Google+ Followers

sábado, 17 de junho de 2017

Israel reclama formalmente de votos do Brasil na ONU

Presidente israelense pede “agenda positiva entre os dois países"
por Jarbas Aragão

Israel reclama formalmente de votos do Brasil na ONU

O presidente de Israel, Reuven Rivlin, fez uma cobrança pública nesta quinta-feira (15) ao novo embaixador brasileiro no país, Paulo Cesar Meira de Vasconcellos. Ele reclamou do voto do Brasil na UNESCO em 2 de maio, onde o Brasil ficou ao lado dos países muçulmanos e votou pela negação da soberania israelense sobre Jerusalém.

Na resolução, apoiada pelo governo brasileiro, Israel é chamado de “poder ocupante” em Jerusalém e que não possui nenhum laço histórico ou legal com qualquer parte da cidade.

Rivlin discursou durante a cerimônia de entrega de credenciais a quatro novos embaixadores, vindos de Nepal, Honduras, Tanzânia e Brasil.

Sua crítica ao Brasil revela o quanto os israelenses estão irritados com a postura do governo Temer. “Não há um só brasileiro que não saiba da conexão entre o povo judeu e Jerusalém. Nem mesmo a Unesco pode mudar isso. A decisão deveria ser esquecida, deveria realmente ser modificada e eu peço que o governo brasileiro reconsidere seu voto”, disparou.

“Nossa amizade data da criação do Estado de Israel. Como as relações bilaterais envolvem muitos campos de cooperação e temos que aperfeiçoá-las, me dedicarei à agenda positiva entre os dois países”, finalizou, lembrando que as relações entre Israel e o Brasil “são muito importantes” e deixando claro que elas poderiam ser ampliadas.

O Ministério das Relações Exteriores não se manifestou sobre a cobrança. Com informações Folha de SP

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br