Google+ Followers

terça-feira, 27 de junho de 2017

Jogador assina contrato de R$ 415 milhões e usará valor para dízimo e missões

Derek Carr assinou o maior contrato da história da NFL (Liga Nacional de Futebol Americano), avaliado em US$ 125 milhões.

Derek Carr se tornou o jogador mais bem pago da história da NFL. (Foto: Brian Bahr/Stringer)
Derek Carr se tornou o jogador mais bem pago da história da NFL. (Foto: Brian Bahr/Stringer)
O jogador de futebol americano Derek Carr renovou cinco temporadas com o time Oakland Raiders e assinou o maior contrato da história da NFL: US$ 125 milhões (equivalente R$ 415 milhões).

Questionado por um repórter durante uma coletiva de imprensa sobre a primeira coisa que faria com o valor, ele respondeu com uma brincadeira: “Eu provavelmente vou comer um Chick-fil-A", disse ele citando uma rede de fast food americana criada por empresários cristãos.

Em seguida, Derek falou sobre o real destino de seu dinheiro. “A primeira coisa que vou fazer é pagar o meu dízimo como eu tenho feito desde que eu estava na faculdade, recebendo 700 dólares de bolsa. Isso não vai mudar”, ele afirmou aos repórteres.

“Eu provavelmente também vou dar alguma coisa legal para minha esposa, mesmo que ela me peça para não dar nada”, ele acrescentou. “Desde que eu a conheço, ela usa cupons de desconto e fica na internet tentando encontrar promoções e todas essas coisas. Nada disso vai mudar”.

O quarterback acredita que o dinheiro pode “ajudar muitas pessoas ao redor do mundo” e mencionou sua recente visita ao Haiti. “A coisa emocionante para mim, sinceramente, é que esse dinheiro vai ajudar muita gente. Não só neste país, mas em muitos países ao redor do mundo”.

Derek realizou uma viagem ao Haiti em abril do ano passado e compartilhou com seus fãs nas redes sociais sobre a fé dessa nação. “O Haiti foi incrível! As crianças nesta foto queimam por Jesus. Elas fazem seu próprio culto de adoração todas as noites para cantar seus louvores de como Deus é bom”, disse ele no Facebook.


Derek realizou uma viagem ao Haiti em abril do ano passado. (Foto: Reprodução/Facebook)
“Alguns deles tiveram que comer até mesmo lama para encher a barriga. Agora eles têm uma boa cama, escola e refeições todos os dias, pela graça de Deus”, acrescentou. “Uma jovem que dirige os cultos estava orando certa noite e disse: ‘O Senhor não nos deve nada, mas devemos tudo a Ele’”.

Sobre sua fé, Derek sempre foi expressivo. “Eu tenho uma forte fé em Deus. Ele é a razão de eu jogar futebol. Ele me deu esse talento especial e eu quero usar para glorificá-lo”, disse ele em entrevista ao site The Increase em 2015.

“Sou grato pela oportunidade de promover o Reino compartilhando minha fé dentro e fora de campo. Em qualquer momento, a minha carreira no futebol poderia ser tirada, mas a minha fé e meu relacionamento com Deus nunca serão tirados de mim”, afirmou o jogador.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE THE CHRISTIAN POST