Google+ Followers

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Astronauta fortalece sua fé em dias no espaço: “Vi o trabalho de um Deus infinito"

Quando Jeff retornar à Terra, terá alcançado a marca de 534 dias navegando pelo cosmo. (Foto: NASA)
Quando Jeff retornar à Terra, terá alcançado a marca de 534 dias navegando pelo cosmo. (Foto: NASA)

O astronauta Jeff Williams, que já quebrou o recorde americano de dias acumulados no espaço, tem tido marcas profundas em sua fé durante sua jornada.

A jornada no espaço do astronauta Jeff Williams está sendo traçada não apenas por recordes históricos, mas também por marcas profundas em sua fé.

Quando Jeff retornar à Terra, no dia 6 de setembro, terá alcançado a marca de 534 dias navegando pelo cosmo, quebrando o recorde de dias acumulados por um americano no espaço. Mas este não é o único motivo que deixou registros na vida do astronauta.

A visão privilegiada do universo que Jeff tem tido a partir da janela da estação espacial, serviu para aprofundar sua fé cristã, segundo compartilhou em entrevista concedida ainda em órbita ao Seminário Teológico Batista do Sul, nesta terça-feira (30).

"Quando eu olho pela janela e vejo isso — todos os elementos são como você poderia imaginar, você pode ver o trabalho criativo de um Deus infinito", disse ele. "Você vê o design, você vê a beleza, você vê o propósito, você vê todos esses elementos, você vê ordem em todos os detalhes".

Jeff conversou com o presidente do seminário, R. Albert Mohler Jr., durante 15 minutos em 402 quilômetros acima da Terra, enquanto sua estação espacial transitava sobre a América do Norte.

Jeff conversou com o presidente do seminário batista durante 15 minutos. (Foto: Emil Handke/SBTS)


"Estar aqui dentro, olhar pela janela e ver os elementos da criação de Deus no espaço, assim como o planeta, é outra coisa. Agora você se define dentro deste processo que sustenta a sua vida e você pode ver através desse visor não só a vastidão e a majestade do mundo, mas todo o espaço”, disse ele.

“Isso só aprofunda a compreensão do que conhecemos através das Escrituras sobre o trabalho criativo e surpreendente de Deus. É uma experiência que me fez ver o quanto sou pequeno", acrescentou o astronauta.

Ao final da entrevista, Jeff deu um mortal com a gravidade zero e acenou para o público que acompanhava a conversa. Mohler disse que o astronauta era um "querido irmão em Cristo" e "amigo do seminário".


FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE BAPTIST PRESS