Google+ Followers

sábado, 25 de fevereiro de 2012

O pastor Franklin Graham levantou dúvidas sobre a fé cristã do presidente americano Barack Obama



Em uma participação recente no Talk Show “Morning Joe” da rede de televisão MSNBC, o reverendo Franklin Graham, filho do evangelista Billy Graham, questionou a fé de Barack Obama, ao ser perguntado se o presidente americano é cristão.

“Você tem que perguntar a ele. Eu não posso responder a essa pergunta para qualquer um. Tudo que sei é que eu sou um pecador, e que Deus perdoou os meus pecados”, afirmou Graham, que dizendo não ter certeza se o presidente é cristão completou afirmando que “você tem que perguntar a cada pessoa. Ele disse que é um cristão, então eu tenho que acreditar que ele seja”.

O presidente da Associação Evangelística Billy Graham disse ainda que não há “nenhuma dúvida” de que o candidato presidencial republicano Rick Santorum seja um homem de fé. Ele foi questionado ainda se o também candidato Mitt Romney seria cristão. Evitando uma resposta mais direta o religioso afirmou que Romney “é um mórmon” e que “a maioria dos cristãos não reconhecem o mormonismo como parte da fé cristã”.

Graham afirmou ainda que o presidente americano começou a frequentar a igreja por pressão dos grupos comunitários de Chicago, que disseram que ele precisava fazer isso para trabalhar com eles: “Você tem que ir, por que uma pessoa diz como vive sua vida e a que igreja vai. São eles frequentadores fiéis da Igreja? Ou será que eles apenas vão quando as câmeras estão sobre eles?”, questionou.

O religioso ressaltou ainda o fato do pai de Barack Obama ser muçulmano, de acordo com ele “sob a lei islâmica, o mundo muçulmano vê Barack Obama como um muçulmano”. Graham demonstrou também suas preocupações sobre a dedicação do presidente para os cristãos que vivem em países muçulmanos, dizendo que o Islã teve um “passe livre” sob a administração Obama.

“O presidente Obama parece mais preocupado com os muçulmanos do mundo do que com os cristãos que estão sendo mortos em países muçulmanos. Isso é o que me incomoda”, concluiu.
Fonte: Gospel+