Google+ Followers

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Preso por evangelizar, cristão sofre hemorragia cerebral após sair de delegacia

Swamy, um evangelista de 47 anos foi interrogado pela polícia por ter distribuído Bíblias e outros livros cristãos na cidade onde ele trabalha como professor de engenharia.

Ele foi liberto seis horas mais tarde, mas sofreu uma hemorragia cerebral em seu caminho para casa. (Foto: World Watch Monitor).
Ele foi liberto seis horas mais tarde, mas sofreu uma hemorragia cerebral em seu caminho para casa. (Foto: World Watch Monitor).
Um cristão indiano sofreu uma hemorragia cerebral depois que ele foi interrogado pela polícia sobre estar distribuindo Bíblias e outras literaturas cristãs na cidade onde ele trabalha como professor de engenhariaPreso por evangelizar, cristão sofre hemorragia cerebral após sair de delegacia. K.A. Swamy, de 47 anos, foi levado à delegacia por volta das 10h do dia 21 de janeiro, por um grupo de moradores irritados que o encontraram distribuindo os livros perto do lago Hussain Sagar em Hyderabad, capital do sul do estado de Telangana.

Ele estava perto do Templo Kattamaisamma, que é dedicado a uma divindade local hindu de Telangana. Os habitantes locais o acusaram de tentar converter as pessoas na área do templo.

Ele foi liberto seis horas mais tarde, mas sofreu uma hemorragia cerebral em seu caminho para casa. Ele está agora em coma. Sua esposa, Sujatha, disse que não houve nenhuma mudança em sua condição desde o dia 21 de janeiro e pediu orações. O governo do estado prometeu cobrir suas despesas médicas depois que os cristãos locais pediram ajuda ao Ministério Home.

Seu cunhado disse ao World Watch Monitor: “Várias vezes, no passado, ele foi pego por extremistas de Vishwa Hindu Parishad [um grupo nacionalista hindu] e foi ameaçado. Ele também foi levado à delegacia para verificação por muitas vezes. Desta vez, ele não conseguiu sair bem de lá”, ressaltou.

“Quando perguntei a alguns membros da Vishwa Hindu Parishad, que conheço por causa da minha profissão de empresário, sobre o motivo pelo qual o detiveram na delegacia durante todo o dia, disseram-me que tinham mais de 200 fotos dele distribuindo Bíblias e outros livros. Estas são as evidências de que ele era ‘culpado’”, pontuou.

Swamy, que tem duas filhas, havia se voluntariado para o Gideões Internacional, uma organização cristã que distribui Bíblias gratuitamente em todo o mundo. Da delegacia de polícia, ele ligou para o presidente do grupo local do Gideões, que ajudou a garantir sua libertação.

Um pequeno vídeo tem circulado amplamente nas mídias sociais, mostrando que Swamy foi questionado pelos moradores sobre o porquê de distribuir a literatura cristã. Uma fonte local disse ao World Watch Monitor que o vídeo foi gravado por membros do Vishwa Hindu Parishad, que desejavam usá-lo como prova de que Swamy era culpado de de evangelizar.

Confira o vídeo: