Google+ Followers

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Com ajuda de igreja, Dória inaugura abrigo de inverno para moradores de rua

O Programa Emergencial de Inverno (PEI) é uma parceria entre a prefeitura de São Paulo, a Igreja Adventista do Sétimo Dia e a iniciativa privada.

João Dória inaugurou abrigo para moradores de rua em SP. (Foto: UOL)
João Dória inaugurou abrigo para moradores de rua em SP. (Foto: UOL)
Na última quarta-feira (19), a Prefeitura de São Paulo inaugurou a primeira unidade do Programa Emergencial de Inverno (PEI), localizada no Canindé, região norte da cidade de São Paulo (SP).

A unidade será administrada inicialmente pela Igreja Advetista do Sétimo Dia, durante 40 dias. Além da parceria entre a prefeitura de São Paulo e a denominação cristã, a inauguração do PEI também se tornou viável devido à contribuição da iniciativa privada.

O Programa Emergencial de Inverno (PEI) tem como objetivo, abrigar os moradores de rua durante o inverno na capital paulistana.

Ao lançar a iniciativa, o prefeito João Dória e o pastor Domingos Sousa (presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia no estado), explicaram para a imprensa como será o funcionamento da unidade.

Segundo Dória, a ideia inicial desta parceria surgiu durante uma reunião do dia 24 de maio, quando administradores da denominação religiosa apresentaram ao prefeito os diversos tipos de projetos desenvolvidos por adventistas na capital.

“Nós já tínhamos tido uma reunião muito positiva há cerca de um mês com a direção da Igreja Adventista aqui em São Paulo, e a disposição do pastor Domingos foi de cooperar”, disse o prefeito. “A Igreja Adventista já tem experiência nesse tipo de trabalho”.

Pastor Domingos ressaltou que a Igreja Adventista compreende que é seu dever se colocar como instituição à disposição da comunidade.

O presidente da Igreja Adventista nas regiões norte e leste da capital, pastor Aguinaldo Guimarães, destacou também a disposição dos fiéis em ajudar.

“Em tão pouco tempo, já temos uma escala de voluntários para os próximos dias de atendimento”, afirmou Guimarães.


Contexto

Atualmente, só na cidade de São Paulo, existem cerca de 25 mil moradores em situação de rua e apenas 11,8 mil vagas em abrigos.

O Programa vai funcionar das 19h às 8h, atendendo até 460 pessoas. Mas de acordo com a Prefeitura, a partir do dia 26 de julho esta capacidade deve ser ampliada para um atendimento a mil pessoas por dia.

Apesar do caráter temporário do abrigo, a prefeitura afirmou que a unidade pode estender seu atendimento, caso frio intenso continue após o dia 30 de agosto - data estipulada para o término do PEI.


Doações

Além de administrar a primeira unidade do Programa Emergencial de Inverno, a Igreja Adventista vai abrir cerca de 800 pontos pela cidade, para arrecadação de agasalhos, água mineral, cobertores novos, sapatos e produtos de higiene.

“Nossas igrejas e escolas serão disponibilizadas para dar suporte a essa importante iniciativa”, informou o pastor Domingos Souza.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE NOTÍCIAS ADVENTISTAS