Google+ Followers

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Você usa as redes sociais para falar de Jesus?

1 Noticia_RevJulho
Confira na revista desse mês como equipes de aconselhamento e jovens têm usado as mídias sociais para espalhar o amor de Jesus e ainda ajudar quem busca por ele

A edição da revista Portas Abertas desse mês já está em circulação, ela aborda entre outros temas, como as mídias sociais têm ajudado muitas pessoas a se aproximarem de Deus, especialmente no Oriente Médio. Na Arábia Saudita, por exemplo, um país totalmente fechado ao evangelho, Bíblias e o cristianismo são proibidos, mas isso não impediu que Mohamed* enviasse a seguinte mensagem para uma equipe que trabalha com sites cristãos na região: “Eu sei que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Posso visitar vocês? Por favor, leve-me para a igreja e me deem uma Bíblia”. 

Assim como Mohamed, outras pessoas que vivem em países hostis ao cristianismo têm tido sede de Deus e da sua Palavra. Também com esse objetivo, o projeto Eu Compartilho Vida tem alcançado muitos ao redor do mundo que buscam alguma forma de ajuda. O programa que é desenvolvido por jovens do Oriente Médio tem o objetivo de incentivar jovens do Iraque, Síria e Líbano a usar a presença on-line para compartilhar o amor de Cristo no mundo árabe. Vendo como os nossos irmãos espalhados por todo mundo têm cumprido o “Ide” que Jesus nos deixou, te convidamos a refletir, se você, como cristão livre de perseguição, tem usado as mídias sociais para falar de Jesus?

Além de tudo isso, você lerá sobre a histórica distribuição de 1 milhão de Bíblias na antiga União Soviética entre o final dos anos 1980 e início dos anos 1990 na editoria Você se lembra. E em Outros Ministérios, saiba mais sobre como a “Fundação Casa”, que com o Instituto Menino de Papel segue o exemplo de Jesus, acolhendo e abençoando crianças em situação de vulnerabilidade. Se você ainda não recebe a Revista Portas Abertas, cadastre-se e receba mais informações sobre a causa da Igreja Perseguida. Tenha uma edificante leitura!

*Nome alterado por motivos de segurança.

Fonte: www.portasabertas.org.br