Google+ Followers

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Como Deus ajudou Thao Apao*, do Vietnã, a perdoar


Ele não negou a fé e perdoou o irmão que tanto sofrimento infligiu a ele e sua família


Thao Apao é um homem da etnia Hmong que se converteu a Cristo em abril de 2016 através da ajuda de Vang Atu*, o primeiro convertido de sua aldeia. Ele decidiu render sua vida a Jesus e segui-lo a qualquer preço. 

Um dia depois de aceitar Jesus, ele, seu filho e nora foram a uma reunião de oração na casa de Vang Atu pela manhã. No caminho, pararam na casa do irmão mais novo de Thao Apao para convidá-lo para a reunião. Ele recusou o convite, mas ficou furioso ao saber que os três haviam se voltado contra suas crenças animistas, entregando-se a Cristo. Isso o levou a denunciá-los às autoridades locais. 

Ao voltar para casa, Thao Apao encontrou os moradores da tribo e autoridades esperando por ele, prontos para atacá-lo. Sob o comando de seu irmão, eles o amarraram com uma corda, com a qual também o açoitaram seis vezes. “Depois de me baterem, eles me levaram para o centro cultural e me forçaram a assinar um papel. Mas no meio do grupo, uma mulher que eu não conhecia e estava atrás de mim puxou meu braço e sussurrou: ‘Não perca sua esperança em Jesus’”, conta o cristão. 

A ajuda de outros cristãos fez a diferença

Isso o encorajou a não assinar o documento negando sua fé em Jesus. O secretário do vilarejo o ameaçou dizendo que se ele não assinasse, seria levado a autoridades mais altas e expulso de sua tribo. Ao que nosso irmão respondeu: “Eu nunca negarei minha fé em Jesus, porque ele é a minha salvação e já me redimiu”. 

Depois desse episódio, todos os dias Thao Apao e sua família eram insultados e zombados por parentes e vizinhos. Chegou ao ponto de seu irmão abusar de sua nora. “Ele fez isso porque queria que nós ficássemos com raiva dele e revidássemos. Mas meu filho, minha nora e eu não revidamos. Nós o perdoamos e decidimos abandonar nosso vilarejo”, diz o cristão com os olhos marejados. 

Semanas depois do incidente, eles ouviram falar de uma igreja na região central do Vietnã que poderia ajudá-los. Foi então que Thao Apao, esposa e quatro filhos (inclusive o mais velho, casado, cuja esposa havia sido violentada) se mudaram para essa província, junto com a família de Vang Atu. O pastor dessa igreja os conectou à Portas Abertas e, em julho deste ano, pudemos providenciar casas para ambas as famílias no vilarejo do Pastor Trang*. 

*Nomes alterados por motivos de segurança 

Pedidos de oração

*Ore por Thao Apao, seu filho e nora. Que seu coração perdoador inspire a muitos.

*Peça pela salvação do irmão dele, que ele tenha um encontro com o Senhor Jesus.

*Agradeça a Deus pela comunidade do Pastor Trang, que os acolheu. Que eles sejam recompensados por isso.

*Ore pela igreja no Vietnã, que seja fortalecida com uma fé que ultrapassa barreiras.