estudantes compartilharam sobre o amor de Deus com Ciniraj. "Eles afirmaram que Jesus é o Filho de Deus, que foi crucificado pela humanidade, ressuscitou dos mortos e é o Rei da Paz. Eles ainda alegaram que, se alguém nele crêsse e confessasse todos os pecados, se tornaria uma nova pessoa", relata.

Reação inesperada

Ao contrário do que se esperava, Ciniraj rejeitou a mensagem dos cristãos. "Você só pode alcançar o céu crendo no Islã, que é a verdadeira religião", ele disse ao grupo. Ciniraj já participou de discussões acaloradas com seus colegas em muitas ocasiões, mesmo sem conseguir superar seus argumentos.

Certo dia, colegas cristãos trouxeram folhetos evangelísticos para Ciniraj. Por serem baseados na Bíblia, o muçulmano ficou furioso. Ciniraj despedaçou o material e jogou nos rostos dos cristãos. "Eu vou destruir vocês, se continuarem enganando os outros", ameaçou.

No dia seguinte, ele foi para a faculdade armado, com a intenção de causar violência. "Quando entrei na sala de aula, os estudantes cristãos foram em minha direção e me abraçaram com amor e alegria. Eles me surpreenderam, pedindo perdão por terem me irritado no dia anterior".

Naquele momento, ele lembra que foi tocado pelo “amor, bondade e natureza gentil" de seus colegas, e seu plano maligno foi desarmado. Naquela noite, Ciniraj ficou surpreso ao descobrir um pedaço de papel que alguém tinha inserido em um de seus livros, com um verso da Bíblia: “Esta afirmação é fiel e digna de toda aceitação: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior (1 Timóteo 1:15)”.

No verso do papel, estava escrito: "Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor (Romanos 6:23)”. Ciniraj não sabia que estes eram versículos da Bíblia.

Visão poderosa

Enquanto pensava no significado daquelas palavras, o Espírito Santo veio sobre Ciniraj com uma visão. "Eu reconheci todas as minhas iniquidades, grandes e pequenas. Cada uma delas era transformada em uma bolha no meu corpo. As bolhas se abriram e se tornaram feridas. Saía pus da minha carne e dos meus ossos, que começaram a serem colocados para fora. A dor era insuportável e o cheiro era terrível. Eu estava sendo puxado para um poço sem fundo. Não havia ninguém para me salvar, e eu gritei: ‘Deus, me salve!’”.

"Então, um homem que brilhava e estava de branco desceu do céu e me tocou. Eu entendi que era Jesus. Por um momento eu fechei os olhos com uma alegria celestial, por ter sentido seu toque que aliviou meu corpo e minha mente. Quando abri os olhos, todas as bolhas e feridas tinham desaparecido do meu corpo", relata.

Na visão de Ciniraj, uma mudança incompreensível tinha acontecido. Agora era Jesus que estava infectado pelas bolhas e feridas que atingiam Ciniraj. Ele percebeu que Jesus tinha tomado sobre si todas as suas aflições. "Eu deveria ter sido condenado à morte por todos os meus pecados, mas eu vi Cristo assumindo todos os eles e ser crucificado em meu lugar", afirma.

Transformação

Essa visão transformou a vida de Ciniraj. "Eu não sei se essa experiência foi um sonho, uma revelação ou uma visão. Mas esta experiência me transformou em um cristão. Me permitiu abandonar o velho e me tornou um novo homem. Eu recebi alegria e paz, como nunca senti antes".

Transbordando de alegria, ele compartilhou sua experiência de conversão aos seus pais. Embora eles tenham escutado em silêncio, disseram a ele que a visão foi um truque lançado por Satanás.

No entanto, Ciniraj rejeitou essa interpretação. "Eu estava convencido de que o Deus de amor me salvou através do Seu único Filho, e que eu iria herdar a vida eterna", conta.

Mesmo diante de diversos conflitos com sua família por causa de sua nova fé, Ciniraj pôde experimentar a graça de Deus. "Dois dias antes de sua morte, meu pai aceitou Jesus Cristo como Senhor e Salvador, porque ele teve uma visão de Jesus com as marcas dos pregos em suas mãos e pés. Minha mãe também se tornou cristã um pouco antes de sua morte", disse ele.


FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHARISMA NEWS