Google+ Followers

domingo, 12 de junho de 2016

JOVEM ESCRITORA É AMEAÇADA POR EDITAR PÁGINA ANTI-FEMINISTA

Jovem escritora é ameaçada por editar página anti-feminista
Imagem: A Voice For Man

“Até onde os movimentos coletivos conseguem lidar com os indivíduos que pensam diferente deles? A resposta é, eles não conseguem. E cercear a nossa liberdade de pensar, de falar, de se expressar é o que eles mais tentam fazer. Como? Eles atacam postagens que vão de encontro ao que eles mais têm medo: a verdade!” – Thaís Azevedo, no site “A voice for Man”.

Thaís Azevedo é uma das administradoras da página “Moça, não sou obrigada a ser feminista”. Ela explica como surgiu seu interesse pelo assunto: “Nunca gostei da ideia de outras pessoas tomarem quaisquer decisões por mim. E foi por isso que nunca me identifiquei com o movimento feminista. Quem eram aquelas mulheres e por que elas acham que sabem o que é melhor para mim?”. Foi então que ela começou a ler sobre o assunto, não necessariamente sobre o feminismo, mas especificamente sobre os movimentos coletivistas. “Não existe um grupo coletivista que lute verdadeiramente pela “igualdade” dos indivíduos que, na teoria, representam. Aqui entram os movimentos gayzistas, africanistas, nazistas, fascistas, machistas, feministas… Todos querem uma só coisa, a superioridade de seus pares”, afirma.
“Nem sei quais direitos os seres humanos ainda não têm”, diz Thaís acerca das reivindicações dos grupos coletivistas. Para ela, não existe necessidade de criarmos leis especificas que privilegiem minorias, uma vez que estes direitos já estão garantidos pela nossa Constituição.

O trabalho na esfera virtual rendeu muitas críticas e algumas denúncias. “Comecei a receber ameaças, a ser reconhecida na rua, e começaram a me xingar de todo tipo de nome”. No momento, ela está sendo processada sob a alegação de que suas publicações estimulam a violência. Apesar disso, a jovem continua incansável publicando matérias e “shots” de notícia na fanpage.
A página do facebook “Moça, não sou obrigada a ser feminista” tem mais de meio milhão de curtidas e é a maior pagina anti-feminista do mundo. Você pode conhecê-la clicando aqui.

http://conscienciacrista.org.br/ Por Leo Gonçalves