Google+ Followers

sábado, 9 de janeiro de 2016

Tomando Uma Decisão — Fatos sobre a interrupção da gravidez

Possivelmente você já ouviu dizer que pode fazer o aborto de forma segura e que não resultarão efeitos secundários físicos ou emocionais. Precisamos dizer-lhe que não é bem assim! Por isso, antes de tomar uma decisão, seja qual for, pense um pouquinho sobre as seguintes questões ou situações: 
Você está sendo pressionada para praticar o aborto? Está sendo ameaçada de abandono, expulsão e de não receber ajuda caso continue com a idéia de ter o seu bebê? Você está insegura quanto às suas convicções sobre o aborto, mas pensa que é o melhor “diante das circunstâncias”?
É natural que você concorde com seus familiares ou com as pessoas que ama, especialmente se, em função de sua decisão, você possa perdê-los. No entanto, o que acontece quando eles querem que você faça algo que não deseja fazer? O aborto pode solucionar um problema para o seu noivo, esposo ou família, porém, começará um outro para você.
O que realmente acontece...
Se você pensa que um aborto resolverá um problema para o casal, lamento informar que isso NÃO acontecerá. Também não manterá o casal unido numa relação não estável. As estatísticas mostram que, em torno de 70% dos casais se separam no período de um ano após o aborto.
Sua idade é inferior a vinte anos?
Você era ainda uma adolescente? Lamento dizer que então há maior risco de ocorrerem reações negativas após o aborto. Certamente você jamais imaginou que ficaria grávida e agora a sua única preocupação é fazer com que o “problema” desapareça.
O que realmente acontece...
O aborto não faz os bebês desaparecerem. O aborto os mata. Se isso for algo que a perturba e incomoda, não o faça! Você se sentirá muito pior depois de se dar conta de que acabou com a vida do seu bebê.
Há alguma outra razão para que você não queira essa gravidez?
Em torno de 25% das mulheres têm dificuldades para engravidar. Não há certeza de que você não seja uma delas, simplesmente porque ficou grávida quando não desejava. Esse bebê “não planejado” poderia ser o seu único filho. A fertilidade diminui à medida em que envelhecemos.
O que realmente acontece...
O aborto é definitivo. Você nunca poderá recuperar este bebê!
Se você tem dúvidas sobre o aborto, não vá à consulta médica nem procure uma clínica clandestina para a interrupção da gravidez.
Busque alguém de confiança com quem conversar sobre isso. Certamente não faltará quem lhe diga: “Faça esse aborto o quanto antes”! Nós, porém, lhe aconselhamos: “Pare, pense e reflita!” Deus a ama e quer o melhor para você. Ele formou o bebê que você leva em seu ventre e que é um ser sem igual. Lembre-se que seu bebê é uma pessoa diferente de você, tem seu próprio grupo sanguíneo, seu coração começa a bater a partir dos 22 dias após a concepção e terá características que o farão ser tão especial que não haverá outro igual em todo o planeta. O propósito de Deus é que o seu bebê viva, pois, somente Ele é Quem dá a vida e somente Ele pode tirá-la. Você encontrará preciosas promessas na Palavra de Deus que a sustentarão em momentos difíceis. O Senhor promete, de alguma maneira, lhe proporcionar todas as coisas que você necessitar, quer sejam materiais ou emocionais. Apenas confie nEle de todo o coração.
Peça que Deus lhe perdoe seus pecados e confesse-Lhe que somente Ele pode perdoar e livrar de toda a maldade. Se você o fizer, poderá se apropriar da Sua promessa, pois Jesus disse: “E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos” (Mateus 28.20).
Jesus deu a Sua vida por você, Ele sofreu horrivelmente para que você e seu bebê pudessem ter a oportunidade de desfrutar da Sua paz e Sua presença para sempre. Ele pode entendê-la melhor do que ninguém! Fonte: http://www.chamada.com.br