Google+ Followers

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Um país perigoso demais para ser cristão


13-libia-0260002269

LÍBIA

Muitos já morreram corajosamente pelo nome de Cristo e o país foi um dos cenários mais marcantes na história da igreja atual
A Líbia que é o 10º país na Classificação da Perseguição Religiosa tem enfrentado uma violência cada vez mais intensa nos cenários sociais. A forma como os cristãos líbios lidam com a perseguição, mesmo em meio ao caos político, é uma verdadeira lição para o cristão livre de perseguição. Muitos já morreram corajosamente pelo nome de Cristo e o país foi um dos cenários mais marcantes na história da igreja atual, onde o mundo todo pôde ver a cena de 21 cristãos sendo executados, em seus uniformes cor de laranja, na beira do mar. E, apesar disso, das perdas e da tristeza que fica, a igreja líbia cresce, fazendo aumentar a fé dos cristãos que sobrevivem e alcançando mais corações convertidos.

De acordo com um relatório da agência de notícias France Presse (AFP), no dia 24 de fevereiro, o Parlamento Internacional da Líbia não aprovou o estabelecimento de um novo governo de unidade. As preocupações de segurança e ameaças contra os membros do parlamento tornou impossível a realização de uma sessão formal. "Isso vai prolongar a instabilidade na Líbia, que já tem sido um país muito perigoso para os cristãos", comenta um dos analistas de perseguição.

Informações do The Guardian indicam que as forças especiais francesas se estabeleceram na Líbia para apoiar o governo na luta contra o Estado Islâmico (EI). A força aérea dos EUA chegou a realizar ataques aéreos contra uma suposta instalação que servia como um campo de treinamento do EI. Como consequência, mais de 40 pessoas foram mortas, incluindo um militante que parecia estar envolvido em ataques terroristas na Tunísia, no ano anterior. "Essas notícias da presença do EI na Líbia tem sido constante e o exército deles está crescendo a cada dia", observa o analista.


Interceda por eles.
Fonte: https://www.portasabertas.org.br