Google+ Followers

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Renascimento de Israel é uma das principais profecias da Bíblia, segundo estudioso

O autor Joel Rosenberg diz que o renascimento de Israel em 1948 é uma das principais profecias do Antigo Testamento.

O renascimento de Israel em 1948 é uma das principais profecias do Antigo Testamento. (Foto: Joel Rosenberg)

Estamos vivendo no fim dos tempos bíblicos? A questão que tem feito parte do meio cristão nos últimos dois milênios, vem sendo analisada por muitos estudiosos da Bíblia como o autor Joel Rosenberg.

Embora Rosenberg reconheça que a Bíblia não define uma data para o retorno de Jesus, ele acredita que os sinais indicam que a humanidade está caminhando rumo ao cumprimento das profecias e vivendo seus últimos dias.

“Eu não sei quando, eu não tenho uma data. Mas se você olhar para todas as profecias, há uma surpresa. Podemos ver muito caos global. Mais cristãos foram mortos no século passado do que em qualquer outro momento da história da humanidade”, disse Rosenberg à Pure Flix.

De acordo com o autor, o renascimento de Israel em 1948 é uma das “principais profecias” do Antigo Testamento, conforme os relatos do livro de Ezequiel. Ele também observa que as menções a “Gogue, da terra de Magogue” em Ezequiel 38 anunciam o surgimento de um líder da Rússia.

“Um dia, o futuro líder da Rússia vai formar uma aliança com o Irã, com a Turquia e alguns outros países hostis para cercar e atacar Israel nos últimos dias”, disse Rosenberg, acrescentando que esses eventos podem levar centenas de anos para acontecerem.

O estudioso acredita que as atividades da Rússia na Síria e as relações com outros países hostis, como Irã e Coreia do Norte, devem deixar os cristãos em alerta.

“Eu não sei o que fazer com isso, mas não é bom. Vladimir Putin é mais perigoso para os Estados Unidos e nosso modo de vida do que o islamismo radical. Eu acho que a maioria dos americanos ainda não entendem dessa maneira”, avalia.

Independentemente dos acontecimentos, Rosenberg afirma que é essencial os cristãos orarem pela paz em Jerusalém e nas nações vizinhas. Ele também ainda encorajou os cristãos a fornecer ajuda humanitária aos afetados pela carnificina que tem acontecido no Oriente Médio.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE PURE FLIX