Google+ Followers

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Cristãos constroem casa para abrigar judeus sobreviventes do Holocausto, em Israel

Um terço dos sobreviventes do Holocausto são atingidos pela pobreza e doenças causadas pelas torturas que experimentaram quando eram crianças, nos campos de concentração nazistas.

A casa oferece alojamento, refeições e serviços médicos. (Foto: International Christian Embassy Jerusalem)
A casa oferece alojamento, refeições e serviços médicos. (Foto: International Christian Embassy Jerusalem)
Uma organização formada por evangélicos criou uma casa para abrigar os sobreviventes do Holocausto, em Israel. O local oferece alojamento, refeições e serviços médicos para mais de 75 judeus idosos, que sobreviveram ao genocídio nazista.

A Embaixada Cristã Internacional de Jerusalém (ICEJ, na sigla em inglês), se uniu a um filantropo judeu para beneficiar sobreviventes como Edelstein e sua esposa que, pela primeira vez, pode ter a chance de ter seu Bar Mitzvá — cerimônia que insere o jovem judeu como um membro maduro na comunidade judaica.

Quando completou 13 anos, a única preocupação de Edelstein era a de sobreviver ao holocausto. Agora, com 86 anos e ajuda dos cristãos, ele finalmente teve a chance de ter seu Bar Mitzvá, 73 anos atrasado.

A parceria entre cristãos e judeus é vital para muitas vítimas do holocausto. Um terço dos sobreviventes em Israel são pobres e sofrem com doenças causadas pelo tratamento desumano que experimentaram quando eram crianças, nos campos de concentração nazistas.

“Esses desafios nos deram um sentido de urgência ainda maior", disse David Parsons, porta-voz da ICEJ.

Shimon Sabag, um filantropo israelense que se associou ao ICEJ, diz que todo o seu trabalho seria impossível sem os cristãos, pois a organização não recebe dinheiro do governo.

"Eles estão dando a mais verdadeira forma de caridade, porque eles não pedem nada em troca", disse Sabag. "Estamos orgulhosos de ser seus parceiros".

A generosidade dos evangélicos está fazendo mais do que satisfazer as necessidades, também está construindo pontes. "Eles querem abençoar o povo judeu e querem pagar a dívida moral que os cristãos devem ao povo judeu por causa das atrocidades cometidas contra eles em nome de Jesus", disse Parsons.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CBN NEWS