Google+ Followers

terça-feira, 20 de junho de 2017

Homem detém criminosos em sua casa após oração: “Orei como nunca antes”

Patrick é um cidadão comum, mas reconheceu o agir de Deus quando deteve dois criminosos que escaparam da prisão.

Patrick Hale apreendeu dois fugitivos de uma prisão na Geórgia, nos EUA. (Foto: Erik Schelzig/AP)
Patrick Hale apreendeu dois fugitivos de uma prisão na Geórgia, nos EUA. (Foto: Erik Schelzig/AP)
Um homem de fé tem sido visto como um herói nos Estados Unidos após apreender dois detentos que escaparam da prisão e mataram dois oficiais, no estado do Tennessee.

Além de matar os policiais, os criminosos Donnie Rowe e Ricky Dubose roubaram cinco veículos, invadiram duas casas, sequestraram um casal de idosos e levaram a polícia a uma intensa perseguição até serem detidos por Patrick Hale, um cidadão comum.

Quando soube que os criminosos tinham sido localizados em sua vizinhança, Patrick, de 35 anos, começou a se preparar para o pior.

“Era 6h46 quando eu carreguei todas as armas que eu tinha em casa para estar preparado, caso precisasse usar”, ele afirmou em uma coletiva de imprensa ao lado de sua esposa e filha.

No minuto seguinte, ele viu dois homens pulando uma cerca de arame, não muito longe do seu quintal. “Às 6h47 eu orei como nunca tinha orado antes”, contou Patrick.

Ao invés de se esconder, Patrick decidiu agir — ele ligou para a polícia, pegou sua filha e entrou em seu carro. Quando começou a sair da garagem, ele observou que os suspeitos estavam próximos.

“Eles começaram a tirar suas camisas e acenar para nós, como se estivessem pedindo para a gente ficar calmo”, lembra Patrick. Mas ele continuou saindo com seu carro e, “por algum motivo, eles começaram a se render e deitaram na minha calçada”.

Os criminosos Donnie Rowe e Ricky Dubose se renderam na calçada de Patrick. (Foto: AAP)
Três minutos depois, 45 policiais estavam no local para prender a dupla de criminosos, terminando uma caçada de 60 horas desde que eles escaparam da prisão na terça-feira (13).

Patrick conta que nunca utilizou nenhuma de suas armas e acredita que os suspeitos confundiram seu carro com um carro da polícia. “Se isso não te faz acreditar em Jesus Cristo, eu não o que mais faria”, ele reforçou.

As autoridades estavam oferecendo uma recompensa de 130 mil dólares para quem capturasse os suspeitos, embora Patrick tenha dito que não estava ciente desse valor quando deteve os bandidos.

Patrick ainda observa que está surpreso por ser apelidado de heróis por simplesmente ter chamado a polícia. “Mesmo que a gente tenha armas em casa, nunca tivemos que usá-las”, disse ele. “Isso, para mim, é algo de Deus”.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE NY DAILY NEWS