Google+ Followers

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Presidente de Israel elogia vínculo entre cristãos e judeus “por causa de seu amor”

Presidente de Israel elogia vínculo entre cristãos e judeus “por causa de seu amor”. (Foto: Miriam Alster/Flash90)
Presidente de Israel elogia vínculo entre cristãos e judeus “por causa de seu amor”. (Foto: Miriam Alster/Flash90)

"Tenho grande apreço pela amizade entre estes diferentes povos — independentemente das questões políticas — simplesmente por causa de seu amor por Israel e pelo povo judeu", declarou Reuven Rivlin.

Durante visita ao Museu Amigos de Sião, em Jerusalém, o presidente de Israel, Reuven Rivlin, observou a exposição que exibe histórias de corajosos cristãos que apoiaram os judeus e elogiou a ligação entre os dois povos.

Mostrando o vínculo histórico entre cristãos e judeus há mais 200 anos, o museu já recebeu mais de 70 mil visitantes no primeiro ano de funcionamento. Neste domingo (18), o local recebeu a visita de Rivlin à convite de seus fundadores, Mike Evans e Yossi Peled.

Na ocasião, Rivlin agradeceu pelo trabalho dos idealizadores do projeto e ressaltou o valor educativo que a exposição representa para Israel. "Tenho grande apreço pelo trabalho feito no museu e pela amizade entre estes diferentes povos — independentemente das questões políticas — simplesmente por causa de seu amor por Israel e pelo povo judeu".

Depois da abertura do museu no ano passado, o ex-presidente israelense Shimon Peres, juntamente com Evans, apresentou o projeto do museu para o ex-presidente americano George W. Bush e o príncipe Alberto II de Mônaco.

A visão do Museu Amigos de Sião é de servir como uma ponte, permitindo que pessoas de todo o mundo se juntem aos cristãos que ao longo da história têm apoiado o Estado de Israel.

Discurso aos cristãos

No início do ano passado, em sua primeira visita aos Estados Unidos, Rivlin optou por fazer seu primeiro discurso para líderes cristãos na Igreja Comunidade Cristã do Brooklyn, conhecida por ter membros negros. Nenhum dos nove presidentes israelenses anteriores foram a uma igreja evangélica fora de Israel. 

"Eu também tenho um sonho", disse Rivlin, fazendo uma analogia com a fala do pastor Martin Luther King, “que mais uma vez Deus vai bater na nossa porta. Eu sonho que Jerusalém, que é um microcosmo do mundo, vai servir de modelo para a coexistência entre as diferentes comunidades e religiões. Judeus e árabes não estavam condenados a viver juntos, mas destinados a viver juntos. Somos todos filhos de Abraão e, como disse o profeta Isaías: ‘Nos últimos dias, o monte do templo do Senhor será estabelecido como o principal; será elevado acima das colinas, e todas as nações correrão para ele... Pois a lei sairá de Sião, de Jerusalém virá a palavra do Senhor’”.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHARISMA NEWS